TAP tem queda acentuada de ocupação dos voos em Outubro

08-11-2018 (18h31)

Foto: TAP
Foto: TAP

A TAP informou hoje que em Outubro teve uma taxa média de ocupação de 80,8%, que compara com 87,2% há um ano, conforme a sua informação de 7 de Novembro de 2017, na qual realçava que "o mês de Outubro foi também aquele em que a companhia registou a melhor taxa de ocupação dos seus voos este ano [2017]".

Então como agora a TAP não especifica a evolução do tráfego em RPK, medida mais utilizada pelas companhias de aviação de rede, como por exemplo a sua accionista brasileira Azul, por ponderar o número de passageiros pelas distâncias voadas, cingindo-se ao número de passageiros embarcados.

Assim, a companhia informou que este Outubro transportou mais 80 mil passageiros (+6%) que no mês homólogo de 2017, atingindo um total de 1,4 milhões.

A informação acrescenta que o aumento foi com +6% nas rotas internacionais intra-europeias, +13% nas ligações com as Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores e +10% nas ligações com África.

A companhia, que indica ter atingido um total de 1,4 milhões de passageiros no mês de Outubro, omite no entanto o desempenho dos seus voos domésticos, que é um dos sectores de rede com mais peso em número de passageiros, e das ligações com o Brasil e com os Estados Unidos, que são os sectores com mais peso em valor de receitas de passagens.

A informação da TAP classifica como decisivas para o seu crescimento em Outubro as contribuições das linhas internacionais intra-europeias e das ligações com a Madeira, Açores e África, acrescentando que os aumentos de passageiros que indicou foram "graças a uma política de preços competitivos que tem estimulado a procura nesses mercados".

O comunicado da TAP não especifica o número de passageiros transportados desde o início do ano, mas é possível estimar que se aproximou dos 13,5 milhões, uma vez que há um mês indicou que no fim de Setembro "ultrapassou a marca dos 12 milhões de passageiros transportados, mais 13,6% que no mesmo período de 2017".

A TAP informa, no entanto, que em Outubro transportou 7.175 toneladas de carga e correio, +1% que no mês homólogo de 2017, dizendo que é "de destacar o desempenho do Brasil, com um crescimento de 21 por cento (350 Toneladas) em relação a Outubro de 2017".

"Espanha (22% de crescimento) e Reino Unido (71% de crescimento) são os outros dois mercados que mais se destacaram em volume de carga transportada", acrescenta o comunicado.

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP: A330-900neo vão reforçar ligação Lisboa-São Paulo

25-03-2019 (18h03)

O mais recente Airbus A330-900neo da TAP, o quinto da companhia portuguesa, já voou para São Paulo à saída de Lisboa, uma ligação que vai ser reforçada com este modelo.

Programa de Interline da APG Portugal já conta com a Hong Kong Express Airways

25-03-2019 (17h30)

A Hong Kong Express Airways, companhia low cost com base no Aeroporto Internacional de Hong Kong, passou a fazer parte do programa de emissão de bilhetes interline da APG Portugal, que actualmente conta com 82 companhias.

Voos para Lisboa representam “um marco na nossa expansão europeia”, CEO da Qatar Airways

25-03-2019 (14h44)

“Esta nova ligação representa um marco na nossa expansão europeia”, afirmou o CEO da Qatar Airways, Akbar Al Baker, citado num comunicado sobre os novos voos entre Doha e Lisboa que a companhia aérea fará a partir de 24 de Junho.

Primeira Conferência Ministerial sobre Transporte Aéreo e Turismo em África decorre na Ilha do Sal

25-03-2019 (12h45)

A Ilha do Sal, do Arquipélago de Cabo Verde, vai receber a I Conferência Ministerial sobre o Transporte Aéreo e o Turismo em África entre 27 e 29 de Março, que vai contar com a presença de ministros do turismo e transporte aéreo de 54 países africanos.

Hangar da Hi Fly em Beja deverá começar a funcionar no 4º trimestre de 2020

25-03-2019 (12h03)

A Mesa, do grupo Hi Fly, já começou a construir o hangar para manutenção de aviões no aeroporto de Beja, que prevê ter a funcionar no 4º trimestre de 2020, revelou hoje Paulo Mirpuri, presidente do grupo.