Concurso para concessão do Forte da Ínsua é “formalmente lançado” hoje

05-08-2019 (09h28)

O concurso para a concessão do Forte da Ínsua, em Caminha, para fins turísticos, ao abrigo do Programa Revive, é “formalmente lançado” hoje, anunciou a Secretaria de Estado do Turismo.

O monumento, segundo informações no site do Programa Revive, tem um número estimado de 20 quartos, numa área bruta total de construção de 1.361 metros quadrados.

Trata-se de uma fortificação marítima abaluartada, com planta estrelada irregular, tendo no seu interior um convento ampliado em 1676, mas com origem franciscana do século XIV, erguido por determinação de D. João I de Portugal.

“Em volta da Praça de Armas desenvolvem-se as edificações aquarteladas e o convento, de estrutura austera, com igreja de planta longitudinal de única nave, com abóbadas de berço, sacristia e claustro”, acrescenta a descrição.

As alas do claustro são compostas por colunatas jónicas, enquanto o poço existente é um dos três únicos no mundo que se localizam no mar e são de água potável, salienta a informação.

O Forte da Ínsua localiza-se na Ínsua de Santo Isidro, na freguesia de Moledo e Cristelo, concelho de Caminha, a sul da Foz do Rio Minho.

O Programa Revive é uma iniciativa conjunta dos ministérios da Economia, Cultura e Finanças com a colaboração das autarquias locais, com o objectivo de valorizar e recuperar o património sem uso, reforçar a atractividade dos destinos regionais e o desenvolvimento de várias regiões do país.

O último concurso a ser adjudicado ao abrigo do Revive, o 8º, foi o Quartel do Carmo, na Horta (clique para ler: Quartel do Carmo na Horta deverá abrir em 2021 após investimento de 7,5 milhões de euros).

Também está em fase de conclusão o concurso relativo ao Convento do Carmo, em Moura, tendo recebido duas propostas (clique para ler: Convento do Carmo em Moura recebeu duas propostas para exploração).

Até ao momento já foram lançados 17 concursos no âmbito do Revive,  estando abertos os concursos para a concessão do Mosteiro de Lorvão, em Penacova, e do Castelo de Vila Nova de Cerveira.

Os próximos concursos a serem lançados serão os relativos ao Mosteiro de Travanca (Amarante), Santuário do Cabo Espichel (Sesimbra) e Forte da Barra de Aveiro (Ílhavo).

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Deslocação da base aérea de Sintra para Beja avança na Primavera para libertar espaço aéreo

21-11-2019 (18h55)

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, anunciou que a deslocação da base aérea nº1 de Sintra para Beja vai avançar na Primavera, para “libertar muitos constrangimentos na gestão do espaço aéreo na proximidade do aeroporto de Lisboa”.

Governo vai avançar com proibição das cláusulas de paridade das plataformas online

21-11-2019 (18h03)

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, anunciou que o Governo vai avançar “com a proibição por via legislativa das cláusulas de paridade”, que impedem os hotéis de ter nos seus websites preços mais baixos do que nas agências de viagens online (OTAs).

Vila Galé mantém aposta em Una (Sul da Bahia), mas noutra localização

21-11-2019 (14h14)

O presidente do grupo Vila Galé, Jorge Rebelo de Almeida, está a analisar outros terrenos para avançar com um resort em Una, região do Sul da Bahia popularizada por Jorge Amado, onde desistiu de um projecto criticado por estar num local de potencial reserva indígena.

Vila Galé confirma construção de novo resort em Alagoas

21-11-2019 (14h06)

O presidente do grupo Vila Galé, Jorge Rebelo de Almeida, confirmou hoje que o maior grupo de resorts de praia no Brasil vai avançar com um investimento de 150 milhões de reais (32,3 milhões de euros) na construção de um novo resort no estado de Alagoas, no Nordeste do Brasil.

Linha de Apoio à Qualificação da Oferta turística vai contar com mais 250 milhões

21-11-2019 (13h26)

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, anunciou hoje que o Governo vai prorrogar e reforçar a Linha de Apoio à Qualificação da Oferta turística com orçamento adicional de 250 milhões de euros.

Noticias mais lidas