Ryanair alerta passageiros para limites de transporte de bagagens de mão

12-07-2017 (17h28)

Foto: Ryanair
Foto: Ryanair

A Ryanair anunciou hoje que tem verificado que “alguns clientes trazem bagagem maior que a permitida”, gerando atrasos, uma situação que, a manter-se, poderá forçar uma revisão das suas políticas de transporte de bagagens, alerta a low cost.

“Apercebemo-nos que alguns clientes trazem bagagem maior que a permitida para a cabine, podendo gerar certos atrasos”, afirma Kenny Jacobs, director de Marketing da Ryanair, citado em comunicado.

No caso de continuarem a verificar-se situações em que os passageiros transportam bagagem maior que a permitida, a Ryanair poderá fazer uma “revisão da nossa política”, acrescenta Kenny Jacobs.

Em pleno início da época alta de Verão “com muitos voos cheios”, o executivo da Ryanair solicita aos passageiros “que, na medida do possível, viajem com menos bagagem de mão”, uma vez que “os nossos aviões apenas podem transportar 90 peças de bagagem de cabina de dimensão normal”.

A política de bagagem de mão será aplicada “rigorosamente” para “evitar atrasos e assegurar uma experiência de voo agradável para todos os nossos clientes”, enfatiza Kenny Jacobs.

E acrescenta: “recomendamos aos passageiros que queiram viajar com bagagem de maiores dimensões que reservem a opção de despachar a sua mala”.

As dimensões máximas permitidas para bagagem de mão são “um volume normal de cabina (55cm x 40cm x 20cm em dimensão e 10 kg de peso)” e “um volume pequeno (carteira, mala de computador, saco de compras do aeroporto, etc.)”, especifica o comunicado da companhia aérea.

Os dois volumes de bagagem de mão “devem caber nos dispositivos para medição de malas disponíveis na porta de embarque, sendo que qualquer bagagem com dimensão superior à indicada será recusada ou, sendo possivel, despachada com um custo de 50€”.

Após o embarque de 90 peças de bagagem “normais”, a restante bagagem “pode ser despachada para o porão sem custo adicional”.

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Ryanair

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Pilotos da KLM ameaçam com greve por reivindicações salariais

14-08-2018 (18h28)

Os pilotos da companhia de aviação holandesa KLM, que faz parte do mesmo grupo que a francesa Air France e a low cost Transavia, ameaçaram hoje fazer greve caso não tenham resposta até sexta-feira para as suas reivindicações salariais, segundo o jornal holandês “De Telegraaf”.

Governo dos Açores considera “prematuro” falar da proposta de compra da Azores Airlines

14-08-2018 (18h21)

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores afirmou ontem ser “absolutamente prematuro” pronunciar-se sobre o processo de alienação de 49% do capital da Azores Airlines, uma vez que a proposta apresentada se encontra em análise.

SATA tem nova Administração a partir de segunda-feira

10-08-2018 (16h10)

A nova Administração da companhia de aviação açoriana SATA, presidida por António Luís Gusmão Teixeira, toma posse na segunda-feira, informou hoje o Governo Regional dos Açores.

Ryanair prevê transportar 400 mil passageiros hoje apesar da greve de pilotos na Europa

10-08-2018 (12h07)

A low cost Ryanair, segunda maior companhia de aviação em Portugal, garantiu que vai transportar hoje mais de 400 mil passageiros em mais de dois mil voos, apesar de enfrentar uma greve dos pilotos na Irlanda, Suécia, Alemanha e Bélgica.