Reservas de voos das agências de viagens através dos GDS baixaram 1,7% no 2º trimestre, Amadeus

31-07-2019 (16h07)

Foto: Amadeus
Foto: Amadeus

O Amadeus, maior empresa mundial de processamento de reservas de agências de viagens, indicou hoje que os sistemas globais de reservas (GDS) tiveram uma quebra das reservas de voos de agências de viagens no primeiro semestre, ainda que a aviação tenha registado, pelo menos até Maio, crescimento do tráfego de passageiros.

A informação do Amadeus indica que no segundo trimestre houve uma quebra em 1,7% das reservas de voos por agências de viagens nos três GDS ‘independentes’, com a qual o balanço do semestre também ficou ‘no vermelho’, com uma queda em 0,7%.

O balanço da tecnológica permite calcular que as reservas de voos de agências de viagens processadas pelo seu GDS, Sabre e Travelport foram aproximadamente menos 5,8 milhões que no segundo trimestre de 2018, superando o aumento de cerca de 2,6 milhões no primeiro.

O Amadeus, cujos dados apontam para um total de 328,5 milhões de reservas de voos de agências de viagens nesses três GDS no primeiro semestre, assinala que estes dados não incluem as reservas directas nos canais próprios das companhias de aviação e reservas em GDS únicos de alguns países, designadamente China, Japão, Rússia e Turquia, bem como outros agregadores de conteúdos e aplicações de conexões directas entre agências, companhias de aviação e meta-buscadores, “que representam uma importante parte da indústria”.

A explicação do Amadeus para a quebra no segundo trimestre é ter havido menos dias de trabalho que no período homólogo de 2018, por este ano ter sido o trimestre da Páscoa, que no ano passado se repartiu entre o primeiro e o segundo, acrescido dos impactos do cancelamento, em finais de 2018, do contrato com uma companhia indiana e a cessão das operações de outra companhia indiana, já em Abril deste ano.

Porém, os dados da IATA, que ainda só divulgou informação relativa aos primeiros cinco meses do ano, mostram que, embora com algum abrandamento, a aviação manteve crescimento do tráfego de passageiros medido em RPK (passageiros x quilómetros voados), com um aumento que em Maio foi de 4,5%.

O Amadeus, por outro lado, não faz referência ao eventual impacto das transformações que estão a ocorrer na área da distribuição de produto aéreo, nomeadamente com a aposta da IATA no NDC e no chamado NewGen ISS, bem como, a isso associado, o ataque das companhias às reservas em GDS, aplicando fees que as oneram.

 

Clique para ler:

IATA programa introdução em Portugal o seu novo modelo de BSP em Maio

IATA implementa NewGen ISS em Portugal no dia 1 de Maio

 

Clique para mais notícias: Agências de viagens

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Amadeus

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Expansão da TAP “espera ansiosamente" pelo aeroporto no Montijo – Miguel Frasquilho

18-10-2019 (13h40)

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, afirmou em Macau que a expansão da TAP depende da construção do novo aeroporto no Montijo, que a companhia aérea portuguesa “espera ansiosamente" para poder expandir na Portela, em Lisboa.

Presidente da TAP descarta voos directos para a China “num futuro imediato”

18-10-2019 (13h38)

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, descartou a hipótese de a companhia fazer voos directos de Portugal para a China "num futuro imediato", apesar do crescimento de turistas daquele país asiático.

TAP anuncia mais 20% de capacidade para Luanda no próximo ano

17-10-2019 (14h53)

A TAP vai reforçar a sua capacidade para Luanda em mais 20% a partir do próximo ano, anunciou na capital angolana o seu Chief Marketing and Sales Officer, Abílio Martins, que realçou que para a companhia Angola “é um mercado estratégico”.

EgyptAir abre terceira rota para a China

17-10-2019 (13h47)

A companhia de aviação egípcia EgyptAir, parceira da TAP na Star Alliance, anunciou para finais do próximo mês a abertura da sua terceira rota para a China, do seu hub no Cairo para Hangzhou.

Swiss retoma hoje operação normal em A220

17-10-2019 (13h39)

A Swiss, companhia de aviação suíça do grupo Lufthansa, anunciou que hoje retoma o calendário normal de voos em Airbus A220, que decidiu interromper depois de na terça-feira ter tido que desviar para Paris um voo Londres Heathrow - Genebra porque um dos motores parou.

Noticias mais lidas