São Tomé repudia resposta da euroAtlantic sobre a gestão da STP Airways

30-08-2019 (11h32)

O governo são-tomense "repudiou" hoje "a forma grosseira e arrogante" como a companhia portuguesa euroAtlantic reagiu ao acordo do excutivo com uma empresa da Guiné Equatorial para a gestão da STP Airways.

O governo de São Tomé anunciou na semana passada um acordo com a companhia equato-guineense Ceiba para colocar aviões ao serviço da STP Airways, operados pela portuguesa White.

A euroAtlantic, que tem 40% da STP Airways e é operadora dos voos da companhia são-tomense desde a sua fundação, em 2008, respondeu que o acordo “não tem nenhum valor jurídico”, uma vez que não foi levado a assembleia geral de accionistas e foi apenas assinado por um administrador não executivo da STP Airways, pelo que vai pedir indemnizações ao governo (clique para ler: euroAtlantic desmente acordo da STP com a Ceiba e anuncia que vai reclamar “avultada indemnização”).

O Governo de São Tomé, em resposta enviada à agência lusa, avançou que "não deixará de retirar as devidas consequências, caso se afigure necessário, em caso de um contencioso" e recordou que o parceiro português tinha manifestado interesse em sair da STP Airways.

No comunicado de duas páginas, o governo refere ainda que já havia comunicado oficialmente à euroAtlantic a sua decisão de negociar com a Guiné Equatorial sobre a gestão da STP Airways.

Segundo as autoridades são-tomenses, o acordo com a Ceiba Internacional, da Guiné Equatorial, "insere-se no âmbito do desenvolvimento das relações bilaterais entre os dois países, uma cooperação sul-sul de assinalável importância, considerando a posição geoestratégica de São Tomé e Príncipe no Golfo da Guiné".

Trata-se de "uma carta de intenção, subscrita pelos accionistas maioritários da STP Airways, no âmbito da decisão comunicada oficialmente pela euroAtlantic, em carta datada de 1 de Fevereiro deste ano, onde manifesta a intenção de abandonar o projecto STP Airways".

O executivo lembra ainda que o desejo da companhia portuguesa de se retirar da STP Airways "foi reiterada tanto nas trocas de comunicações, quanto nas subsequentes reuniões da assembleia-geral e estão devidamente registadas".

"A euroAtlantic, em diversas ocasiões, comunicou ao estado são-tomense e aos accionistas a sua predisposição de vender a sua participação na STP Airways, uma decisão que resulta do facto do executivo são-tomense ter decidido não renovar o contrato de ‘handling’ com São Tomé e Príncipe", explica o governo.

"O vínculo contratual para assegurar este serviço tinha validade de 10 anos e terminou em 2018", referiu o executivo são-tomense em comunicado assinado pelo diretor do gabinete do ministro das Públicas, Infraestruturas, Recursos Naturais e Ambiente, Osvaldo Abreu.

(PressTUR com Agência Lusa)

Ver também:

euroAtlantic desmente acordo da STP com a Ceiba e anuncia que vai reclamar “avultada indemnização”

Governo de São Tomé escolhe Ceiba/White para substituir euroAtlantic na STP Airways

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: STP Airways

Clique para ver mais: euroAtlantic airways

Clique para ver mais: Ceiba

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Etihad chega a mais dez destinos com a TAP via Lisboa e Porto

16-10-2019 (16h02)

A Etihad Airways, companhia de aviação do Abu Dhabi, anunciou que vai expandir o code-share com a TAP a mais dez rotas via Lisboa e Porto, a partir do início do fim deste mês, início do chamado Inverno IATA.

TAP anuncia nova classe EconomyXtra no médio curso

15-10-2019 (16h53)

A TAP anunciou hoje que os seus clientes passaram a ter nos voos de médio curso mais uma opção de viagem, a EconomyXtra, que proporciona “espaço extra para as pernas” e “refeições melhoradas face às actuais”, incluindo “refeições quentes nos horários de almoço/jantar, em algumas rotas, como Paris, Roma ou Frankfurt, entre outras”.

Movimento de passageiros no Aeroporto de Macau cresce 17% este Verão

15-10-2019 (14h30)

O Aeroporto Internacional de Macau contabilizou 2,51 milhões de passageiros no terceiro trimestre deste ano, que significam um aumento de 17% em relação ao Verão de 2018.

Aeroportos portugueses crescem no Verão ligeiramente menos que a média do grupo Vinci

14-10-2019 (15h31)

Os aeroportos portugueses geridos pela ANA cresceram no terceiro trimestre, que corresponde ao Verão, época mais forte da aviação no Hemisfério Norte, duas décimas abaixo do aumento médio de passageiros no conjunto dos aeroportos geridos pelo grupo Vinci, embora com Lisboa e Porto a terem crescimentos mais fortes.

TAP passa a ter voo diário para Natal em A321neo LR no primeiro trimestre do próximo ano

14-10-2019 (13h55)

A TAP tem previsto para o primeiro trimestre do próximo ano a introdução da versão de longo alcance do A321neo na rota Lisboa – Natal, com reforço da frequência de voos para diário.

Noticias mais lidas