Transporte aéreo entre Espanha e Portugal cresce 25,1% no 1º trimestre, com TAP em alta de 62,2%

19-04-2017 (16h51)

Mesmo com menos um dia em Fevereiro e sem o ‘pico’ de viagens de Páscoa, o transporte aéreo de passageiros entre Espanha e Portugal cresceu 25,1% no primeiro trimestre, que foi o ritmo mais forte entre os 20 principais mercados de origem/destino de passageiros dos aeroportos espanhóis, conforme cálculos do PressTUR a partir de dados da AENA.

A informação da gestora dos aeroportos espanhóis indica que teve nos primeiros três meses deste ano um total de 849,1 mil passageiros de voos de/para Portugal, o que representa um aumento em 170,3 mil relativamente ao período homólogo de 2016, que foi ano bissexto, e portanto teve mais um dia em Fevereiro, e teve a Páscoa a 27 de Março, quando este ano foi apenas a 16 de Abril.

Os cálculos do PressTUR revelaram que esse aumento médio em 25,1% resultou de crescimentos sucessivamente acima de 20%, em 28,1% em Janeiro, significando mais 60,5 mil passageiros, em 22,5% em Fevereiro, significando mais 48,6 mil passageiros, e em 24,7% em Março, significando um aumento em 61,2 mil passageiros.

Por companhias, os dados permitiram ao PressTUR concluir que a TAP foi responsável por 80,2% do aumento de passageiros entre os dois países ibéricos no trimestre, embora o conjunto das companhias suas concorrentes também tenha crescido.

A TAP, de acordo com os dados da AENA, somou 356,4 mil passageiros nos seus aeroportos nos primeiros três meses deste ano, com um aumento em 62,2% ou 136,6 mil relativamente ao período homólogo de 2016, enquanto o conjunto das restantes teve um aumento em 7,4% ou 33,7 mil, para 492,7 mil.

A quota de mercado da TAP foi, assim, de 42%, com um aumento em 9,6 pontos relativamente ao primeiro trimestre de 2016, que resulta de ter sido responsável por 80,2% do aumento de passageiros verificado na totalidade dos voos entre os dois países ibéricos, incluindo as maiores companhias espanholas (Iberia, Air Europa, Vueling, Air Nostrum) e as maiores low costs europeias (Ryanair e easyJet), entre outras.

Este reforço da liderança da TAP, conforme concluiu o PressTUR centrou-se principalmente no maior aeroporto espanhol, o Adolfo Suarez Madrid Barajas, onde a TAP terminou o trimestre com um aumento de passageiros em 88% ou 68,6 mil, para 146,6 mil, enquanto o conjunto das suas concorrentes teve uma quebra ligeira do número de passageiros, em 1,9% ou 6,1 mil, para 313,5 mil.

A quota de mercado da TAP no transporte aéreo de passageiros de/para Portugal no Aeroporto de Madrid disparou assim 12,3 pontos, atingindo 31,9%.

O conjunto de aeroportos secundários espanhóis para onde voa deu à TAP 36,1% do aumento de passageiros do trimestre, com mais 13,7 mil (+198,6%, para 20,6 mil) em Málaga, mais 11,4 mil (+107,3%, para 22 mil) em Sevilha, mais 7,8 mil (+89,1%, para 16,6 mil) em Bilbau, mais 6,6 mil (+52%, para 19,2 mil) em Valência, mais 5,1 mil em Vigo (para onde ainda não voava no primeiro semestre do ano passado), mais 2,7 mil (+116,1%, para 5,1 mil) em Astúrias e mais quase dois mil (+81,2%, para 4,4 mil) em A Coruña.

A TAP teve neste conjunto de aeroportos um total de 93,2 mil passageiros, com um crescimento em 112,8% ou 49,4 mil.

O menor contributo para o crescimento da companhia portuguesa no trimestre acabou por ser, assim, no Aeroporto de Barcelona, onde ainda se ressente de ter cortado a rota do Porto.

Ainda assim e apesar dos efeitos de calendário desfavoráveis à comparação do primeiro trimestre deste ano com o de 2016, a TAP teve em Barcelona um aumento de passageiros em 19% ou 18,6 mil, para 116,4 mil.

Este crescimento compara, porém, com um aumento em 35,9% do conjunto das suas concorrentes no Aeroporto de Barcelona, pelo que a TAP mesmo crescendo a dois dígitos perde 3,3 pontos de quota de mercado, mantendo ainda assim a liderança, com uma quota de mercado de 43%.

 

Ver também:

Tráfego aéreo Espanha - Brasil mantém tendência de queda no 1º trimestre

 

Clique para mais notícias: Aeroportos espanhóis - AENA

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: Espanha

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Travagem de Lisboa ‘arrasta’ aeroportos portugueses para crescimento ‘insípido’

18-09-2018 (17h30)

O crescimento de passageiros nos aeroportos portugueses, que era sistematicamente dos mais fortes na Europa, foi inferior em Julho à média europeia, de acordo com os dados publicados pelo Airports Council International (ACI) Europa, que mostram uma forte correlação com o abrandamento do Aeroporto de Lisboa.

Faro teve a 8ª maior queda de passageiros dos aeroportos europeus em Julho

18-09-2018 (16h34)

O Aeroporto de Faro, principal ‘porta de entrada’ de turistas estrangeiros no Algarve, maior região turística portuguesa, teve em Julho a 8ª maior queda de passageiros de todos os aeroportos europeus, de acordo com os dados divulgados hoje pelo Airports Council International (ACI) Europa.

TAP põe mais um avião a fazer a ponte aérea Lisboa – Porto

17-09-2018 (13h25)

A TAP acaba de anunciar que vai ter nove aviões a fazer a ponte aérea entre Lisboa e Porto, reforçando a oferta para 18 voos por dia a partir de 28 de Outubro.

United Airlines promete reduzir emissões em 50% até 2050

14-09-2018 (18h41)

A companhia aérea norte-americana United Airlines anunciou o objectivo de, até 2050, reduzir para metade as emissões de gases que contribuem para o efeito estufa, usando como base as emissões registadas em 2005.

TAP vai manter limites de vento que definiu para aterrar na Madeira – Antonoaldo Neves

14-09-2018 (11h54)

“Mesmo que os limites sejam alterados, a TAP vai manter” os limites de vento que definiu para aterragens na Madeira, porque estudou o assunto e tem o “seu padrão de operação e de segurança”, afirmou o CEO da transportadora, Antonoaldo Neves.