Qatar Airways eleita melhor companhia de aviação do mundo nos prémios Skytrax

18-06-2019 (15h27)

A Qatar Airways, que na próxima semana começa a voar para Lisboa, foi eleita, pela quinta vez, “companhia de aviação do ano” dos prémios Skytrax, nos quais a TAP ficou no 76º lugar, quatro abaixo da votação de 2018, em que fora 72ª.

Os prémios anunciados hoje, segundo a organização, resultaram de 21,65 milhões de “entradas” de clientes de mais de uma centena de nacionalidades, todas elas verificadas para identificar autores, eliminar duplicações, bem como as consideradas “suspeitas ou inelegíveis”.

A classificação publicada pela Skytrax coloca a TAP a seguir à China Eastern Airlines (75ª) e antes da TUI Airways (77ª).

Os 2019 World Airline Awards foram anunciados no salão aeronáutico de Paris, a decorrer em Bourget e além da Qatar, que subiu de nº 2 em 2018 para nº 1 em 2019, integram o Top10 a Singapore Airlines, que baixou de líder a nº 2, a ANA All Nippon Airways, que manteve o 3º lugar, a Cathay Pacific, que subiu de 6ª, a Emirates, que baixou de 4ª, a EVA Air, que baixou de 5ª, a Hainan Airlines, que subiu de 8ª, a Qantas Airways, que subiu de 11ª, a Lufthansa, que baixou de 7ª, e a Thai Airways, que se manteve 10ª.

O ranking das 100 melhores mostra a Swiss em 13ª (12ª em 2018), a KLM em 18ª (19ª em 2018), British Airways em 19ª (31ª em 2018), Air France em 23ª (25ª em 2018), a Iberia em 26ª (41ª em 2018), a Turkish em 27ª (18ª em 2018), a Air Canadá em 31ª (30ª em 2018) e a Finnair em 32ª (27ª em 2018).

Os prémios são descritos como reconhecimento pelos clientes e além das “World’s Top 10 Airlines of 2019” foram ainda nomeadas as “World’s Best Cabin Staff 2019”, com a Singapore Airlines à cabeça, as “World’s Best Low-Cost Airlines 2019”, a primeira das quais a Air Asia, seguida pela easyJet e a Norwegian, e as “The World’s Cleanest Airlines”, com a EVA Air a liderar.

A cerimónia compreendeu ainda a ‘coroação’ da Air Transat como “World’s Best Leisure Airline”, a ANA All Nippon Airways como “World’s Best Airport Services”, a Norwegian como “World’s Best Low-Cost Long Haul Airline”, a Star Alliance como “World’s Best Airline Alliance”, a Philippine Airlines como “World’s Most Improved Airline”, e a Bangkok Airways como “World’s Best Regional Airline”.

A Iberia anunciou entretanto que foi declarada na mesma cerimónia a melhor companhia de aviação do Sul da Europa e que a receber o prémio estivera, o seu presidente, Luis Gallego, e a directora de Clientes e Loyalty, Maria Jesús López Solás.

 

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aeroporto de Lisboa subiu em Maio ao Top5 de crescimento dos grandes aeroportos europeus

17-07-2019 (17h07)

A associação dos aeroportos europeus, que diz representar mais de 500 aeroportos em 45 países do continente, apontou o Aeroporto de Lisboa como o 4º grande aeroporto europeu com crescimento mais forte do número de passageiros em Maio.

Azores Airlines ainda tem 300 passageiros "por reacomodar" após avaria em dois aviões

17-07-2019 (13h20)

A Azores Airlines, do grupo SATA, anunciou hoje que “estão ainda por reacomodar cerca de 300 passageiros” devido “aos cancelamentos em cadeia” verificados desde Sábado, na sequência da avaria de duas aeronaves.

TAP e tripulantes debateram “medidas mitigadoras” para náuseas em A330neo

17-07-2019 (12h00)

A TAP e o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) debateram “medidas mitigadoras” para tentar resolver os odores e as más disposições que têm ocorrido entre tripulações e passageiros nos aviões A330neo.

Crescimento os voos Espanha - Portugal desloca-se de Lisboa para o Porto

16-07-2019 (17h59)

O Aeroporto do Porto concentrou 69% do crescimento do movimento de passageiros em voos entre Portugal e Espanha, quando há um ano, no primeiro semestre de 2018, 58,4% do crescimento estava no Aeroporto de Lisboa.

Voos entre Espanha e Portugal crescem quase 15% no 1º semestre, apesar de TAP quase estagnada

16-07-2019 (17h34)

Os aeroportos espanhóis tiveram 2,58 milhões de passageiros de voos de/para Portugal no primeiro semestre, o que representa um aumento em 14,8% ou 332,7 mil, para o qual a TAP, que já teve a liderança clara deste mercado, teve um contributo de apenas 2,5%, porque praticamente estagnou.

Noticias mais lidas