Rotas internacionais geram 91% do crescimento da Azul em Maio

11-06-2018 (15h30)

Foto: ANA Aeroportos
Foto: ANA Aeroportos

A companhia de aviação brasileira Azul, que, como a TAP, tem David Neeleman como accionista de referência, cresceu 14% em Maio, ‘puxada’ por um aumento em 71,4% em rotas internacionais, uma das quais Lisboa, até ao presente a sua única rota europeia.

Os dados publicados pela Azul mostram que as rotas internacionais geraram, assim, 91,6% do aumento de tráfego (em RPK, do inglês para passageiros x quilómetros voados) do mês de Maio, sensivelmente em linha com o aumento de capacidade (em ASK, do inglês para lugares x quilómetros voados).

A Azul, que se apresenta como “a maior companhia aérea do Brasil em número de destinos”, concentrou em rotas internacionais 84,2% do seu aumento de capacidade, fazendo um aumento em 71,5%.

A companhia teve assim apenas uma ligeira queda de 0,1 pontos da taxa de ocupação dos seus voos internacionais, para 89,5%.

Igualmente em queda esteve a ocupação dos seus voos domésticos, que baixou de 78% para 77,1%, já que o crescimento do tráfego ficou em 1,5% face a um aumento de capacidade em 2,6%.

No conjunto dos primeiros cinco meses do ano, no entanto, a Azul regista uma melhoria da taxa média de ocupação dos voos domésticos de 0,6 pontos, para 79,8%, por crescimento do tráfego em 2,5% face a um aumento da capacidade em 1,7%.

Os voos domésticos concentraram 75,3% da capacidade total da companhia nos primeiros cinco meses deste ano, mas no período homólogo de 2017 concentravam 84,1%.

Essa redução de 8,7 pontos reflecte a crescente aposta da companhia nos voos internacionais, traduzida na concentração em 89,4% do seu aumento de capacidade nestas linhas, por um aumento homólogo em 75,9%.

 

Clique para mais notícias: Azul

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Sindicatos de pilotos da Ryanair pedem mudança da gestão da companhia

19-09-2018 (18h19)

Os pilotos da Ryanair perderam “toda a confiança na actual liderança e gestão” da companhia, afirma uma declaração dos seus sindicatos, na qual apelam para os accionistas substituírem a liderança da empresa na assembleia geral anual que se vai realizar na quinta-feira, porque consideram que o actual modelo de emprego e gestão fracassou.

Comissárias europeias questionam Ryanair sobre diferendo com tripulantes de cabina

19-09-2018 (16h54)

“O nosso mercado interno é organizado, não é uma selva”, realçou hoje a comissária europeia responsável pelo Emprego, Assuntos Sociais e Mobilidade Laboral, Marianne Thyssen, ao comentar a posição da Ryanair no diferendo com as tripulações de cabina, depois de realçar que “implementar uma lei em vigor não é matéria negocial”, há simplesmente que cumprir a lei.

Governo da Madeira vai adiantar subsídio à compra de voos de/para o continente por estudantes da região

19-09-2018 (16h24)

O Governo Regional da Madeira anunciou hoje que os estudantes universitários da região poderão comprar de facto voos de/para o continente pelos 65 euros previstos no subsídio de mobilidade, porque pagará o remanescente até um tecto de 400 euros.

easyJet atinge novo recorde de passageiros transportados num dia

19-09-2018 (08h58)

A low cost easyJet, terceira maior companhia de aviação em Portugal, anunciou que atingiu um novo recorde de passageiros transportados num só dia, com 330 mil em 1.941 voos a 14 de Setembro.

Travagem de Lisboa ‘arrasta’ aeroportos portugueses para crescimento ‘insípido’

18-09-2018 (17h30)

O crescimento de passageiros nos aeroportos portugueses, que era sistematicamente dos mais fortes na Europa, foi inferior em Julho à média europeia, de acordo com os dados publicados pelo Airports Council International (ACI) Europa, que mostram uma forte correlação com o abrandamento do Aeroporto de Lisboa.