Iberia começa 2019 a crescer a dois dígitos e assegura 36,4% do crescimento do IAG

07-02-2019 (16h09)

A companhia espanhola Iberia começou o ano de 2019 com um crescimento do tráfego medido em RPK (do inglês para passageiros x quilómetros voados) em 12,8%, com o qual assegurou 36,4% do crescimento total do seu grupo, o IAG, do qual fazem parte também a British Airways, a Aer Lingus, a Vueling e a Level.

Os dados de tráfego publicados hoje pelo grupo indicam que o crescimento mais forte do mês até foi a sua companhia leisure de longo curso Level, com uma subida em 174,9%, que tem que ver também com o facto de ser uma companhia nova que está a introduzir rotas.

Seguiu-se o aumento em 13,2% da irlandesa Aer Lingus e depois os aumentos em 9% da Vueling e em 2,9% da British Airways.

Esta foi, porém, a que teve o terceiro maior contributo para o crescimento médio do grupo em 7,9% no primeiro mês deste ano, em 22,4%, depois da Level com 23,2%, e à frente da Vueling, com 11%, e da Aer Lingus, com 10,2%.

Em número de passageiros embarcados, que no mês de Janeiro foram 7,69 milhões, com um aumento em 7% ou 503 mil, os dados do grupo mostram que o maior contributo foi da low cost espanhola Vueling, que, com +9,1% ou mais 168 mil passageiros, somando 2,024 milhões, representou 33,4% do aumento total do grupo.

Seguiu-se a Iberia, cujo aumento representou 25,8% do aumento total do grupo, a British Airways, com 19,1%, a Level, com 15,5%, e a Aer Lingus, com 7,8%.

O IAG, que no passado recente não divulgava o número de passageiros embarcados por companhia, relativamente ao primeiro mês deste ano informou que a British Airways transportou 3,316 milhões, com um aumento em 3% ou 96 mil, seguindo-se a Vueling, com 2,024 milhões, +9,1% ou mais 168 mil que há um ano.

A Iberia teve um total de 1,596 milhões, +8,9% ou mais 130 mil que há um ano, a Aer Lingus teve 658 mil, +6,3% ou mais 39 mil que há um ano, e a Level, que opera a partir de Espanha, França e Áustria, teve 99 mil, +371,4% ou mais 78 mil que há um ano.

Em aviação, as companhias com mais passageiros embarcados são as que se focam nas ligações de médio curso, como é o caso da Vueling no IAG, e as que mais contam quando o tráfego é medido em RPK, ou seja, quando é levada em conta a distância voada, as que mais contam são as que têm fortes operações intercontinentais, cujos voos são por definição mais longos.

 

Continua em:

IAG faz 42,2% do seu crescimento em Janeiro nas rotas da América Latina

 

Clique para mais notícias: IAG

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

British Airways e Lufthansa suspendem “abruptamente” voos para o Cairo por “razões de segurança”

21-07-2019 (16h39)

British Airways e Lufthansa surpreenderam ontem os passageiros com a suspensão dos seus voos para o Cairo, por uma semana no caso da britânica e apenas por um dia no caso da alemã, que a imprensa internacional relaciona com o aviso emitido pelo Governo britânico de aumento de risco de ataques terroristas contra aviões no Egipto.

euroAtlantic Airways candidata-se a apoiar LAM na retoma de voos para a Europa

21-07-2019 (15h58)

“Temos disponibilidade e interesse de cooperar com a LAM neste projecto”, disse à Lusa o CEO da companhia portuguesa euroAtlantic Airways, Eugénio Fernandes, de visita a Maputo para reuniões com a companhia de aviação e com o Governo moçambicanos.

TAP convida agentes de viagens para apresentar novos destinos e NewGen ISS da IATA

19-07-2019 (17h24)

A TAP agendou para a próxima semana três apresentações para agentes de viagens, em Lisboa, Leiria e Porto, nas quais tem programado apresentar os seus novos destinos e esclarecer dúvidas sobre o NewGen ISS da IATA.

easyJet contrata director de operações da Ryanair

19-07-2019 (13h25)

A easyJet contratou o director de operações da Ryanair, Peter Bellew, que vai desempenhar as mesmas funções e integrar o Conselho de Administração, reportando ao presidente executivo, Johan Lundgren.

Plano estratégico da TAP “não está comprometido, está reafirmado”, Antonoaldo Neves

19-07-2019 (12h25)

O plano estratégico da TAP “não está comprometido, está reafirmado”, disse o presidente executivo da companhia, Antonoaldo Neves, remetendo para os accionistas a análise da satisfação com os seus resultados.

Noticias mais lidas