Voos entre Espanha e Portugal tiveram aumento de passageiros em 16,4% no 1º trimestre

18-04-2018 (17h08)

Foto: AENA
Foto: AENA

Os aeroportos espanhóis tiveram no primeiro trimestre perto de um milhão de passageiros de voos de/para Portugal, cujo crescimento foi de 16,4%, que compara com um aumento médio em 9,7% no período impulsionado por uma subida em 14,6% nos voos domésticos, enquanto em voos internacionais a subida foi em 7,3%.

Dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, consultados pelo PressTUR mostram que no primeiro trimestre Portugal foi a origem/destino com o aumento mais forte de passageiros no Top10 de ligações internacionais no primeiro trimestre.

Esses dados evidenciaram que as ligações com Lisboa foram as principais impulsionadoras do crescimento, com um aumento que equivale a 70,6% do aumento do total de rotas, seguindo-se o Porto, com uma participação de 27,2%.

Os dados da AENA indicam que no primeiro trimestre os voos entre Espanha e Portugal somaram 988,2 mil passageiros, com um aumento de 139,1 mil relativamente ao período homólogo de 2017.

Lisboa concentrou 69,8% dos passageiros que voaram entre Espanha e Portugal no trimestre, alcançando um total de 690 mil, por um aumento em 16,6% ou 98,2 mil.

O Porto foi a segunda principal origem/destino em Portugal, com 283,7 mil passageiros (27,2% do total do período), +15,4% ou mais 37,8 mil que há um ano, e o Funchal foi a 3ª, com 5,5 mil, mas em ligeiro decréscimo, de 2,1% ou aproximadamente 120.

A Terceira com 4,5 mil passageiros, Faro com 2,5 mil e Ponta Delgada com 1,8 mil foram as outras origens/destinos portugueses com mais passageiros em voos de/para Espanha, segundo os dados da AENA, que indicam terem registado crescimentos em 18,5% ou cerca de 710, em 62,9% ou cerca de 990 e em 464,9% ou cerca de 1,4 mil, respectivamente.

No mês de Março, que este ano foi o mês da Semana Santa, um período em que muitos espanhóis fazem mini-férias em Portugal, o crescimento dos voos entre Espanha e Portugal foi de 16,6% ou 51,3 mil, atingindo um total de 360,1 mil.

Lisboa teve 68,7% desse total, com 247,5 mil, e o Porto teve 29,4%, com 105,8 mil, mas neste mês foi o Porto que teve o aumento mais forte, com uma subida em 18%, enquanto Lisboa teve +15,7%.

Em valor absoluto, porém, Lisboa teve a maior parcela do aumento global, com mais 33,6 mil que há um ano, enquanto o Porto teve mais 16,1 mil.

Igualmente a crescer estiveram os voos de/para Faro, com +231,5% ou mais 1,28 mil, para 1,8 mil, e de/para Ponta Delgada, com +465,7% ou mais 950, para 1,1 mil.

Em contrapartida, as ligações com o Funchal e com a Terceira tiveram menos passageiros que em Março de 2017, com respectivamente -20,3% ou menos cerca de 580, para 2,28 mil, e -10,6% ou menos cerca de 170, para 1,4 mil.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos espanhóis

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Espanha

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Grupo TAP prepara-se para entrar em bolsa a partir de 2020

22-03-2019 (18h21)

A TAP SGPS está a trabalhar para, a partir de 2020, estar pronta a avançar com uma IPO (Oferta Pública Inicial), com uma percentagem entre 15% e 30%, anunciou hoje o presidente da Comissão Executiva do grupo.

Grupo TAP tem prejuízo de 118 milhões de euros em “ano necessário”

22-03-2019 (18h06)

O Grupo TAP passou de um lucro de 21,2 milhões de euros em 2017 para um prejuízo de 118 milhões de euros em 2018, um ano de transformação necessária para preparar o futuro, segundo descreveram hoje Miguel Frasquilho, Antonoaldo Neves e David Neeleman.

TAP quer acabar com “dependência” do Brasil através da diversificação de mercados

22-03-2019 (16h42)

A TAP está a trabalhar na diversificação de mercados para acabar com a “dependência” do Brasil, um mercado que representa quase 25% das vendas totais da companhia e que no ano passado teve uma quebra de receitas de 10%, em euros.

TAP vai investir “cada vez mais” nas vendas directas

22-03-2019 (15h13)

As vendas da TAP através dos seus canais directos, como o seu website e o contact center, representaram 41% das vendas da companhia aérea em 2018, e o objectivo é chegar a 50%, disse hoje Raffael Quintas, Chief Financial Officer (CFO) da companhia.

Companhia aérea indonésia cancela encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX

22-03-2019 (14h30)

A companhia aérea indonésia Garuda anunciou hoje o cancelamento de uma encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX, aparelho ligado a dois acidentes, o mais recente dos quais a 10 de Março, na Etiópia.