Cruzeiros no Brasil fecharam 2017 em recuperação, mas sem evitar quebra de 4,2%

23-04-2018 (15h56)

O número de embarques em navios de cruzeiros no Brasil no ano passado baixou 4,2% face a 2016, apesar dos aumentos a dois dígitos nos três últimos trimestres do ano, indica um relatório elaborado pela unidade brasileira da Cruise Lines International Association (CLIA).

O estudo, divulgado pela ABAV – Associação Brasileira de Agências de Viagens, indica que apesar do decréscimo, o sector “navegou em linha com a reacção da economia nacional”, com um total de 445 mil passageiros.

“Seguindo o crescimento económico do Brasil, tivemos um primeiro trimestre de 2017 fraco (230 mil cruzeiristas) com queda de 28% em relação a 2016 (318 mil)”, começa por dizer Marco Ferraz, presidente da CLIA Brasil.

A partir do segundo trimestre, prossegue o dirigente, “com a economia brasileira também avançando, já tivemos um aumento de 26% (69 mil cruzeiristas) e no terceiro crescemos 17% (35 mil)”.

Para finalizar, no quarto trimestre, “os números realmente mostram um forte resultado, aumento de 79% (111 mil) em relação ao ano anterior”.

“O crescimento expressivo do quarto trimestre nos dá uma grande expectativa para 2018”, sublinha Marco Ferraz.

O estudo indica que no ano passado 105 mil viajantes saíram do Brasil a bordo de um navio com destino às Caraíbas, mais 4,4% que em 2016, embora os destinos mais procurados tenham sido o Panamá e a América do Sul, com 278 mil passageiros.

“Podemos observar também uma procura relevante por cruzeiristas brasileiros por águas europeias, considerando o Mediterrâneo, Países Bálticos, Ilhas Canárias e norte europeu”, destaca o presidente da CLIA Brasil, indicando que todos os destinos somados receberam 39 mil turistas brasileiros no ano passado.

A idade média dos viajantes é de 44 anos, um indicador que se manteve “estável” em relação ao ano passado.

Por outro lado, “houve um crescimento na taxa que mede o número de dias a bordo de um navio, de 6,8 para 6,9 dias, o que, segundo Marco Ferraz, “mostra que o mercado de cruzeiros no Brasil amadureceu em termos de público frequente, que busca itinerários mais longos”.

 

Clique para ver mais: Cruzeiros

Clique para ver mais: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

MSC lança-se no mercado dos cruzeiros de luxo com quarto navios

18-10-2018 (09h52)

A MSC Cruzeiros encomendou quatro navios, avaliados em mais de dois mil milhões de euros, para entrar no mercado dos cruzeiros de luxo.

Cruzeiros em Lisboa estão com recordes de alemães e brasileiros

17-10-2018 (17h33)

O Porto de Lisboa atingiu este ano novos recordes de passageiros de cruzeiros alemães e brasileiros, com 82.135 e 4.747, respectivamente, de acordo com dados da APL - Administração do Porto de Lisboa coligidos pelo PressTUR.

Lisboa tem melhores nove meses de sempre em passageiros de cruzeiros, mas com queda dos turnaround

17-10-2018 (14h46)

O Porto de Lisboa atingiu este ano um novo recorde de passageiros de cruzeiros nos primeiros nove meses de um ano, apesar de menos sete mil em turnaround, que era o segmento que as autoridades esperavam tivesse maior crescimento com o novo terminal em Santa Apolónia.

Funchal tem +8,4% de passageiros de cruzeiros até Setembro

17-10-2018 (13h22)

O Porto do Funchal somou 312.126 passageiros de cruzeiros nos primeiros nove meses deste ano, com um aumento em 8,4% ou 24,1 mil em relação ao período homólogo de 2017, de acordo com dados da APRAM – Administração dos Portos da Região Autónoma da Madeira.

MSC Cruzeiros prevê ter este ano “o maior crescimento que tivemos até hoje” – Eduardo Cabrita

12-10-2018 (16h29)

O director-geral da MSC Cruzeiros em Portugal, Eduardo Cabrita, espera atingir este ano “o maior crescimento que tivemos até hoje” em volume de passageiros face ao ano anterior, numa variação “provavelmente” acima de 20%.