TAP anuncia mais 20% de capacidade para Luanda no próximo ano

17-10-2019 (14h53)

Foto: TAP
Foto: TAP

A TAP vai reforçar a sua capacidade para Luanda em mais 20% a partir do próximo ano, anunciou na capital angolana o seu Chief Marketing and Sales Officer, Abílio Martins, que realçou que para a companhia Angola “é um mercado estratégico”.

Num evento que serviu também para a companhia apresentar o Airbus A330neo, com que começou a operar a rota Lisboa-Luanda no início deste mês foi indicado que a TAP terá um voo por dia à excepção das sextas-feiras, em que serão dois, a partir de 15 de Dezembro, e que esses voos passam a realizar-se em período nocturno, depois de 28 de Outubro.

“Isto vai permitir melhorar a conectividade com outros voos”, optimizando as ligações de Angola para os Estados Unidos, Europa e Israel, o que segundo Abílio Martins é particularmente importante para os passageiros corporate.

A rota de Luanda é usada anualmente por cerca de 80 mil passageiros e Angola representa 28% da receita total das linhas da TAP em África, indicou Abílio Martins, escusando-se a indicar o valor dos proveitos.

Fontes da TAP, porém, avançaram ao PressTUR que Luanda voltou a ser a rota mais rentável da companhia de aviação portuguesa.

Este ano a TAP abriu novas rotas em África, passando a ligar Portugal à Guiné-Conacri, e tem anunciado, para 27 de Outubro, o início dos voos para Banjul (Gâmbia).

“Para o ano, o objectivo é a estabilização e consistência das rotas”, avançou a directora de Marketing' e Vendas da companhia, Paula Canada.

Questionado sobre os relatos de indisposições que foram reportados na estreia dos novos modelos Airbus A330-900neo, Abílio Martins garantiu que foram “casos muito pontuais de odores não nocivos”, relacionados com o facto de o avião estar em início de operação, e que “tendem para zero”.

Até ao final de 2019, a TAP vai ter 21 destes aparelhos ao serviço, que são utilizados nas rotas dos Estados Unidos da América (Nova Iorque / JFK, Newark, Washington, Chicago, S. Francisco, Boston e Miami), Brasil, em especial S. Paulo e Rio de Janeiro e, agora, Luanda.

Ainda recentemente a TAP lançou uma promoção para os seus voos de Lisboa para Luanda, com preço abaixo dos 200 euros (para ler mais clique:

TAP anuncia voos Lisboa - Luanda desde 186 euros).

/promocoes/voos/tap-anuncia-voos-lisboa---luanda-desde-186-euros/

A rota de Luanda foi tradicionalmente a rota mais rentável da TAP, com uma procura principalmente de passageiros de negócios, mas que passou a ter que enfrentar concorrência forte por parte da angolana TAAG, que não só estava com um avião mais moderno (Boeing B777), enquanto a TAP mantinha o ‘velhinho’ A340, como também porque passou a ter voo directo para o Porto.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: TAP

/pesquisa?q=TAP

Clique para mais notícias: Aviação

empresas---negocios/aviacao/

Clique para mais notícias: África

/mercados/africa/
Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP baptiza novo A321 LR com nome de Jorge de Sena

13-11-2019 (13h08)

A TAP baptizou um dos seus novos aviões A321 Long Range com o nome Jorge de Sena, em homenagem ao “poeta português que se naturalizou brasileiro e estreitou as relações culturais e literárias entre Portugal e o Brasil”.

Azul recebe primeiro A321neo do Brasil

13-11-2019 (07h53)

A companhia de aviação brasileira Azul recebeu o primeiro A321neo do Brasil, um modelo da Airbus de que tem encomendadas 13 aeronaves.

Nove países da UE querem aumentar impostos sobre as companhias aéreas

12-11-2019 (15h06)

Nove países da União Europeia juntaram-se para exigir uma aviação mais limpa na Europa, um dos meios de transporte mais poluentes que consideram que está a ser taxado abaixo do que devia.

Câmara de Lisboa vai promover estudo sobre os impactos do aeroporto da capital

12-11-2019 (15h01)

A Câmara de Lisboa aprovou na semana passada em reunião privada a realização de um estudo sobre os diversos impactos da exploração do aeroporto da capital, nomeadamente ao nível da poluição, ruído e tráfego.

Boeing espera retomar voos do 737 Max no início do próximo ano

12-11-2019 (14h54)

A Boeing anunciou que prevê que os voos comerciais com aviões 737 Max, retirados de circulação desde meados de Março após dois acidentes que fizeram 346 mortos, recomecem no início do próximo ano e não em Dezembro.

Noticias mais lidas