Trabalhadores da Grounforce realizam concentração para exigir estacionamento

16-08-2019 (11h24)

Os trabalhadores da Groundforce, reunidos na quinta-feira em plenário, aprovaram a realização de uma concentração no Ministério das Infraestruturas, com data a definir, para entrega de um abaixo-assinado a exigir estacionamento nas zonas limítrofes aos aeroportos e devolução das multas.

Segundo explicou à Lusa fonte da Comissão de Trabalhadores, as outras organizações representativas dos trabalhadores dos aeroportos serão agora convidadas a juntarem-se à concentração e só depois será definida uma data para realização do protesto, que deverá acontecer ainda em Agosto ou Setembro.

Os trabalhadores vão exigir “a suspensão da obrigatoriedade de pagamento de estacionamento nas zonas limítrofes aos aeroportos até que seja atribuído lugar de estacionamento aos trabalhadores aeroportuários”, lê-se na moção aprovada ontem.

Além disso, querem a devolução do pagamento das multas de estacionamento já recebidas pelos trabalhadores, a maioria dos quais precários e que, nalguns casos, ultrapassam já 2.700 euros, segundo fonte da Comissão de Trabalhadores.

Os trabalhadores contestam ainda a “descapitalização da empresa nos últimos anos” e exigem aos accionistas “a devolução das reservas entregues entre 2016 e 2018 através da cativação dos lucros obtidos nos anos 2019 e 2020”.

Pretendem ainda denunciar à Procuradoria-Geral da República o pagamento de 2,2 milhões de euros “em serviços de consultadoria não documentados” à GEPASA, empresa do grupo Urbanos.

Entre as reivindicações está ainda a contratação de pessoal e investimento em equipamento “proporcionais ao crescimento de movimentos e passageiros verificados nos últimos cinco anos”.

Os trabalhadores pretendem ainda que o presidente da Comissão Executiva, Paulo Neto Leite, entregue à Comissão de Trabalhadores o Relatório Único de 2017 e de 2018 e a cópia do Contrato de Prestação de Serviços à TAP.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Ryanair espera voar com Boeing 737 Max em Fevereiro/Março

20-09-2019 (15h50)

O CEO do Grupo Ryanair, Michael O’Leary, afirmou que Fevereiro ou início de Março é a previsão mais real para começar a voar com aviões Boeing 737 Max, modelo proibido de voar desde Março, após dois acidentes fatais.

Beijing Capital muda voos de/para Lisboa para o novo aeroporto da capital chinesa

20-09-2019 (13h42)

A Beijing Capital, única companhia de aviação chinesa a voar de/para Portugal, vai alterar o aeroporto de partida/chegada a Pequim para o novo aeroporto da capital chinesa, o Beijing Daxing (PKX).

Aeroporto do Porto vai renovar o sistema ILS para melhorar aterragens quando há nevoeiro

19-09-2019 (17h38)

O Aeroporto do Porto vai ter um “renovado sistema ILS (Landing Sistem, ou sistema de aterragem, em tradução livre) para garantir melhores condições” à infraestrutura, nomeadamente quando há nevoeiro, revelou hoje à Lusa a NAV – Navegação Aérea de Portugal.

Magnet junta companhias aéreas e agentes de viagens em Lisboa, Porto e Coimbra

19-09-2019 (16h53)

A Magnet vai organizar em Outubro, em Lisboa, Porto e Coimbra, um evento para juntar agentes de viagens e as principais companhias de aviação que operam em Portugal.

Governo publica lei que aprova Programa Nacional de Segurança da Aviação Civil

19-09-2019 (15h34)

O Governo publicou hoje, em Diário da República, o decreto-lei que aprova o Programa Nacional de Segurança da Aviação Civil, com medidas que revêm a legislação anterior e a adaptam “à mais recente regulamentação europeia”.

Noticias mais lidas