TAP recorre a parceiros para responder ao “intenso tráfego” e “constrangimentos” em Lisboa

04-07-2018 (11h18)

A TAP disse hoje, em resposta à agência Lusa sobre críticas de passageiros, que o “intenso tráfego desta época do ano” e os “constrangimentos” em Lisboa provocam “situações pontuais de perdas de ligação”, que a companhia resolve recorrendo a voos de outras companhias aéreas.

“Devido ao intenso tráfego desta época do ano, associado a restrições e constrangimentos quer da infraestrutura aeroportuária quer do controlo de tráfego aéreo em Lisboa, nalguns casos, a TAP tem prevenido algumas situações pontuais de perdas de ligação dos passageiros, no ‘hub’ em Lisboa, transportando-os em voos de outras companhias e através de outros aeroportos europeus”, disse a transportadora em resposta dada por fonte oficial à agência Lusa, na sequência de críticas de passageiros que afirmaram ser obrigados a fazer escalas quando esperavam voos directos.

A TAP garantiu que, com o “apoio dos seus parceiros da Star Alliance [grupo de companhias aéreas], […] assegura que os passageiros são transportados no mesmo dia da sua reserva inicial e da forma mais célere possível”.

Além das queixas na página da TAP na rede social Facebook sobre atrasos e cancelamentos, uma passageira pormenorizou à Lusa que passageiros de Barcelona (Espanha) estão a “fazer escalas entre Bélgica e outros países da Europa, entre uma a duas, com o risco de ficarem presos numa das escalas por voos uma vez mais cancelados”.

Há cerca de uma semana, a Lusa contou mais de 50 cancelamentos nos aeroportos de Lisboa e do Porto, depois de o coordenador do Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava), Fernando Henriques, ter informado que no fim de semana de 23 e 24 de junho a TAP tinha tido "mais de 70 cancelamentos" (clique para ler: TAP regista mais de 50 cancelamentos desde Domingo à noite em Lisboa e Porto).

Nessa altura, a companhia lamentou os cancelamentos registados na noite de 25 de Junho na Madeira e no Porto, enumerando "contingências imponderáveis", como mau tempo, obras e greve.

"A TAP lamenta os cancelamentos em causa, provocados por uma série de contingências imponderáveis, como foram o caso de um período de mau tempo no Porto, aliado a obras no aeroporto Sá Carneiro, que obrigaram ao encerramento do aeroporto durante a noite", a que se juntaram "perturbações provocadas no tráfego aéreo pela greve em Marselha", segundo disse, na altura, fonte oficial da empresa à Lusa (clique para ler: TAP justifica cancelamentos de segunda-feira com “contingências imponderáveis).

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: TAP

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Atribuição de slots nos aeroportos portugueses está no Tribunal de Justiça da União Europeia

12-12-2018 (11h21)

A Comissão Europeia informou que a questão da atribuição de faixas horárias (slots) nos aeroportos portugueses está no Tribunal de Justiça da União Europeia, que avaliará o decreto-lei que enquadra a nova entidade gestora de slots.

Grupo Lufthansa transportou até Novembro mais passageiros que em todo o ano de 2017

11-12-2018 (16h46)

As companhias do grupo Lufthansa transportaram 132,4 milhões de passageiros nos primeiros onze meses deste ano, já tendo ultrapassado assim o total do ano de 2017, porque ultrapassou em muito o total do ano passado na Eurowings, incluindo Brussels.

APG Portugal acrescenta Adria Airways e Jeju Air ao seu programa de interline

11-12-2018 (16h28)

As companhias de aviação Adria Airways, da Eslovénia, e Jeju Air, da Coreia do Sul, passaram a integrar o programa de emissão de bilhetes interline da APG Portugal.

LATAM cresce 5,1% em Novembro mas não evita queda da taxa de ocupação

11-12-2018 (16h17)

O grupo LATAM, formado pela integração da brasileira TAM na chilena LAN, teve um crescimento médio do tráfego de passageiros de 5,1% em Novembro, o qual não evitou uma queda da taxa média de ocupação em 1,1 pontos, para 83,2%, pela queda nas rotas internacionais em 2,3 pontos, para 82,9%.

TAP vai passar a fazer a "manutenção total" dos A320neo nas suas oficinas

11-12-2018 (16h14)

A TAP assinou um protocolo com a CFM, fornecedora dos motores dos aviões A320neo, que permitirá realizar nas suas oficinas a "manutenção total" destas aeronaves.