TAP vai operar charters para Islândia em Outubro

15-05-2018 (15h02)

A TAP informou os sistemas globais de reservas que tem programado operar dois voos charter de ida e volta para a Islândia em Outubro, em aeronave Airbus A321.

A primeira ligação realiza-se a 12 de Outubro, com partida de Lisboa às 9h55 e chegada a Reiquiavique Keflavik às 13h10.

O regresso está marcado para as 14h do mesmo dia, para chegar a Lisboa às 19h20.

A segunda ligação realiza-se a 16 de Outubro, com partida da capital portuguesa às 18h50 e chegada à capital islandesa às 22h05.

O voo de regresso está agendado para as 22h55, estando previsto chegar a Lisboa às 4h15 do dia seguinte.

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

easyJet lança nova rota de Verão Porto – Málaga

21-02-2019 (09h56)

A companhia de aviação easyJet anunciou que vai voar entre Porto e Málaga de 2 de Abril a 26 de Outubro, quatro vezes por semana, em A320.

TAP recebe segundo Airbus A320neo

20-02-2019 (18h22)

A TAP comunicou hoje que já recebeu o segundo novo Airbus A320neo, com a matrícula CS-TSB, da encomenda de 71 aviões ao fabricante europeu que conta receber até 2025.

Banco de Portugal contabiliza recorde de exportações de transporte aéreo de passageiros em 2018

20-02-2019 (14h07)

O Banco de Portugal contabilizou 3,56 mil milhões de euros de exportações portuguesas de transporte aéreo de passageiros em 2018, que constitui um novo recorde anual, +6,8% ou mais 226,4 milhões que em 2017.

Grupo Air France KLM factura mais mas lucra menos em 2018

20-02-2019 (11h36)

O grupo de aviação Air France KLM, que reclama ser o maior da Europa em voos de longo curso, revelou hoje que em 2018 teve um aumento da receitas de transporte de passageiros em 1,6% (+4,1% sem flutuações cambiais), atingindo 22,9 mil milhões de euros, mas o seu resultado operacional caiu 382 milhões, para 994 milhões.

Governo britânico alarga zona de exclusão de drones junto de aeroportos para cinco quilómetros

20-02-2019 (11h29)

O governo britânico decretou o alargamento da zona de exclusão aérea para drones (aparelhos aéreos não tripulados) junto de aeroportos britânicos de um para cinco quilómetros, anunciou hoje o Ministério dos Transportes.