TAP anuncia ter transportado 12 milhões de passageiros até Setembro

10-10-2018 (17h12)

A TAP, que desde Maio tinha deixado de divulgar mensalmente dados de tráfego como o PressTUR assinalou no passado dia 28, publicou hoje um comunicado em que diz ter superado os 12 milhões de passageiros nos primeiros nove meses deste ano, com um aumento em 13,6% ou cerca de milhão e meio em relação ao período homólogo de 2017.

O CEO da companhia já tinha avançado no Parlamento que a TAP estava com um crescimento em 13% este ano (para ler mais clique: TAP está a crescer 13% — Antonoaldo Neves), mas o comunicado de hoje enfatiza que a companhia já está com “mais [passageiros] do que os 11,7 milhões de passageiros transportados em todo o ano de 2016”.

A informação, ao contrário do que é prática corrente das companhias aéreas, não inclui dados rigorosos sobre sectores de rede, cingindo-se a dizer que “voos que ligam Lisboa a Porto, Madeira e Paris são aqueles em que a TAP transportou mais passageiros em Setembro, alcançando os 191 mil passageiros nestas rotas”, o que apenas significa “tudo como dantes quartel-general em Abrantes”.

Relativamente às rotas e mercados com mais peso na facturação, a informação da TAP nada diz, mantendo, aliás, a lógica de não divulgar os RPK (do inglês para passageiros x quilómetros voados) e ASK (do inglês para lugares x quilómetros voados), como é prática corrente da aviação internacional (à excepção das low cost), incluindo a sua ‘irmã’ brasileira, a Azul, fundada e presidida por David Neeleman, também accionista de referência da TAP.

O comunicado da TAP diz, relativamente ao mês de Setembro, que a companhia transportou 1,48 milhões de passageiros, quando no mês homólogo de 2017 transportara 1,38 milhões, segundo a informação que divulgou à época.

O comunicado diz ainda “a taxa de ocupação dos lugares oferecidos foi de 82,3 por cento em Setembro, em linha com a média de 82,4 por cento registada de Janeiro a Setembro do ano corrente”, embora a companhia tradicionalmente calcule a taxa de ocupação em RPK/ASK, como a sua ‘irmã’ Azul e a generalidade das companhias de aviação, e não em passageiros/número de lugares, como fazem as low cost.

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

IATA declara perspectivar 2019 com “optimismo cauteloso”, mas lucros a subirem 9,9%

12-12-2018 (17h33)

A IATA avançou hoje previsões para 2019, dizendo que encara o ano que vem com “optimismo cauteloso”, mas avançando que antecipa um aumento do lucro líquido do sector em 9,9%, para 35,5 mil milhões de dólares.

Vueling vai voar Lisboa – Valência no próximo Verão

12-12-2018 (17h00)

A Vueling, companhia de aviação do grupo IAG, de que fazem parte também a Iberia e a British Airways, vai voar três vezes por semana entre Lisboa e Valência no próximo Verão.

Ryanair ‘folga’ no dia de Natal

12-12-2018 (16h04)

A low cost Ryanair indicou hoje que não terá voos entre as 17h55 da véspera de Natal, hora a que prevê a última aterragem, e o dia 26, salientando que o 25 de Dezembro é “o único dia do ano em que a Ryanair não opera”.

Aeroporto de Faro sai de série de quebras para aumento de passageiros em quase 16% em Novembro

12-12-2018 (15h03)

O Aeroporto de Faro, que esteve a registar quedas de passageiros em vários meses deste ano, em Novembro quase recuperou da totalidade dessas quedas com um aumento de passageiros em 15,8%, com +20,3% nos voos de/para o Reino Unido, sua principal origem/destino de passageiros.

Avianca Brasil recorre à protecção de credores para resistir aos donos dos seus aviões

12-12-2018 (14h57)

A Avianca Brasil, uma das companhias de aviação do grupo Synergy dos irmãos Efromovich, recorreu à figura da protecção de credores, devido, segundo afirmou, “à resistência de arrendadores de suas aeronaves a um acordo amigável”.