Tribunal brasileiro suspende acordo de fusão entre Boeing e Embraer

07-12-2018 (10h48)

Foto: Embraer
Foto: Embraer

Um tribunal do Brasil suspendeu de forma provisória o acordo de fusão entre a empresas norte-americana Boeing e brasileira Embraer, através do qual tentaram criar uma terceira empresa, informaram fontes oficiais.

A decisão foi tomada pelo juiz Victorio Giuzio Neto, do Tribunal Federal de São Paulo, e responde a um recurso interposto por deputados federais do Partido dos Trabalhadores (PT), do ex-Presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde Abril passado por corrupção.

Nos termos do acordo, a fabricante norte-americana de aeronaves iria deter 80% do novo negócio e a Embraer os 20% restantes.

O juiz suspendeu qualquer decisão da Embraer que leve à transferência da sua parte comercial para a outra empresa.

"Defiro parcialmente a liminar, em sentido provisório e cautelar, para suspender qualquer efeito concreto de eventual decisão do conselho [de administração] da Embraer que concorde com a segregação e transferência da parte comercial da Embraer para a Boeing através de 'joint venture' a ser criada", decidiu Victorio Neto.

Em Julho, a Boeing e a Embraer, que é a terceira maior fabricante de aeronaves do mundo e líder no segmento de aeronaves para voos regionais, assinaram um acordo preliminar para efectuarem a formação da 'joint venture', uma nova empresa na área de aviação comercial, avaliada em 4,75 mil milhões de dólares (cerca de 4,17 mil milhões de euros).

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Ver também:

Boeing e Embraer anunciam joint-venture que absorte a brasileira

Fábrica da Embraer em Évora deve passar para nova empresa anunciada com a Boeing

 

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Ryanair lança-se na venda de bilhetes para eventos desportivos

14-12-2018 (17h12)

A Ryanair anunciou que começou a comercializar bilhetes para eventos desportivos, designadamente para jogos de futebol das primeiras divisões espanhola e francesa.

Brasil autoriza estrangeiros a ter 100% do capital das companhias aéreas do país

14-12-2018 (16h59)

O Presidente do Brasil, Michel Temer, assinou uma medida provisória que abre espaço para que estrangeiros assumam 100% do controlo do capital das companhias aéreas do país.

Operador dinamarquês vai ter charters para Portugal com a Jet Time, após falência da Primera Air

14-12-2018 (15h49)

O operador turístico dinamarquês Bravo Tours contratou a companhia aérea Jet Time para fazer as suas operações charter no próximo Verão, incluindo voos para Portugal, que estavam previstas ser realizadas pela Primera Air, que declarou falência em Outubro.

TAP prevê poupar 30 milhões de euros na factura de combustível em 2019

14-12-2018 (12h56)

A TAP prevê conseguir em 2019 uma poupança de 30 milhões de euros nos custos de combustível, graças à renovação da frota com aviões mais eficientes, de acordo com o Chief Financial Officer (CFO) da companhia, Raffael Quintas.

Manutenção e engenharia da TAP no Brasil prevê lucro de 3 milhões de euros em 2019 – Antonoaldo Neves

14-12-2018 (12h35)

O negócio da manutenção e engenharia da TAP no Brasil, a ex-VEM (Varig Engenharia e Manutenção), atingiu o equilíbrio operacional em 2018 e deverá alcançar em 2019 um lucro operacional de três milhões de euros, disse Antonoaldo Neves, CEO da TAP.

Ultimas Noticias