Bestravel cresce “dois dígitos” acima do melhor ano de sempre

03-02-2020 (10h24)

Foto: Bestravel
Foto: Bestravel

A rede de agências de viagens Bestravel cresceu "a dois dígitos em 2019", em volume de facturação e margem, revelou o administrador Carlos Baptista, destacando que Portugal voltou a ser destino mais procurado pelos clientes da rede, com mais de 10 milhões de euros em vendas.

A importância dos crescimentos que a empresa não especificou é assinalável por comparar com 2018, que tinha sido o melhor ano da Bestravel e em que subira 29% em vendas e 22% em margem.

O destino mais vendido pelas agências Bestravel em 2019 continou a ser Portugal, "e está a crescer", sublinhou Carlos Baptista, que falava aos jornalistas em Marraquexe, na XVI Convenção da Bestravel, que juntou cerca de 200 participantes no hotel Be Live Collection Marrakech.

Espanha ocupou o segundo lugar entre os destinos mais vendidos, "com um crescimento interessante", seguido por Cabo Verde, "um destino histórico para os portugueses", com "cada vez maior preponderância da Ilha do Sal em relação à Boavista".

Em quarto lugar ficaram República Dominicana e México, "que não registaram grandes crescimentos". Seguiram-se alguns destinos de cidade nos Estados Unidos, "com um crescimento considerável", e outros na Europa, com destaque para França e Itália, que "mantêm alguma tendência na compra". Já as vendas para o Brasil "mantiveram-se em linha com o ano passado, sem grandes alterações", declarou o administrador da Gecontur, master franchising da Bestravel.

Entre os destinos que mais cresceram no ano passado, Carlos Baptista destacou o aumento das vendas para a Tunísia, devido à recuperação da confiança no destino, e para as Maldivas, com um "crescimento bastante acentuado" devido à "oferta hoteleira cada vez maior e com um segmento de preço mais enquadrado".

Outros destinos com crescimentos assinalados, embora com volumes inferiores, foram a Turquia, "que volta a aparecer nas nossas vendas", o Dubai, "que está a voltar à ordem do dia com o aumento da oferta de safaris", e o Canadá, "muito por força da aposta da Air Canada no mercado português".

O operador turístico Soltour manteve a liderança entre os principais fornecedores da rede Bestravel em 2019, seguido pelo grupo Ávoris, com destaque para a programação do operador Nortravel.

A Soltrópico, que integra o mesmo grupo da Bestravel, manteve a terceira posição, seguido pelo operador turístico Solférias e pelas centrais hoteleiras, que traduzem o crescimento da programação própria.

Carlos Baptista destacou ainda o crescimento das vendas da programação do operador TUI e da MSC Cruzeiros nas lojas Bestravel.

A rede fechou o ano passado com 54 lojas, mais cinco que em 2018. Em Janeiro deste ano foram inaugurados mais dois balcões e está prevista a abertura do 57º já em Fevereiro, em Matosinhos.

Contudo, Carlos Baptista frisou que "o modelo da Bestravel não tem necessidade de entradas novas". A estratégia da empresa está focada na melhoria das existentes.

Ver também:


Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aviação mundial foi “atingida por uma marreta chamada Covid-19”, IATA

02-04-2020 (16h41)

A IATA informou hoje que em Fevereiro a aviação mundial teve a maior quebra de tráfego desde os atentados às torres gémeas de Nova Iorque em 11 de Setembro de 201, provocada essencialmente por quebras das companhias da região Ásia e Pacífico.

Norwegian Cruise Line prolonga suspensão de partidas de cruzeiros

02-04-2020 (16h07)

A Norwegian Cruise Line anunciou que vai prolongar a suspensão de partidas de cruzeiros até 10 de Maio, devido à pandemia do novo coronavírus.

Responsabilidades das companhias de aviação com bilhetes não voados ascendem a 35 mil milhões de dólares, IATA

02-04-2020 (16h06)

As responsabilidades das companhias de aviação com bilhetes de avião vendidos e não voados devido às restrições provocadas pela pandemia de covid-19 elevam-se a 35 mil milhões de dólares.

Emirates retoma “um número limitado” de voos a partir de segunda-feira

02-04-2020 (13h58)

A companhia aérea Emirates anunciou que recebeu autorização para retomar “um número limitado de voos” a partir de segunda-feira, dia 6 de Abril.

Lufthansa coloca mais de 3/4 do staff em horário reduzido

02-04-2020 (13h30)

O grupo Lufthansa, devido à pandemia do novo coronavírus, chegou a acordo com os seus conselhos de trabalho e sindicatos para colocar em regime de horário de trabalho reduzido 3/4 dos seus funcionários, mantendo 90% do seu ordenado base.

Noticias mais lidas