Berlengas vão passar a ter limite diário de 550 visitantes

14-05-2019 (17h01)

Foto: www.cm-peniche.pt
Foto: www.cm-peniche.pt

As Berlengas vão passar a receber no máximo 550 visitantes por dia, após o Ministério do Ambiente ter enviado para publicação em Diário da República uma portaria de limite de visitantes, que está de acordo com o Plano de Ordenamento da Reserva Natural das Berlengas de 2008.

Fonte oficial do Ministério do Ambiente disse à agência Lusa que a tutela enviou a portaria para publicação em Diário da República, para que possa entrar em vigor em meados deste mês.

A proposta de portaria, que esteve até meados de Abril em consulta pública e a que a Lusa teve acesso, apontava para 500 visitantes diários em permanência, mas a tutela aumentou esse limite para 550, disseram à Lusa alguns dos operadores das embarcações marítimo-turísticas de Peniche, que transportam os turistas para a ilha, no distrito de Leiria.

A possibilidade de definir um limite de visitantes está previsto no regulamento do Plano de Ordenamento da Reserva Natural das Berlengas, que está em vigor desde 2008, tendo em conta a “fragilidade dos ecossistemas insulares e atendendo às condições específicas do arquipélago”.

Contudo, nunca chegou a ser fixada uma capacidade máxima.

Na última assembleia municipal, o presidente da Câmara, o independente Henrique Bertino, disse que “era a favor que se estabeleça um limite de carga humana, por questões de segurança”.

A Associação de Operadores Marítimo-Turísticos de Peniche, que representa metade das 24 embarcações existentes, também concorda com a fixação de um limite.

“Houve embarcações que chegavam a fazer nove viagens por dia às Berlengas”, justificou à Lusa o seu presidente José Manuel Fernandes, adiantando que as novas regras vão permitir “prestar um melhor serviço e melhor preservar” aquela reserva natural.

“Concordo que haja um limite. Haver 1.200 pessoas na ilha é insustentável porque não conseguem estender uma toalha na praia ou ir ao restaurante” por falta de espaço, além da poluição marítima causada pelas embarcações, corroborou à Lusa Sérgio Ferreira, proprietário do novo catamarã, com capacidade para 90 passageiros, que passou este ano a operar.

Para o excesso de visitantes contribuiu o facto de, em alternativa à não emissão de novas licenças, alguns operadores adquiriram licenças na Nazaré, São Martinho do Porto (Alcobaça) e Ericeira (Mafra), onde existiam embarcações autorizadas a fazer passeios às Berlengas, motivo pelo qual o número de barcos triplicou nos últimos 10 anos.

Todavia, apesar de concordarem com um limite de visitantes nas Berlengas, tanto o presidente da associação como Sérgio Ferreira e um outro operador – Júlio Laranjeira, consideram que o número de turistas por dia podia ser maior.

Os operadores das marítimo-turísticas apontam antes para um número entre os 570 e os 600 visitantes em simultâneo, fazendo contas ao número de turistas que as 24 embarcações transportam nas duas viagens diárias a que estão autorizadas.

Com uma capacidade máxima de 550, haverá turistas e barcos a ficarem em terra, avisaram, apesar de não estar previsto que esta medida coloque em causa a sustentabilidade financeira das empresas.

Um estudo da Universidade Nova de Lisboa, concluiu que visitam anualmente a ilha da Berlenga mais de 65.650 pessoas, 43.250 das quais em época alta (meses de Verão).

O arquipélago foi classificado em 2011 como Reserva Mundial da Biosfera pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), tem estatuto de reserva natural desde 1981 e foi classificado como Zona de Proteção Especial para as Aves Selvagens em 1999.

(PressTUR com Agência Lusa)

Clique para ver mais: Cá Dentro

Clique para ver mais: Empresas & Negócios

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Dois dos principais destinos de turistas estrangeiros em Espanha têm quedas de dormidas em Julho

23-08-2019 (16h36)

Baleares e Canárias, dois dos destinos espanhóis com mais dormidas de turistas residentes no estrangeiro, tiveram quedas de pernoitas neste mês de Julho, que foi, aliás, um mês de queda em 0,6% das pernoitas dos mercados internacionais provocada pela quebra da estada média em 2,4%.

Dormidas de portugueses na hotelaria espanhola sobem a dois dígitos há quatro meses

23-08-2019 (16h11)

A hotelaria espanhola teve em Julho um aumento de dormidas de turistas residentes em Portugal em 10,9%, no que foi o quarto mês consecutivo de aumentos a dois dígitos, com o qual o aumento médio este ano está em 12% e já foram ultrapassados os 2,3 milhões de pernoitas.

Air Europa amplia ligações entre Espanha e o nordeste brasileiro com voos para Fortaleza

23-08-2019 (15h38)

A Air Europa, única companhia espanhola com voos directos entre Espanha e o nordeste brasileiro, disputando esse mercado com a TAP, marcou para Dezembro a introdução do seu terceiro destino nessa região do Brasil, Fortaleza, depois de Salvador e Recife, que lhe valeram 80 mil passageiros nos primeiros sete meses deste ano, com um aumento homólogo em 8,3%.

Grupo Mapa Tours já é do Wamos Group (Springwater)

23-08-2019 (15h32)

O Wamos Group, que em Portugal tem as operações de organização e comercialização de viagens do antigo Grupo Espírito Santo (ES Viagens) e do grupo SONAE (Geostar), já concretizou a opção de compra da totalidade do operador turístico espanhol Mapa Tours, concluindo assim a aquisição iniciada em Outubro do ano passado.

Air Europa vai voar Madrid – Fortaleza a partir de 20 de Dezembro

23-08-2019 (13h58)

A Air Europa, companhia do grupo Globalia, de que fazem parte o operador turístico Travelplan e os hotéis Be Live, vai voar Madrid – Fortaleza a partir de 20 de Dezembro, inicialmente com dois voos por semana e, a partir de Junho, com três voos por semana.

Noticias mais lidas