Royal Air Maroc vai juntar-se à aliança oneworld

06-12-2018 (10h27)

Foto: Royal Air Maroc
Foto: Royal Air Maroc

A Royal Air Maroc vai ser a primeira companhia de aviação africana a juntar-se à aliança oneworld, de que fazem parte as transportadoras British Airways, Iberia, LATAM, Finnair e Qatar Airways, entre outras.

A oneworld anunciou em comunicado que companhia aérea marroquina deverá integrar a aliança em meados de 2020, altura em que a sua subsidiária regional, a Royal Air Maroc Express, irá integrar a aliança como membro afiliado.

A Royal Air Maroc será a primeira companhia do continente africano a integrar a liança como membro eleito, uma vez que a transportadora sul-africana Comair, como franquia da British Airways, é membro afiliado da oneworld desde a sua fundação, em Fevereiro de 1999.

Como parte da aliança, os clientes do programa de fidelização Safar Flyer, da Royal Air Maroc, que são mais de um milhão, poderão juntar e usar pontos em todas as transportadoras membro da oneworld.

Rob Gurney, CEO da oneworld, citado em comunicado, destacou que quando a aliança lançou a “nova plataforma de associação, a oneworld connect, em Junho, dissemos que no futuro a oneworld visaria como membros de grande porte grandes companhias aéreas que têm uma presença significativa no principal mercado alvo da aliança, fornecendo conexões entre os principais centros de negócios do mundo”.

“A Royal Air Maroc está a transformar-se numa companhia aérea verdadeiramente global, com a sua base Casablanca a tornar-se o maior portal de aviação de África e consolidando o seu lugar como o principal centro financeiro da África”, acrescentou.

O CEO da Royal Air Maroc, Abdelhamid Addou, por sua vez, frisou que “a Royal Air Maroc está entusiasmada e honrada por ter sido convidada para ser as asas da oneworld em África”, estimando “concluir o voo a bordo de forma rápida e sem problemas, para que possamos oferecer os serviços e benefícios da melhor aliança de companhias aéreas do mundo aos nossos clientes e em toda a nossa rede o mais rápido possível”.

“Vamos voar ao lado da melhor colecção de transportadoras aéreas nos céus, ao mesmo tempo em que será mais fácil para pessoas de todo o mundo alcançarem nossa parte histórica e bonita do mundo. Isso representa, sem dúvida, um dos marcos mais significativos da história de 60 anos da nossa companhia aérea e da nossa jornada para estabelecer a Royal Air Maroc como a principal companhia aérea da África”, acrescentou.

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Royal Air Maroc

Clique para ver mais: oneworld

Clique para ver mais: África

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Ryanair lança-se na venda de bilhetes para eventos desportivos

14-12-2018 (17h12)

A Ryanair anunciou que começou a comercializar bilhetes para eventos desportivos, designadamente para jogos de futebol das primeiras divisões espanhola e francesa.

Brasil autoriza estrangeiros a ter 100% do capital das companhias aéreas do país

14-12-2018 (16h59)

O Presidente do Brasil, Michel Temer, assinou uma medida provisória que abre espaço para que estrangeiros assumam 100% do controlo do capital das companhias aéreas do país.

Operador dinamarquês vai ter charters para Portugal com a Jet Time, após falência da Primera Air

14-12-2018 (15h49)

O operador turístico dinamarquês Bravo Tours contratou a companhia aérea Jet Time para fazer as suas operações charter no próximo Verão, incluindo voos para Portugal, que estavam previstas ser realizadas pela Primera Air, que declarou falência em Outubro.

TAP prevê poupar 30 milhões de euros na factura de combustível em 2019

14-12-2018 (12h56)

A TAP prevê conseguir em 2019 uma poupança de 30 milhões de euros nos custos de combustível, graças à renovação da frota com aviões mais eficientes, de acordo com o Chief Financial Officer (CFO) da companhia, Raffael Quintas.

Manutenção e engenharia da TAP no Brasil prevê lucro de 3 milhões de euros em 2019 – Antonoaldo Neves

14-12-2018 (12h35)

O negócio da manutenção e engenharia da TAP no Brasil, a ex-VEM (Varig Engenharia e Manutenção), atingiu o equilíbrio operacional em 2018 e deverá alcançar em 2019 um lucro operacional de três milhões de euros, disse Antonoaldo Neves, CEO da TAP.

Ultimas Noticias