Ryanair fecha bases aeroportuárias devido atrasos nas entregas de Boieng 737

16-07-2019 (09h11)

Foto: Ryanair
Foto: Ryanair

A Ryanair anunciou hoje que vai encerrar bases aeroportuárias no Inverno e Verão de 2020 devido aos atrasos nas entregas dos aparelhos Boeing 737 MAX, modelo afectado por dois acidentes.

O grupo irlandês, um dos principais do sector da aviação da Europa, explicou que as entregas dos 30 Boeing 737 MAX 200 estão atrasadas, sendo que o aparelho tem ainda de ser certificado pelas autoridades norte-americanas e europeias.

Segundo a Ryanair os aparelhos não vão ser entregues até Maio de 2020.

“As falhas nas entregas obrigam à diminuição da nossa actividade em algumas bases que vão ter de fechar no Verão de 2020 e também durante o Inverno de 2019”, refere a companhia num comunicado divulgado hoje de manhã.

Os acidentes com dois aviões Boeing 737 MAX 200, na Etiópia e na Indonésia, obrigam a alterações de fundo nos aparelhos e nas novas unidades que estão a ser fabricadas pela construtora norte-americana.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Ryanair

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Balanço do LATAM evidencia recuperação ‘explosiva’ da aviação no Brasil

16-08-2019 (16h15)

O LATAM, maior grupo de aviação comercial da América Latina, cuja subsidiária brasileira, a LATAM Brasil (antiga TAM), é líder brasileira em voos internacionais, indicou que no segundo trimestre teve um aumento da receita unitária (por lugar voado um quilómetro) de 18,7%, atingindo 29,5% em reais.

Levantadas restrições ao abastecimento no aeroporto de Lisboa, ANA Aeroportos

16-08-2019 (12h35)

As restrições ao abastecimento de aviões no aeroporto de Lisboa, em vigor desde segunda-feira, foram hoje levantadas, disse à Lusa fonte oficial da ANA – Aeroportos de Portugal.

Grupo SATA transportou mais 8% de passageiros no primeiro semestre

16-08-2019 (11h59)

As companhias aéreas SATA Air Açores e Azores Airlines transportaram 705,7 mil passageiros no primeiro semestre, mais 8% ou mais 52,5 mil que no período homólogo do ano passado, anunciou o Grupo SATA.

Lauak vai produzir em Grândola peças para aviões A320

16-08-2019 (11h39)

A Lauak vai implementar uma unidade de produção de preças para aviões A320 em Grândola, com um investimento de 33 milhões de euros com apoio de fundos comunitários.

Trabalhadores da Grounforce realizam concentração para exigir estacionamento

16-08-2019 (11h24)

Os trabalhadores da Groundforce, reunidos na quinta-feira em plenário, aprovaram a realização de uma concentração no Ministério das Infraestruturas, com data a definir, para entrega de um abaixo-assinado a exigir estacionamento nas zonas limítrofes aos aeroportos e devolução das multas.

Noticias mais lidas