Lisboa repete em Fevereiro 3º aumento mais forte de passageiros entre os grande aeroportos europeus

16-04-2018 (15h58)

Lisboa voltou a cotar-se em Fevereiro como o 3º grande aeroporto que cresce mais fortemente, segundo os Tops de crescimento do Airports Council International (ACI) Europe, que indica representar 500 aeroportos em 45 países europeus que anualmente somam 1,9 mil milhões de passageiros e 22,8 milhões de aterragens e descolagens.

O ACI Europe passou em Janeiro a incluir Lisboa no seu Grupo 1, que é constituído pelos 24 aeroportos europeus que anualmente têm mais de 25 milhões de passageiros e logo no primeiro mês Lisboa teve o 3º aumento mais forte, com +15,2%, atrás apenas de Istambul Ataturk (+30,3%) e Istambul Sabiha Gokcen, com +25,3%.

E este quadro repetiu-se em Fevereiro, com Lisboa a cotar-se com o 3º aumento mais forte dos 24 aeroportos do Grupo 1, com +14,9%, atrás apenas dos dois aeroportos de Istambul, Ataturk, com +17,7%, e Sabiha Gokcen, com +15,5%.

Depois de Lisboa, estiveram os aeroportos de Amesterdão Schiphol e Moscovo Sheremetyevo, ambos com +9,6%, e Madrid, com +9,3%.

A informação do ACI indica também que, com 1,85 milhões de passageiros em Fevereiro, Lisboa teve neste mês o 17º maior aeroporto europeu, dez lugares acima de Fevereiro de 2016 e cinco acima de Fevereiro de 2017.

Os dados do ACI indicam que no Top10 dos aeroportos europeus apenas Londres Heathrow parece ter ‘lugar cativo’ no topo, com 5,39 milhões de passageiros (+2,4% que em Fevereiro de 2017).

Este Fevereiro o nº 2 foi Amesterdão, com 4,75 milhões, que tinha sido 3º em 2017 e 4º em 2016, à frente de Istambul Ataturk, com 4,749 milhões, que recupera a posição de 2016, depois de em 2017 ter caído para 4º.

Em 4º ficou Paris Charles de Gaulle, com 4,745 milhões de passageiros, que tinha sido nº2 em 2016 e 2017, e em 5º, como nos anteriores, figura Frankfurt, com 4,36 milhões.

Madrid, com 3,917 milhões de passageiros, foi 6º este Fevereiro, como já tinha sido em 2017 e 2016, seguido por Barcelona, com 3,033 milhões, que em 2016 e 2017 tinha sido 9º, mas este ano ultrapassou Londres Gatwick (2,979 milhões de passageiros) e Munique (2,957 milhões).

O Top10 encerra com Moscovo Sheremetyevo, com 2,779 milhões de passageiros.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos europeus

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Grupo TAP prepara-se para entrar em bolsa a partir de 2020

22-03-2019 (18h21)

A TAP SGPS está a trabalhar para, a partir de 2020, estar pronta a avançar com uma IPO (Oferta Pública Inicial), com uma percentagem entre 15% e 30%, anunciou hoje o presidente da Comissão Executiva do grupo.

Grupo TAP tem prejuízo de 118 milhões de euros em “ano necessário”

22-03-2019 (18h06)

O Grupo TAP passou de um lucro de 21,2 milhões de euros em 2017 para um prejuízo de 118 milhões de euros em 2018, um ano de transformação necessária para preparar o futuro, segundo descreveram hoje Miguel Frasquilho, Antonoaldo Neves e David Neeleman.

TAP quer acabar com “dependência” do Brasil através da diversificação de mercados

22-03-2019 (16h42)

A TAP está a trabalhar na diversificação de mercados para acabar com a “dependência” do Brasil, um mercado que representa quase 25% das vendas totais da companhia e que no ano passado teve uma quebra de receitas de 10%, em euros.

TAP vai investir “cada vez mais” nas vendas directas

22-03-2019 (15h13)

As vendas da TAP através dos seus canais directos, como o seu website e o contact center, representaram 41% das vendas da companhia aérea em 2018, e o objectivo é chegar a 50%, disse hoje Raffael Quintas, Chief Financial Officer (CFO) da companhia.

Companhia aérea indonésia cancela encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX

22-03-2019 (14h30)

A companhia aérea indonésia Garuda anunciou hoje o cancelamento de uma encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX, aparelho ligado a dois acidentes, o mais recente dos quais a 10 de Março, na Etiópia.