London City Airport encerra até ao fim de Abril

25-03-2020 (18h02)

Foto: Jordan Sanchez / Unsplash
Foto: Jordan Sanchez / Unsplash

O London City Airport, aeroporto no Leste de Londres para onde a TAP chegou a operar durante alguns meses, anunciou hoje que vai encerrar até ao final de Abril devido à crise provocada pela pandemia covid-19.

Todos os voos comerciais e privados vão ser cancelados a partir desta tarde, informou a Administração, invocando uma situação sem precedentes” e a necessidade de proteger a segurança e o bem-estar dos funcionários e passageiros.

Todos os trabalhadores vão manter os seus empregos enquanto a paralisação decorrer e regressarão às funções o mais rápido possível”, de acordo com a evolução da situação.

O London City Airport é um dos seis aeroportos na região de Londres, juntamente com Gatwick, Heathrow, Luton, Stansted e Southend.

A decisão é o resultado do regime de confinamento decretado pelo Governo britânico, que determinou que os britânicos só devem sair de casa para comprar bens essenciais, como comida e medicamentos, fazer exercício, ou ajudar pessoas vulneráveis.

O ministro das Finanças, Rish Sunak, em carta citada hoje pelo jornal The Guardian, disse que não vai injectar dinheiro nas transportadoras privadas “até que as outras opções estejam esgotadas”, nomeadamente o aumento de capital pelos acionistas.

A companhia Virgin Atlantic, segundo o Guardian, terá pedido ao primeiro-ministro, Boris Johnson, um plano de auxílio no valor de 7,5 mil milhões de libras (8,2 mil milhões de euros) para o setor britânico.

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) estimou que a crise deve custar ao setor mundial de transporte aéreo 252 mil milhões de dólares de receitas este ano (232 mil milhões de euros) a nível global (clique para ler: IATA reviu para mais do dobro a perda de receitas da aviação devido à pandemia de covid-19).

 

Clique para mais notícias: Aeroporto London City

Clique para mais notícias: Coronavírus

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

United Airlines oferece período de dois anos para alterarção de reservas

08-04-2020 (12h12)

A United Airlines está a oferecer aos seus clientes com viagens marcadas até final de 2020 a possibilidade de alterarem a sua reserva para datas num período alargado de dois anos.

IATA diz não ser possível a aviação voltar ao que era pré-pandemia de covid-19

07-04-2020 (18h21)

“Não esperamos recomeçar a mesma indústria que fechámos há algumas semanas. As companhias de aviação continuarão a ligar o mundo. E vamos fazê-lo utilizando uma variedade de modelos de negócio. Mas os processos precisarão de ser adaptados”, defende o director-geral da IATA, Alexandre de Juniac, em declarações para a imprensa.

Serão precisos anos para o transporte aéreo voltar aos níveis pré-crise da covid-19, Grupo Lufthansa

07-04-2020 (17h32)

O grupo Lufthansa, maior grupo europeu da aviação comercial, desenganou hoje quem ainda sonhe com um rápido retorno à era pré-covid-19, dizendo que vão ser precisos “meses” para as restrições à aviação serem completamente levantadas e que levará “anos” para o tráfego atingir os níveis que tinha.

Jet2.com prevê retomar operações em Junho

07-04-2020 (16h41)

A Jet2.com, que era nos tempos pré-covid uma das companhias de aviação que mais passageiros transportava para o Aeroporto de Faro, anunciou que prevê retomar os voos a 17 de Junho, advertindo que, no entanto, é uma decisão que estará “sob constante revisão” para que sejam cumpridas as orientações dos governos e das autoridades relevantes.

Azul ainda termina 1º trimestre a crescer, apesar do impacto da pandemia de covid-19

07-04-2020 (16h21)

A Azul, companhia brasileira que é accionista indirecta da TAP, indicou hoje que terminou o primeiro trimestre com um crescimento do tráfego em 10,8%, embora tendo registado uma quebra de 24,6% no mês de Março, em que se agravou a disseminação pelo mundo das infecções pelo novo coronavírus.

Noticias mais lidas