Ryanair quer que tripulantes da base de Faro aceitem alterar contratos para sazonais

18-09-2019 (18h13)

Foto: Ryanair
Foto: Ryanair

A low cost Ryanair admitiu em “nota” de distribuição restrita recuar no encerramento da base de Faro, mas dizendo que a sua continuação “poderá agora ser possibilitada pelo acordo das tripulações baseadas” na infra-estrutura “em mudar para contratos sazonais, para reflectir a natureza sazonal do tráfego de e para o Algarve”.

A informação foi avançada pela Agência Lusa que diz citar “uma nota” recebida da low cost, que, diz, informa que a Ryanair chegou a acordo com a ANA para manter base em Faro, ainda que mais reduzida, bem como uma parte dos postos de trabalho.

Segundo esse comunicado, a companhia aérea “confirma que chegou a um acordo com a ANA, operador do aeroporto de Faro, que poderá permitir cancelar o encerramento previsto da sua base com três aviões neste Inverno”, diz a notícia da Lusa.

“Em vez disso, a base de Faro poderá agora ser reduzida para dois aviões a partir de Novembro deste ano e até Março de 2020, devido ao atraso nas entregas de perto de 30 aviões Boeing Max à Ryanair”, segundo a nota.

A notícia diz também que Micheal O’Leary, actualmente presidente da Ryanair Holdings, adiantou que “ainda que este acordo preserve a maioria dos empregos de pilotos e tripulantes em Faro neste Inverno, a redução de três para dois aviões na base deverá conduzir a uma diminuição de perto de 80 postos de trabalho no pessoal de cabine contratado”.

O mesmo responsável admitiu, porém, que essa redução até pode ser menor, ficando em menos de 50 trabalhadores, “com alguns desses membros das tripulações a assegurar vagas em outros locais da rede da Ryanair na Europa”.

O’Leary termina afirmando que “infelizmente as perdas destes trabalhos a contrato [ou seja, contratados por empresas externas ou independentes] são inevitáveis, devido ao atraso na entrega” dos aviões.

No dia 6 de Agosto, a Lusa noticiou que a Ryanair tinha comunicado nesse dia, em Faro, que iria encerrar a base naquele aeroporto em Janeiro de 2020, e despedir cerca de 100 trabalhadores, embora continuasse a ter voos de/para este aeroporto.

A presidente do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC), Luciana Passo, disse à Lusa nessa altura que uma directora de Recursos Humanos da Ryanair tinha estado em Faro para anunciar o encerramento.

A sindicalista participava no mesmo dia numa reunião na Direcção Geral do Emprego e das Relações do Trabalho (DGERT), em Lisboa, para discutir os serviços mínimos de uma greve decorreu na Ryanair de 21 a 25 de Agosto.

“Foi-nos dito na DGERT que não seria bem encerrar [a operação], ou seja, a base fecha, mas os voos continuam a ser feitos”, salientou Luciana Passo, lembrando que a Ryanair tinha já “avisado que ia reduzir o número de pilotos e tripulantes”.

 

Clique para mais notícias: Ryanair

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Etihad chega a mais dez destinos com a TAP via Lisboa e Porto

16-10-2019 (16h02)

A Etihad Airways, companhia de aviação do Abu Dhabi, anunciou que vai expandir o code-share com a TAP a mais dez rotas via Lisboa e Porto, a partir do início do fim deste mês, início do chamado Inverno IATA.

TAP anuncia nova classe EconomyXtra no médio curso

15-10-2019 (16h53)

A TAP anunciou hoje que os seus clientes passaram a ter nos voos de médio curso mais uma opção de viagem, a EconomyXtra, que proporciona “espaço extra para as pernas” e “refeições melhoradas face às actuais”, incluindo “refeições quentes nos horários de almoço/jantar, em algumas rotas, como Paris, Roma ou Frankfurt, entre outras”.

Movimento de passageiros no Aeroporto de Macau cresce 17% este Verão

15-10-2019 (14h30)

O Aeroporto Internacional de Macau contabilizou 2,51 milhões de passageiros no terceiro trimestre deste ano, que significam um aumento de 17% em relação ao Verão de 2018.

Aeroportos portugueses crescem no Verão ligeiramente menos que a média do grupo Vinci

14-10-2019 (15h31)

Os aeroportos portugueses geridos pela ANA cresceram no terceiro trimestre, que corresponde ao Verão, época mais forte da aviação no Hemisfério Norte, duas décimas abaixo do aumento médio de passageiros no conjunto dos aeroportos geridos pelo grupo Vinci, embora com Lisboa e Porto a terem crescimentos mais fortes.

TAP passa a ter voo diário para Natal em A321neo LR no primeiro trimestre do próximo ano

14-10-2019 (13h55)

A TAP tem previsto para o primeiro trimestre do próximo ano a introdução da versão de longo alcance do A321neo na rota Lisboa – Natal, com reforço da frequência de voos para diário.

Noticias mais lidas