Voos entre Espanha e Portugal tiveram aumento de passageiros em 16,4% no 1º trimestre

18-04-2018 (17h08)

Foto: AENA
Foto: AENA

Os aeroportos espanhóis tiveram no primeiro trimestre perto de um milhão de passageiros de voos de/para Portugal, cujo crescimento foi de 16,4%, que compara com um aumento médio em 9,7% no período impulsionado por uma subida em 14,6% nos voos domésticos, enquanto em voos internacionais a subida foi em 7,3%.

Dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, consultados pelo PressTUR mostram que no primeiro trimestre Portugal foi a origem/destino com o aumento mais forte de passageiros no Top10 de ligações internacionais no primeiro trimestre.

Esses dados evidenciaram que as ligações com Lisboa foram as principais impulsionadoras do crescimento, com um aumento que equivale a 70,6% do aumento do total de rotas, seguindo-se o Porto, com uma participação de 27,2%.

Os dados da AENA indicam que no primeiro trimestre os voos entre Espanha e Portugal somaram 988,2 mil passageiros, com um aumento de 139,1 mil relativamente ao período homólogo de 2017.

Lisboa concentrou 69,8% dos passageiros que voaram entre Espanha e Portugal no trimestre, alcançando um total de 690 mil, por um aumento em 16,6% ou 98,2 mil.

O Porto foi a segunda principal origem/destino em Portugal, com 283,7 mil passageiros (27,2% do total do período), +15,4% ou mais 37,8 mil que há um ano, e o Funchal foi a 3ª, com 5,5 mil, mas em ligeiro decréscimo, de 2,1% ou aproximadamente 120.

A Terceira com 4,5 mil passageiros, Faro com 2,5 mil e Ponta Delgada com 1,8 mil foram as outras origens/destinos portugueses com mais passageiros em voos de/para Espanha, segundo os dados da AENA, que indicam terem registado crescimentos em 18,5% ou cerca de 710, em 62,9% ou cerca de 990 e em 464,9% ou cerca de 1,4 mil, respectivamente.

No mês de Março, que este ano foi o mês da Semana Santa, um período em que muitos espanhóis fazem mini-férias em Portugal, o crescimento dos voos entre Espanha e Portugal foi de 16,6% ou 51,3 mil, atingindo um total de 360,1 mil.

Lisboa teve 68,7% desse total, com 247,5 mil, e o Porto teve 29,4%, com 105,8 mil, mas neste mês foi o Porto que teve o aumento mais forte, com uma subida em 18%, enquanto Lisboa teve +15,7%.

Em valor absoluto, porém, Lisboa teve a maior parcela do aumento global, com mais 33,6 mil que há um ano, enquanto o Porto teve mais 16,1 mil.

Igualmente a crescer estiveram os voos de/para Faro, com +231,5% ou mais 1,28 mil, para 1,8 mil, e de/para Ponta Delgada, com +465,7% ou mais 950, para 1,1 mil.

Em contrapartida, as ligações com o Funchal e com a Terceira tiveram menos passageiros que em Março de 2017, com respectivamente -20,3% ou menos cerca de 580, para 2,28 mil, e -10,6% ou menos cerca de 170, para 1,4 mil.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos espanhóis

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Espanha

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

EasyJet transporta mais 8% de passageiros de/para Portugal no semestre terminado a 31 de março

19-05-2019 (22h08)

A low cost easyJet, cujo director para Portugal, José Lopes, se queixou na sexta-feira que devido aos constrangimentos do Aeroporto de Lisboa há dois verões consecutivos (2018 e 2019) que a companhia tem “crescimento zero” no Aeroporto Humberto Delgado afinal aumentou a capacidade em 6% na época baixa.

Organismo de investigação de acidentes alerta para riscos de descolagens de Lisboa com potência reduzida

19-05-2019 (21h46)

O organismo que investiga acidentes alerta as companhias aéreas e as entidades aeronáuticas para os riscos das descolagens com potência reduzida na principal pista do Aeroporto de Lisboa, podendo ter “graves consequências” em caso de avaria de motor, apreciação que a ANA já contestou, garantindo que o aeroporto tem certificação de segurança outorgada.


ANA rejeita “declarações alarmistas” do GPIAAF sobre o Aeroporto de Lisboa

19-05-2019 (21h42)

A ANA – Aeroportos de Portugal realçou que o Aeroporto de Lisboa tem certificação de segurança outorgada, ao rejeitar as considerações do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e Acidentes Ferroviários (GPIAAF) acerca de um incidente com um avião da easyJet.

easyJet ‘fixa’ prazo para evitar 3º Verão seguido de “crescimento zero” no Aeroporto de Lisboa

17-05-2019 (16h19)

A companhia de aviação easyJet defendeu hoje a urgência de fechar um acordo até Setembro com os militares que permita aumentar a capacidade do Aeroporto de Lisboa já no Verão de 2020, pois, avisou, de contrário “vamos estar a perder oportunidades que já não vão voltar, e isto será muito mau para a economia portuguesa”.

Prejuízo operacional de época baixa da easyJet agrava-se 350%

17-05-2019 (15h39)

A low cost easyJet, que em Portugal tem voos de/para Lisboa, Porto, Faro e Funchal, declarou hoje um prejuízo operacional para o semestre terminado a 31 de Março de 255 milhões de libras (292 milhões de euros ao câmbio de hoje), pior 355% que no período homólogo do exercício anterior, enfatizando, no entanto, que foi sem surpresa que registou essa perda.