Número de mortos de acidente de aviação em Havana sobe para 111

22-05-2018 (12h39)

Uma das três sobreviventes do acidente de avião em Havana, na última sexta-feira, morreu ontem, na sequência dos ferimentos sofridos, elevando assim o total de vítimas mortais para 111.

Grettel Landrove, uma jovem de 23 anos que residia em Havana, morreu no Hospital Calixto García, na capital, onde estava internada desde o dia do acidente, com um prognóstico muito crítico.

O avião, um Boeing 737 alugado pela Cubana de Aviación à companhia mexicana Global Air, despenhou-se poucos minutos depois de ter levantado voo, com 113 pessoas a bordo.

As causas do acidente ainda não são conhecidas.

Outras duas sobreviventes, de nacionalidade cubana, continuam no Hospital Calixto García e o seu estado de saúde é crítico.

As autoridades mexicanas suspenderam temporariamente as actividades da Global Air, a companhia aérea proprietária do Boeing 737, anunciou a Direcção-Geral da Aeronáutica Civil do México.

“A empresa está a ser notificada da suspensão temporária de actividade, enquanto decorre a investigação”, referiu, em comunicado.

O documento acrescenta que a Global Air, registada com o nome Damojh Airlines, já tinha sido suspensa temporariamente em 2010, na sequência de uma aterragem de emergência, bem como em 2013, após uma queixa de um trabalhador.

O avião caiu na sexta-feira, às 12h08 (16h08 em Lisboa), numa zona de cultivo situada a cerca de um quilómetro do terminal um do aeroporto internacional José Martí, em Havana.

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Cuba

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Governo ‘queixa-se’ das “muitas vantagens” da ANA nas negociações sobre o Montijo

16-11-2018 (18h15)

O secretário de Estado das Infra-estruturas, Guilherme d'Oliveira Martins, lamentou-se hoje das "muitas vantagens" atribuídas pelo anterior Governo à ANA e que classificou como "instrumentos fortes" que têm atrasado as negociações sobre o aeroporto complementar do Montijo.

Algarve precisa de voos de longo curso para compensar quebra do Reino Unido – Chitra Stern, Martinhal Hotels

16-11-2018 (18h01)

Chitra Stern, proprietária e fundadora da Martinhal Hotels & Resorts, defendeu hoje no Congresso da AHP a diversificação de mercados de origem para compensar a quebra do mercado britânico no Algarve, designadamente através da criação de rotas de longo curso de/para Faro.

Lisboa teve até Setembro o 7º maior aumento de passageiros dos aeroportos europeus

16-11-2018 (17h26)

O Aeroporto de Lisboa, sobre o qual praticamente só se comenta que está esgotado, ao ponto de alguns dirigentes do turismo argumentarem ser essa a causa da queda de dormidas na hotelaria da capital, alcançou, no entanto, o 7º maior aumento de passageiros entre os 237 maiores aeroportos da Europa, nos primeiros nove meses deste ano, de acordo com os dados publicados pelo Airports Council International (ACI).

Lisboa voltou a alcançar o Top5 de crescimento dos maiores aeroportos europeus em Setembro, ACI

16-11-2018 (14h36)

O Aeroporto Humberto Delgado, alegadamente ‘esgotado', teve, ainda assim, o 4º mais forte crescimento de passageiros dos grandes aeroportos europeus no mês de Setembro, indica o ranking publicado pelo Airports Council Internacional (ACI).

CTP duvida que aeroporto do Montijo esteja pronto em 2023 – Francisco Calheiros

16-11-2018 (10h19)

"Há muito que a CTP diz que tem dúvidas da abertura do Montijo em 2022", mas "neste momento temos dúvidas para 2023", disse hoje o presidente da Confederação do Turismo de Portugal (CTP), Francisco Calheiros.