Ryanair declara “irreversível” fecho das bases nas Canárias

30-08-2019 (12h45)

Foto: Ryanair
Foto: Ryanair

A Ryanair afirmou que é “irreversível” a decisão de encerrar as bases de Las Palmas, Tenerife Sul e Lanzarote, e apelou aos sindicatos para a desconvocação das greves previstas para Setembro.

A transportadora, num comunicado citado na imprensa espanhola, recordou que o atraso na entrega dos aviões B737 Max, devido a dois acidentes fatais com aeronaves deste modelo da Boeing, forçou o encerramento de algumas bases deficitárias durante o Inverno e a redução do número de aviões noutras bases, tanto em Espanha como noutros mercados.

Bases como as das Canárias “geram grandes perdas durante a temporada de Inverno” e, como quase todo o tráfego dessas rotas tem origem fora de Espanha, podem ser operadas “por outros aviões baseados noutros países da União Europeia sem os custos elevados e a ineficiência resultante de basear aviões e tripulações” no arquipélago das Canárias entre Novembro e Março.

A Ryanair, que além das bases de Las Palmas, Tenerife Sul e Lanzarote, também confirmou o encerramento da base de Girona, apela aos sindicatos dos tripulantes de cabina USO e Sitcpla e ao sindicato dos pilotos Sepla que desconvoquem as greves “sem sentido”.

As paralisações previstas para Setembro estão “condenadas ao fracasso”, diz a Ryanair, porque considera “irreversível” o encerramento das bases até estarem resolvidos os atrasos na entrega dos aviões 737 Max.

A low cost acrescenta que “convocar estas greves a apenas oito semanas do Brexit é um acto de irresponsabilidade dos sindicatos”.

Os tripulantes de cabina da companhia convocaram uma greve para os dias 1, 2, 6, 8, 13, 15, 20, 22, 27 e 29 de Setembro, enquanto os pilotos apresentaram um pré-aviso de greve para os dias 19, 20, 22, 27 e 29 de Setembro.

Ver também:

Ryanair inicia processo para despedir 512 funcionários em Espanha

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Ryanair

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aeroportos espanhóis têm no fim de Agosto mais quase nove milhões de passageiros

12-09-2019 (15h02)

Os aeroportos espanhóis estão no fim de Agosto com mais quase nove milhões de passageiros que nos primeiros oito meses de 2018, sobressaindo Madrid, com mais 2,6 milhões, Barcelona, com mais 1,7 milhões, e Palma de Maiorca, Málaga e Alicante, cada aumentos acima dos 700 mil passageiros.

Royal Air Maroc já abriu reservas para voos Casablanca - Pequim Daxing

12-09-2019 (14h31)

A companhia de aviação marroquina Royal Air Maroc (RAM), que voa para os aeroportos portugueses de Lisboa e do Porto, já abriu as reservas para os voos entre o seu hub de Casablanca e o novo aeroporto da capital chinesa, Pequim Daxing, que tem programado começar a 16 de Janeiro próximo.

América Latina destaca-se como ‘motor’ de crescimento do IAG

11-09-2019 (18h57)

O IAG, segundo maior grupo europeus de aviação, deveu quase 50% do seu crescimento de tráfego este Agosto às ligações com países da América Latina, com aumentos em 25,5% do número de passageiros embarcados e em 21,3% do tráfego medido em RPK (passageiros x quilómetros voados).

Justiça brasileira rejeita pedido de falência da Avianca Brasil

11-09-2019 (13h47)

O Tribunal de Justiça de São Paulo rejeitou o pedido de falência da companhia de aviação Avianca Brasil, do grupo dos irmãos Efromovich, e manteve o plano de recuperação judicial a decorrer desde Dezembro.

TAP confirma reanimação da procura de voos no Brasil

10-09-2019 (16h41)

A TAP assinalou a reanimação do mercado brasileiro, o seu maior em receita pelo menos em 2018, ao anunciar que "recuperação do mercado brasileiro influencia crescimento consecutivo do número de passageiros transportados nas rotas de e para o Brasil em Agosto".

Noticias mais lidas