TAP junta estrelas Michelin para promover gastronomia portuguesa nos seus voos

04-04-2017 (09h44)

Foto: TAP
Foto: TAP

A TAP, que se apresenta como “a maior montra da gastronomia e dos produtos portugueses”, vai ter todos os meses a partir de Setembro a criação de um de cinco chefs Michelin convidados para promover os sabores portugueses nos seus voos.

Henrique Sá Pessoa, José Avillez, Miguel Laffan, Rui Paula e Rui Silvestre juntam-se assim a Vítor Sobral, consultor gastronómico da TAP, para apresentar a gastronomia portuguesa aos passageiros da companhia aérea.

A iniciativa, baptizada “Taste the Stars”, “vai permitir que mais pessoas vivam a experiência da excelência gastronómica e se apaixonem por Portugal: pelos aromas, pelos sabores, pelos vinhos, pela gastronomia e pela cultura”, afirmou Fernando Pinto, presidente executivo da TAP, citado em comunicado.

A TAP apresenta-se como “a maior montra da gastronomia e dos produtos portugueses”, tendo servido nos seus voos no ano passado 14 milhões de refeições, perto de dois milhões de litros de água engarrafada e 1,7 milhões de litros de sumos e refrigerantes, quase 37 mil quilos de café, 175 mil litros de cerveja e 1,2 milhões de garrafas de vinho português.

A transportadora também vai modificar a sua carta de vinhos, apostando “num novo modelo de selecção que vai dar também oportunidade a pequenos e médios produtores portugueses que pretendam promover internacionalmente os seus vinhos”.

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: TAP

 

 


Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

EasyJet transporta mais 8% de passageiros de/para Portugal no semestre terminado a 31 de março

19-05-2019 (22h08)

A low cost easyJet, cujo director para Portugal, José Lopes, se queixou na sexta-feira que devido aos constrangimentos do Aeroporto de Lisboa há dois verões consecutivos (2018 e 2019) que a companhia tem “crescimento zero” no Aeroporto Humberto Delgado afinal aumentou a capacidade em 6% na época baixa.

Organismo de investigação de acidentes alerta para riscos de descolagens de Lisboa com potência reduzida

19-05-2019 (21h46)

O organismo que investiga acidentes alerta as companhias aéreas e as entidades aeronáuticas para os riscos das descolagens com potência reduzida na principal pista do Aeroporto de Lisboa, podendo ter “graves consequências” em caso de avaria de motor, apreciação que a ANA já contestou, garantindo que o aeroporto tem certificação de segurança outorgada.


ANA rejeita “declarações alarmistas” do GPIAAF sobre o Aeroporto de Lisboa

19-05-2019 (21h42)

A ANA – Aeroportos de Portugal realçou que o Aeroporto de Lisboa tem certificação de segurança outorgada, ao rejeitar as considerações do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e Acidentes Ferroviários (GPIAAF) acerca de um incidente com um avião da easyJet.

easyJet ‘fixa’ prazo para evitar 3º Verão seguido de “crescimento zero” no Aeroporto de Lisboa

17-05-2019 (16h19)

A companhia de aviação easyJet defendeu hoje a urgência de fechar um acordo até Setembro com os militares que permita aumentar a capacidade do Aeroporto de Lisboa já no Verão de 2020, pois, avisou, de contrário “vamos estar a perder oportunidades que já não vão voltar, e isto será muito mau para a economia portuguesa”.

Prejuízo operacional de época baixa da easyJet agrava-se 350%

17-05-2019 (15h39)

A low cost easyJet, que em Portugal tem voos de/para Lisboa, Porto, Faro e Funchal, declarou hoje um prejuízo operacional para o semestre terminado a 31 de Março de 255 milhões de libras (292 milhões de euros ao câmbio de hoje), pior 355% que no período homólogo do exercício anterior, enfatizando, no entanto, que foi sem surpresa que registou essa perda.