TAP antecipa e cancela voos da Madeira no sábado devido à passagem de furacão Leslie

12-10-2018 (17h21)

Foto: TAP
Foto: TAP

A companhia de aviação portuguesa TAP antecipou três voos previstos para Sábado de manhã da Madeira e cancelou a operação no arquipélago naquele dia até às 18:00 devido ao mau tempo esperado pela passagem do furacão Leslie.

Questionada pela agência Lusa, fonte oficial da TAP indicou hoje que “os três primeiros voos com partida da Madeira amanhã [sábado] — dois para Lisboa e um para o Porto — são antecipados e terão as suas partidas da Madeira a verificarem-se na noite de hoje”.

“A restante operação da TAP de e para a Madeira no dia de amanhã [Sábado], até às 18h00, é cancelada”, acrescentou.

A TAP “irá realizar dois voos extra no domingo” um num Airbus A330, de maior capacidade, e outro num A320.

Em causa está a passagem do furacão Leslie, cujos efeitos deverão fazer-se sentir na Madeira a partir de Sábado, com vento forte, precipitação e trovoada, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

“De forma a proteger os passageiros com voos entre a Madeira e o continente reservados para o dia de amanhã [Sábado], a TAP aumentou a capacidade num total de 14 voos de hoje e de Domingo, passando a operar com aviões com maior capacidade do que os inicialmente previstos, de forma a acomodar os passageiros afectados”, afirmou ainda à Lusa a fonte oficial da TAP.

A fonte adiantou que “os passageiros com voos reservados para o dia de amanhã [Sábado] estão a ser contactados pela TAP de forma a encontrar as melhores alternativas para poderem realizar as suas viagens”, e vincou que a empresa “continuará a acompanhar o evoluir das condições meteorológicas e previsões na Madeira, adaptando a sua operação de forma a proteger todos os passageiros”.

Também questionada pela Lusa, fonte oficial da easyJet indicou que, “até ao momento, ainda não existe nenhuma previsão de cancelamento” de voos devido ao mau tempo, mas apontou que a companhia aérea está a “acompanhar as condições meteorológicas”.

“Se decidirmos cancelar ou mudar algum voo, informamos os nossos passageiros através da ‘app’ ou do ‘e-mail’, que é como costumamos comunicar com eles”, acrescentou a mesma fonte.

Entretanto, numa informação publicada no seu ‘site’ e dirigida aos passageiros, a TAP diz que, “como consequência das condições meteorológicas adversas na ilha da Madeira, a TAP alerta que a sua operação regular de e para o Funchal e de e para Porto Santo poderá ser afectada”.

“Deste modo, e para minimizar qualquer impacto para os seus clientes, a TAP informa que todos os passageiros com bilhetes TAP emitidos até ao dia 12 de Outubro e com viagens marcadas entre os dias 13 e 15 de Outubro poderão alterar os seus voos, na mesma rota e dentro da mesma classe de reserva, sem qualquer custo adicional, para novas datas até 22 de Outubro de 2018 e de acordo com a disponibilidade dos voos”, explica a companhia.

Em comunicado emitido na quinta-feira, o IPMA indicou que o furacão Leslie se estava a deslocar para junto da Madeira e que havia entre 70% a 90% de probabilidade de as ilhas da Madeira e do Porto Santo sofrerem os efeitos do furacão, a partir das 09:00 de Sábado.

“Nestas condições prevê-se, a partir da tarde do Sábado, vento forte do quadrante Sul com rajadas até 90 quilómetros por hora, sendo que, nas regiões montanhosas, o vento será forte a muito forte, com rajadas até 110 quilómetros por hora”, explicou o instituto.

De acordo com o IPMA, está ainda previsto um aumento da agitação marítima, bem como precipitação forte, acompanhada de trovoada.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Madeira

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

EasyJet transporta mais 8% de passageiros de/para Portugal no semestre terminado a 31 de março

19-05-2019 (22h08)

A low cost easyJet, cujo director para Portugal, José Lopes, se queixou na sexta-feira que devido aos constrangimentos do Aeroporto de Lisboa há dois verões consecutivos (2018 e 2019) que a companhia tem “crescimento zero” no Aeroporto Humberto Delgado afinal aumentou a capacidade em 6% na época baixa.

Organismo de investigação de acidentes alerta para riscos de descolagens de Lisboa com potência reduzida

19-05-2019 (21h46)

O organismo que investiga acidentes alerta as companhias aéreas e as entidades aeronáuticas para os riscos das descolagens com potência reduzida na principal pista do Aeroporto de Lisboa, podendo ter “graves consequências” em caso de avaria de motor, apreciação que a ANA já contestou, garantindo que o aeroporto tem certificação de segurança outorgada.


ANA rejeita “declarações alarmistas” do GPIAAF sobre o Aeroporto de Lisboa

19-05-2019 (21h42)

A ANA – Aeroportos de Portugal realçou que o Aeroporto de Lisboa tem certificação de segurança outorgada, ao rejeitar as considerações do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e Acidentes Ferroviários (GPIAAF) acerca de um incidente com um avião da easyJet.

easyJet ‘fixa’ prazo para evitar 3º Verão seguido de “crescimento zero” no Aeroporto de Lisboa

17-05-2019 (16h19)

A companhia de aviação easyJet defendeu hoje a urgência de fechar um acordo até Setembro com os militares que permita aumentar a capacidade do Aeroporto de Lisboa já no Verão de 2020, pois, avisou, de contrário “vamos estar a perder oportunidades que já não vão voltar, e isto será muito mau para a economia portuguesa”.

Prejuízo operacional de época baixa da easyJet agrava-se 350%

17-05-2019 (15h39)

A low cost easyJet, que em Portugal tem voos de/para Lisboa, Porto, Faro e Funchal, declarou hoje um prejuízo operacional para o semestre terminado a 31 de Março de 255 milhões de libras (292 milhões de euros ao câmbio de hoje), pior 355% que no período homólogo do exercício anterior, enfatizando, no entanto, que foi sem surpresa que registou essa perda.