Câmara de Lobos aprova boutique hotel perto do Cabo Girão

21-02-2020 (14h02)

O município de Câmara de Lobos aprovou a construção de um boutique hotel de três andares, com nove quartos, e um jardim de plantas endémicas com cerca de 25 mil metros quadrados, nas imediações de um dos pontos mais turísticos da Madeira, o Cabo Girão.

O projecto, que conta com um investimento privado de capitais estrangeiros avaliado em cera de 4,5 milhões de euros, foi aprovado, por unanimidade, na reunião semanal do executivo.

A área da unidade hoteleira, na zona do Facho, a norte do Cabo Girão, abrange cerca de 25,5 mil metros quadrados e inclui um jardim público, um centro de arte e uma residencial.

A informação divulgada pelo município contíguo a oeste do Funchal revela que o jardim público desta nova unidade hoteleira, com 24.900 metros quadrados, será “composto por plantas endémicas”, num total de mais de 100 mil espécies, com capacidade para 7.000 visitantes, além de estacionamento e parque infantil.

Os promotores declaram no documento que o espaço ajardinado “pretende ser um jardim de emoções, levando o visitante a percorrer diferentes estados de espírito numa espécie de narrativa da vida, desde a infância até à velhice” .

Sobre o centro de arte que fica inserido no espaço ajardinado, terá uma “área superior a 1.000 metros quadrados distribuídos por três pisos”, com área para exposições, de restauração, loja de artesanato e terraços com vistas para Câmara de Lobos e o Oceano Atlântico, apostando em mostras temporárias de artistas contemporâneos portugueses e internacionais.

A ‘Guest House’ será constituída por três pisos, com nove quartos, numa lógica de “boutique hotel” e vai “funcionar também como residência artística, dos artistas e galeristas que irão desenvolver e promover o seu trabalho na galeria de arte”.

O presidente do município de Câmara de Lobos, Pedro Coelho (PSD), afirma que este projecto evidencia a “apetência” deste concelho em termos de investimentos turísticos.

“Câmara de Lobos já era a imagem do turismo da região nas campanhas de promoção turística internacionais, agora afirma-se também pela sua atractividade para a implementação de novas unidades hoteleiras, que procuram atrair um tipo de cliente diferenciado, que procura um serviço distinto do oferecido em grandes unidades hoteleiras que vendem apenas camas”, afirma o autarca.

Também realçou o “impacto positivo que este investimento representará para a economia local, através da criação de postos de trabalho e dinamização do comércio, como já ficou comprovado com a abertura de outras unidades turísticas no concelho”.

Segundo a nota da autarquia, o projeto hoje aprovado vai para o terreno “logo que terminados os tramites legais associados ao licenciamento da obra”.

(PressTUR com Agência Lusa)

Clique para ver mais: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Ryanair admite ter a frota imobilizada “pelo menos” em Abril e Maio

03-04-2020 (18h28)

A low cost Ryanair indicou hoje que espera ter que manter imobilizada a sua frota “pelo menos” este mês e em Maio, referindo que actualmente está com menos de 20 voos diários, significando uma redução em 99% em relação à sua operação normal, em que fazia diariamente mais de 2.500 voos.

Rock in Rio adiado para 2021

03-04-2020 (13h04)

O festival de música Rock in Rio Lisboa, que estava previsto para os dias 20, 21, 27 e 28 de Junho, foi adiado um ano devido à pandemia do novo coronavírus.

Portugueses em Timor-Leste regressam no Sábado

03-04-2020 (12h05)

Os portugueses que se encontravam a trabalhar em Timor-Leste, a maioria dos quais como professores, vão partir do aeroporto de Díli no Sábado de manhã rumo a Lisboa a bordo de um Boeing B767-300ER da euroAtlantic Airways.

Governo fecha aeroportos ao tráfego de passageiros entre 9 e 13 de Abril, António Costa

02-04-2020 (19h27)

O primeiro-ministro anunciou hoje que Portugal vai encerrar ao tráfego de passageiros todos os aeroportos portugueses no período da Páscoa, entre os dias 9 e 13 deste mês, excepção feita aos voos de Estado, de carga ou humanitários.

IAG amplia redução da operação em Abril e Maio para 90% e acordos para redução de encargos com pessoal

02-04-2020 (18h20)

O IAG, grupo que engloba British Airways, Aer Lingus, Iberia, Vueling e Level, anunciou hoje que decidiu ampliar a redução da operação em Abril e Maio, de “pelo menos 75%” para “aproximadamente 90”.

Noticias mais lidas