Estrangeiros em cruzeiros em Lisboa baixam 23% em Março sem Páscoa

26-04-2019 (15h36)

O Porto de Lisboa teve uma quebra 23% de passageiros de cruzeiros estrangeiros no mês de Março, que este ano compara mal com o de 2018, por não ter sido o mês das férias da Páscoa, como há um ano.

Dados da Administração do Porto de Lisboa (APL) consultados pelo PressTUR indicam uma quebra de passageiros de cruzeiros no mês de Março em 21,8% ou cerca de 6,1 mil, pela quebra em 23,3% ou 6,4 mil de estrangeiros.

De portugueses, pelo contrário, o Porto de Lisboa teve um aumento em 201,7% ou quase 360.

Os dados da APL indicam que este Março o Porto de Lisboa teve 12 escalas de navios de cruzeiros, menos sete que há um ano, em que a Páscoa foi a 1 de Abril, e 21.806 passageiros, incluindo 20.302 em trânsito e 1.504 em turnaround, com 753 desembarques e 751 embarques.

Em relação a Março de 2018, apesar da quebra de passageiros em 21,8%, o Porto de Lisboa teve um aumento de 39% nos passageiros em turnaround, que é o segmento em que anunciou querer apostar com a construção do novo terminal de passageiros em Santa Apolónia.

Os dados da APL por nacionalidades dos passageiros indicam que a quebra foi essencialmente nos passageiros de nacionalidade alemã, que foram menos 7,8 mil (-59,5%, para 5,3 mil), e inglesa, que foram menos 1,1 mil (-9,7%, para 10,5 mil), que são os seus dois principais mercados.

Entre as nacionalidades mais numerosas no mês de Março, depois de britânicos e alemães estiveram os italianos, que foram 793, os norte-americanos, com 728, e os japoneses, com 704.

Seguiram-se 537 portugueses, 567 franceses, 384 suíços, 311 canadianos e 294 brasileiros. De todas as outras nacionalidades não especificadas o Porto de Lisboa teve 1.679 passageiros de cruzeiros.

Devido a esta evolução no mês de Março, o Porto de Lisboa teve um primeiro trimestre em quebra de passageiros de cruzeiros, que foram -4,9% ou menos 2,6 mil que há um ano, ficando em praticamente 50 mil, pela quebra de três mil estrangeiros (-5,8%, para 49,4 mil).

Os britânicos foram a primeira nacionalidade no trimestre, com 24,1 mil, +11,5% ou mais 2,5 mil que há um ano, e seguiram-se os alemães, com 17,8 mil, em baixa de 35,8% ou 9,9 mil.

 

Clique para mais notícias: Cruzeiros em Lisboa

Clique para mais notícias: Cruzeiros

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Royal Caribbean investe 150 milhões de euros na renovação do Oasis of the Seas

24-05-2019 (11h39)

A Royal Caribbean, representada em Portugal pela Melair Cruzeiros, anunciou que vai investir 165 milhões de dólares (cerca de 150 milhões de euros) para renovar em 63 dias o seu emblemático navio Oasis of the Seas.

Royal Caribbean mostra como vai ficar o Oasis of the Seas após a renovação

24-05-2019 (11h32)

O navio de cruzeiros Oasis of the Seas vai ser alvo de uma ampla renovação, “a maior e mais surpreendente” do programa de revitalizações da Royal Caribbean. Veja como vai ficar o navio.

Portugueses em cruzeiros no Porto de Lisboa aumentam 392,8% no 1º quadrimestre

23-05-2019 (14h30)

O mercado português foi o que teve o maior aumento no primeiro quadrimestre em passageiros de cruzeiros no Porto de Lisboa, quase quintuplicando (+392,8%) em relação ao período homólogo de 2018, de acordo com os dados publicados pela Administração do Porto de Lisboa (APL).

Porto de Lisboa teve este ano novo recorde de passageiros de cruzeiros para um mês de Abril

23-05-2019 (14h27)

O Porto de Lisboa bateu este ano o recorde de passageiros de cruzeiros num mês de Abril, que se mantinha em 73.975 desde 2013, ao alcançar o total de 83.575, com recordes para o mês tanto do total de estrangeiros, com 76.684, quanto de portugueses, com 6.891, de acordo com dados da APL recolhidos pelo PressTUR.

Costa e Emirates anunciam parceria para vender cruzeiros no Médio Oriente com voos de Lisboa

10-05-2019 (15h19)

A Line C, que representa a Costa Cruzeiros em Portugal, apresentou hoje uma nova parceria para comercializar pacotes que incluem cruzeiro no Médio Oriente e voos Emirates entre Lisboa e Dubai.

Noticias mais lidas