NAV e ANA estudam localização de nova torre de controlo no Aeroporto de Lisboa

14-03-2018 (17h18)

A localização de uma nova torre de controlo no Aeroporto de Lisboa está a ser estudada pela NAV e pela ANA, afirmou hoje o presidente da NAV, Jorge Ponce de Leão, indicando tratar-se de um investimento “absolutamente necessário”.

“Vamos ter uma nova torre [de controlo] em Lisboa. Não é algo emergente, mas é algo absolutamente necessário, até para não condicionar uma implementação fácil do sistema [de controlo do espaço aéreo] logo que esteja disponível”, garantiu Jorge Ponce de Leão, depois da assinatura de um protocolo para a entrada da NAV no consórcio Coopans, que inclui a compra de um novo sistema de controlo.

“No preciso momento em que estiver disponível para implementação o sistema ‘in shadow’ [uso do actual e do novo sistema de controlo de tráfego aéreo em simultâneo] devemos ter a nova torre a funcionar, estamos a tratar com a ANA exactamente a sua localização”, explicou.

A torre que existe actualmente é “bastante exígua” e não é possível “duplicar as posições” quando estiverem em funcionamento os dois sistemas, afirmou Ponce de Leão.

Quanto a datas para o funcionamento da nova torre de controlo no Aeroporto de Lisboa, o dirigente avançou que “no limite para o Montijo [base aérea militar que se converterá em aeroporto complementar de Lisboa] tudo tem que estar operacional”, sublinhando porém que o novo sistema estará a funcionar “bastante mais cedo”.

Ponce Leão afirmou que a NAV irá trabalhar com os dois sistemas “simultaneamente durante um período bastante longo”.

A estimativa do valor da aquisição do novo sistema apontava para um valor na “ordem dos 40 milhões de euros”, mas “ficará abaixo disso”, acrescentou o presidente da NAV, indicando que “não ficará muito abaixo, porque também não há milagres”.

A aquisição inclui “sistemas de software, de hardware e a substituição dos sistemas de operação de torre”, pelo que a NAV não terá apenas o “sistema de controlo de tráfego aéreo em rota, mas também de aproximação e a gestão do tráfego pelas torres dos aeroportos”.

Presente na cerimónia de assinatura de adesão, o ministro do Planeamento e das Infraestuturas, Pedro Marques, salientou a “importância de andar depressa” e a “urgência” de implementação de soluções para aumentar a capacidade do espaço aéreo de Lisboa para 70 a 72 movimentos hora.

“Se não formos suficientemente ágeis” em termos de capacidade de infraestuturas, o país corre o risco de ver passageiros migrarem para outros destinos, acrescentou.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Ver também:

NAV oficializa evolução para novo sistema de gestão do espaço aéreo

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Singapore Airlines integra soluções do Amadeus Altéa NDC e Anytime Merchandising

17-12-2018 (18h24)

A Singapore Airlines assinou um acordo para integrar as soluções Amadeus Altéa NDC e Amadeus Anytime Merchandising (AAM), para “acelerar a transformação digital e melhorar as suas capacidades de retalho”.

Turkish Airlines vai ter 20 voos/semana para Hurghada e Sharm el Sheik

17-12-2018 (17h54)

A companhia de aviação turca Turkish Airlines, que é uma das mais utilizadas pelos operadores turísticos portugueses para ligações com destinos do Médio e Extremo Oriente para os quais não há voos directos de Portugal, tem programado atingir 20 voos por semana do seu hub de Istambul para os destinos turísticos egípcios de Hurghada e Sharm El Sheik.

Embraer e Boeing aprovam acordo para criar nova empresa que absorve a brasileira

17-12-2018 (16h33)

As fabricantes de aeronaves brasileira Embraer e norte-americana Boeing anunciaram hoje que aprovaram os termos da parceria para criar uma nova empresa de aviação comercial, cuja execução depende de aprovação do Governo brasileiro.

Ryanair lança-se na venda de bilhetes para eventos desportivos

14-12-2018 (17h12)

A Ryanair anunciou que começou a comercializar bilhetes para eventos desportivos, designadamente para jogos de futebol das primeiras divisões espanhola e francesa.

Brasil autoriza estrangeiros a ter 100% do capital das companhias aéreas do país

14-12-2018 (16h59)

O Presidente do Brasil, Michel Temer, assinou uma medida provisória que abre espaço para que estrangeiros assumam 100% do controlo do capital das companhias aéreas do país.