Azul lança tarifas sem bagagem para Portugal e Estados Unidos

04-09-2019 (12h03)

A companhia de aviação brasileira Azul lançou novas famílias tarifárias para os seus voos para Portugal e Estados Unidos, incluindo uma tarifa sem transporte de bagagem de porão incluído.

As novas tarifas Azul, Mais Azul, Azul Super e Azul Business entraram em vigor ontem, dia 3 de Setembro.

A opção "Azul" inclui uma bagagem de mão, não inclui bagagem de porão, e requer suplementos de 20 dólares para marcação de assento, 60 dólares para viajar em cabina Economy Xtra e 200 dólares para alterações, cancelamentos e reembolsos.

A tarifa "Mais Azul" inclui bagagem de mão, bagagem de porão e marcação de assentos, e requer suplementos de 50 dólares para viajar em cabina Economy Xtra e 175 dólares para alterações, cancelamentos e reembolsos.

Os passageiros que reservarem voos com tarifa "Azul Super" têm direito ao transporte de uma bagagem de mão, duas peças de bagagem de porão, marcação de assento e lugar em cabina Economy Xtra, sendo que para alterações, cancelamentos e reembolsos são cobrados 150 dólares.

A tarifa "Business inclui uma bagagem de mão, três peças de bagagem de porão, marcação de assento e um custo de 200 dólares para alterações, cancelamentos e reembolsos.

A informação da companhia aérea indica que as mesmas famílias tarifárias e condições estarão disponíveis em emissões realizadas em bilhetes da Azul "577" para voos em code-share (AD) ou interline.

Os clientes do programa de fidelização "TudoAzul" de categoria "Topázio" beneficiam do transporte de uma bagagem de porão, enquanto os "Safira" têm direito a duas e os "Diamente", três peças, nenhum dos quais acumulativo com as bagagens incluídas nas tarifas "Mais Azul" e "Azul Super".

Para comprar o transporte de bagagem antecipadamente através do site, da app e do call center da Azul tem um custo de 50 dólares para a primeira peça de bagagem, 100 para a segunda, 120 para a terceira e o mesmo valor para a quarta e a quinta.

Para comprar no aeroporto são 100 euros pela primeira peça, 120 euros pela segunda e 150 euros por cada uma das seguintes, até cinco.

 

Clique para ver mais: Azul

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Porto lidera aumento de dormidas na hotelaria em Julho

16-09-2019 (16h32)

O Porto foi o município com o maior aumento de dormidas em Julho, com mais 49,7 mil pernoitas que no mês homólogo de 2018 (+12,2%), mas sem pôr em causa a liderança do município de Lisboa em número de dormidas, com 1,326 milhões, que significaram 16,3% do total do país.

Quebra generalizada da estada média ‘come’ aumento de turistas alojados na hotelaria portuguesa

16-09-2019 (15h31)

O tempo médio de permanência de turistas em alojamentos turísticos portugueses caiu de forma generalizada no mês de Julho, pelo que, levando a que apesar se ter registado um aumento em 5,4% do número de hóspedes, em número de dormidas essa maior afluência de clientes traduziu-se num aumento de apenas 2,2%.

Mês de férias no Brasil ‘dá’ mais 51,7 mil dormidas ao alojamento turístico português

16-09-2019 (14h19)

Apesar das quebras de dormidas de nove dos 16 maiores emissores internacionais, a hotelaria portuguesa acabou Julho com mais 111,6 mil dormidas de turistas residentes no estrangeiros, graças nomeadamente ao aumento de 51,7 mil dormidas de residentes no Brasil, onde o mês de Julho é um dos mais fortes em turismo e viagens.

Maioria dos maiores emissores internacionais faz menos dormidas na hotelaria portuguesa em Julho

16-09-2019 (13h30)

A hotelaria portuguesa teve este mês de Julho quebras de dormidas de nove dos 16 principais emissores internacionais, as maiores das quais de turistas residentes nos Países Baixos (menos 26,5 mil), na Alemanha (menos 22,6 mil), no Canadá (menos 21 mil) e na Bélgica (menos 15 mil).

OTA de hotéis Amoma cessa e culpa “comparadores de preços”

16-09-2019 (11h08)

A agência de reservas hoteleiras Amoma, em www.amoma.com, que no ano passado teve vendas superiores a 500 milhões de euros, anunciou que cessa actividade e não terá como assegurar o respeito pelas responsabilidades contraídas para com os clientes.

Ultimas Noticias

Noticias mais lidas