Ryanair alerta passageiros para limites de transporte de bagagens de mão

12-07-2017 (17h28)

Foto: Ryanair
Foto: Ryanair

A Ryanair anunciou hoje que tem verificado que “alguns clientes trazem bagagem maior que a permitida”, gerando atrasos, uma situação que, a manter-se, poderá forçar uma revisão das suas políticas de transporte de bagagens, alerta a low cost.

“Apercebemo-nos que alguns clientes trazem bagagem maior que a permitida para a cabine, podendo gerar certos atrasos”, afirma Kenny Jacobs, director de Marketing da Ryanair, citado em comunicado.

No caso de continuarem a verificar-se situações em que os passageiros transportam bagagem maior que a permitida, a Ryanair poderá fazer uma “revisão da nossa política”, acrescenta Kenny Jacobs.

Em pleno início da época alta de Verão “com muitos voos cheios”, o executivo da Ryanair solicita aos passageiros “que, na medida do possível, viajem com menos bagagem de mão”, uma vez que “os nossos aviões apenas podem transportar 90 peças de bagagem de cabina de dimensão normal”.

A política de bagagem de mão será aplicada “rigorosamente” para “evitar atrasos e assegurar uma experiência de voo agradável para todos os nossos clientes”, enfatiza Kenny Jacobs.

E acrescenta: “recomendamos aos passageiros que queiram viajar com bagagem de maiores dimensões que reservem a opção de despachar a sua mala”.

As dimensões máximas permitidas para bagagem de mão são “um volume normal de cabina (55cm x 40cm x 20cm em dimensão e 10 kg de peso)” e “um volume pequeno (carteira, mala de computador, saco de compras do aeroporto, etc.)”, especifica o comunicado da companhia aérea.

Os dois volumes de bagagem de mão “devem caber nos dispositivos para medição de malas disponíveis na porta de embarque, sendo que qualquer bagagem com dimensão superior à indicada será recusada ou, sendo possivel, despachada com um custo de 50€”.

Após o embarque de 90 peças de bagagem “normais”, a restante bagagem “pode ser despachada para o porão sem custo adicional”.

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Ryanair

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Governo está em negociações com a Ryanair para aumentar voos com Alemanha

16-01-2019 (17h45)

O ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, disse hoje que o Governo está em negociações com a Ryanair para aumentar ligações aéreas com a Alemanha, origem/destino que para este Inverno tem programados 177 voos regulares por semana de/para Lisboa, operados pelas transportadoras TAP, easyJet, Eurowings, Lufthansa e Ryanair.

Newtour adopta conexões NDC para aceder aos voos do Grupo Lufthansa

16-01-2019 (13h40)

A Newtour, que integra o operador turístico Soltrópico e as agências de viagens Bestravel, assinou um acordo para poder reservar voos das companhias do Grupo Lufthansa através de conexões NDC.

Iberia lança novo website corporativo

16-01-2019 (12h34)

A companhia de aviação espanhola Iberia lançou um novo website corporativo, que diz ter um design mais moderno e intuitivo, fornecendo informações completas sobre a empresa.

Presidente da TAP sinaliza que resultados de 2018 interrompem trajectória “positiva e crescente”

15-01-2019 (18h01)

O ano de 2018 será um “intervalo de curtíssimo prazo” na trajectória dos resultados da TAP, que a médio e longo prazo é “positiva e crescente”, afirmou hoje o presidente do Conselho de Administração do Grupo TAP, Miguel Frasquilho.

TAP prevê ter “em breve” voos em code-share Lisboa – Pequim, via Xi’an, diz Miguel Frasquilho

15-01-2019 (17h17)

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, disse hoje que a companhia prevê ter “em breve”, previsivelmente “em Fevereiro ou Março”, um acordo de code-share com a Beijing Capital Airlines para vender os seus voos entre Lisboa e Pequim, via Xi’An.