Islandeses obtêm nova prorrogação do prazo para terem proposta vinculativa de compra da Azores Airlines

13-06-2018 (16h33)

Foto: Airbus
Foto: Airbus

A transportadora islandesa Loftleioir-Icelandic tem agora até dia 26 para apresentar uma proposta vinculativa de compra da Azores Airlines, sendo que esta é segunda vez que pedem uma prorrogação de prazo desde que foi seleccionada.

A islandesa falhou o prazo para apresentação de uma proposta vinculativa para aquisição de 49% da Azores Airlines, tendo requerido uma prorrogação do prazo, que terminou às 00:00 de terça-feira, anunciou a SATA.

Segundo o grupo SATA, a prorrogação solicitada pela operadora de transporte aéreo islandesa foi justificada com a “necessidade de efectuar uma análise mais minuciosa à informação disponibilizada na ‘data room’ que contém informação relativa à operação de alienação”.

Em declarações à Agência Lusa, a 23 de Abril, Erlendur Svavarsson, vice-presidente da Loftleidir Icelandic, do grupo Islandair, referiu que a operadora ainda não tinha decidido se iria entrar na segunda fase do processo de alienação da transportadora aérea açoriana.

O administrador confirmou que a empresa tinha apresentado uma “declaração de interesse” e que “foi informada de que cumpriu os requisitos de pré-qualificação estabelecidos”.

“Isso significa que agora teremos acesso a mais informações sobre a empresa, para revisão e avaliação” e, “depois disso, decidiremos se a Loftleidir Icelandic entrará na segunda fase do processo”, explicou Svavarsson.

O grupo SATA anunciou em 17 de Abril que a Loftleidir Icelandic foi pré-qualificada para a segunda fase do processo de negociação da alienação de 49% do capital social da Azores Airlines.

“Na sequência da análise da manifestação de interesse apresentada pela Loftleidir Icelandic, concluiu-se que o potencial comprador em causa demonstrou cumprir integralmente ambos os requisitos de pré-qualificação”, lê-se no comunicado da SATA.

Ficou pré-qualificado o único potencial comprador que apresentou manifestação de interesse na Azores Airlines.

De acordo com o caderno de encargos da alienação de capital da operadora açoriana, o futuro accionista da Azores Airlines terá que “respeitar obrigatoriamente” a manutenção do plano de renovação da frota iniciado com o A321neo.

O candidato terá ainda de promover o “cumprimento da operação aérea regular mínima”, que contempla as ligações entre o continente e os Açores, nomeadamente as rotas liberalizadas entre Ponta Delgada e Lisboa, Ponta Delgada e Porto, Terceira e Lisboa, e Terceira e Porto.

O potencial interessado tem ainda de assegurar as ligações de obrigação de serviço público entre Lisboa e Horta, Lisboa e Pico, Lisboa e Santa Maria, Ponta Delgada e Funchal, bem como a ligação de Ponta Delgada com Frankfurt, a par das rotas a partir da Terceira e Ponta Delgada com Boston e Oakland, nos Estados Unidos, e Toronto, no Canadá.

O potencial comprador também deve manter a identidade empresarial, a autonomia da operadora, a sua denominação social e a marca Azores Airlines, entre outros elementos de identificação, a par de um contributo para a empregabilidade local.

O capital social do grupo SATA é detido por um único accionista, a Região Autónoma dos Açores.

A Azores Airlines fechou o terceiro trimestre de 2017 com um prejuízo de 20,6 milhões de euros, estando ainda por fechar as contas finais do ano.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Azores Airlines

Clique para mais notícia: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Presidente da República promulga novo modelo de gestão de slots nos aeroportos

19-11-2018 (15h56)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou hoje o diploma do Governo que altera o modelo de prestação dos serviços de atribuição das faixas horárias (slots) nos aeroportos portugueses, lamentando que tenha demorado um ano.

TAP vai voar Porto – Lisboa só com aviões A320 a partir de Janeiro

19-11-2018 (13h07)

A TAP anunciou hoje que a partir de Janeiro vai passar a operar a ponte aérea Porto – Lisboa só com aviões A320, o que permitirá aumentar a oferta de lugares em 50%, para um total de 220 mil por ano, embora com menos voos por dia.

Governo ‘queixa-se’ das “muitas vantagens” da ANA nas negociações sobre o Montijo

16-11-2018 (18h15)

O secretário de Estado das Infra-estruturas, Guilherme d'Oliveira Martins, lamentou-se hoje das "muitas vantagens" atribuídas pelo anterior Governo à ANA e que classificou como "instrumentos fortes" que têm atrasado as negociações sobre o aeroporto complementar do Montijo.

Algarve precisa de voos de longo curso para compensar quebra do Reino Unido – Chitra Stern, Martinhal Hotels

16-11-2018 (18h01)

Chitra Stern, proprietária e fundadora da Martinhal Hotels & Resorts, defendeu hoje no Congresso da AHP a diversificação de mercados de origem para compensar a quebra do mercado britânico no Algarve, designadamente através da criação de rotas de longo curso de/para Faro.

Lisboa teve até Setembro o 7º maior aumento de passageiros dos aeroportos europeus

16-11-2018 (17h26)

O Aeroporto de Lisboa, sobre o qual praticamente só se comenta que está esgotado, ao ponto de alguns dirigentes do turismo argumentarem ser essa a causa da queda de dormidas na hotelaria da capital, alcançou, no entanto, o 7º maior aumento de passageiros entre os 237 maiores aeroportos da Europa, nos primeiros nove meses deste ano, de acordo com os dados publicados pelo Airports Council International (ACI).

Ultimas Noticias