TAP e SATA(s) lideram ranking de Julho das piores pontualidades, OAG

08-08-2018 (15h45)

Aeroporto de Lisboa
Aeroporto de Lisboa

As companhias açorianas SATA Air Açores e SATA International e a TAP ficaram em Julho entre as dez piores companhias em pontualidade no ranking publicado pela consultora OAG, qualquer delas com menos de metade dos voos a chegarem até 15 minutos da hora prevista.

O ranking da OAG, com 156 companhias, atribui à SATA International o 155º pior índice do mês, com apenas 39,7% de 745 voos a chegarem até 15 minutos da hora prevista, a SATA Air Açores fica em 153ª, com 43,9% de 1.791 voos, e a TAP é 151ª, com 47,1% de 12.535 voos.

Já em Junho TAP e SATA International tinham ficado nos últimos lugares do ranking publicado pela OAG (para ler mais clique: TAP teve em Junho 4º pior índice de pontualidade da OAG).

A OAG, relativamente ao mês de Julho, publica ainda os índices de pontualidade das portugueses euroAtlantic e Orbest, mas sem as classificar no ranking, indicando para a companhia fundada por Tomaz Metello, cuja principal actividade é voar para terceiros, incluindo a sua subsidiária STP Airways (75% de voos a horas em Julho, com 12 contabilizados no mês), mas tem operações regulares próprias para a Guiné Bissau, um índice de pontualidade de 100% em Julho, com oito voos.

Para a Orbest, companhia do grupo espanhol Barceló que ‘mudou’ os seus voos de charters para regulares e que opera principalmente para as Caraíbas, a OAG indica 95,7% de 46 voos a chegarem até 15 minutos da hora prevista.

O ranking das maiores companhias em número de voos no mês de Julho publicado pela OAG é liderado pelas norte-americanas American Airlines, com 204.097, Delta Airlines, com 172.675, United Airlines, com 156.221, e Southwest, com 123.796, seguida pela europeia Ryanair, com 72.203.

A segunda metade do Top10 inicia-se com as chinesas China Southern, com 67.469 voos, e China Eastern, com 66.301, seguidas pela europeia easyJet, com 56.294, a canadiana Air Canadá, com 56.091, e a europeia Lufthansa German Arlines, com 45.344.

A melhor deste Top10 em pontualidade é a Delta, com 81,8% das chegadas até 15 minutos da hora prevista, seguida pela United, com 77,2%, Southwest, com 73,6%, American, com 72,4%, Ryanair, com 65,2%, Air Canadá, com 64,6%, Lufthansa, com 63,2%, China Southern, com 62,6%, China Eastern, com 62,3%, e easyJet, com 61%.

Neste ranking por número de voos, a TAP é 56ª, com 12.535, a SATA Air Açores é 202ª, com 1.791, a SATA International é 267ª, com 745, a Orbest é 367ª, com 46, e a euroAtlantic é 379ª, com oito.

 

Para ler mais clique:

Aeroporto de Lisboa foi o 6º pior do mundo em pontualidade no mês de Junho

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: OAG


 

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Pilotos da KLM ameaçam com greve por reivindicações salariais

14-08-2018 (18h28)

Os pilotos da companhia de aviação holandesa KLM, que faz parte do mesmo grupo que a francesa Air France e a low cost Transavia, ameaçaram hoje fazer greve caso não tenham resposta até sexta-feira para as suas reivindicações salariais, segundo o jornal holandês “De Telegraaf”.

Governo dos Açores considera “prematuro” falar da proposta de compra da Azores Airlines

14-08-2018 (18h21)

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores afirmou ontem ser “absolutamente prematuro” pronunciar-se sobre o processo de alienação de 49% do capital da Azores Airlines, uma vez que a proposta apresentada se encontra em análise.

SATA tem nova Administração a partir de segunda-feira

10-08-2018 (16h10)

A nova Administração da companhia de aviação açoriana SATA, presidida por António Luís Gusmão Teixeira, toma posse na segunda-feira, informou hoje o Governo Regional dos Açores.

Ryanair prevê transportar 400 mil passageiros hoje apesar da greve de pilotos na Europa

10-08-2018 (12h07)

A low cost Ryanair, segunda maior companhia de aviação em Portugal, garantiu que vai transportar hoje mais de 400 mil passageiros em mais de dois mil voos, apesar de enfrentar uma greve dos pilotos na Irlanda, Suécia, Alemanha e Bélgica.