Grupo Finnair mais que duplica lucros até ao fim de Setembro

25-10-2017 (16h21)

Foto: Airbus
Foto: Airbus

O Grupo Finnair, que já anunciou que no próximo ano voltará a voar de/para Lisboa, divulgou hoje que no fim de Setembro está com um aumento dos proveitos em 10,1%, para 1.923,1 milhões de euros, o resultado operacional sobe 105,4%, para 201,3 milhões, e o resultado líquido ‘dispara’ 113,2%, para 152,3 milhões.

Para o terceiro trimestre, o grupo indicou subidas dos proveitos em 14,7%, para 735,4 milhões de euros, do resultado operacional em 5,9%, para 122,2 milhões e do resultado líquido em 6,8%, para 93,6 milhões.

A informação para o terceiro trimestre especifica que o aumento das receitas em 14,7% compreendeu aumentos de 15,9% nas receitas de passagens, para 597,7 milhões de euros, de 10,5% nos produtos complementares (ancillary), para 37,6 milhões, 13,6% em carga, para 51,6 milhões, e 15,8% em serviços, para 48,7 milhões.

O grupo indicou também que teve o aumento das receitas de passagens em 15,9%, para 597,7 milhões de euros, foi com aumentos em 25,3% nas rotas da Ásia, para 281,7 milhões, 11,7% nas rotas internacionais intra-europeias, para 238,9 milhões, 4,9% nas rotas da América do Norte, para 40,2 milhões, e 3,1% nas rotas domésticas, para 32,1 milhões.

Nos dois sectores com mais peso na sua actividade, o grupo teve melhores desempenhos em receita do que em tráfego, o qual, em RPK, cresceu em média 15%, com +20% nas rotas da Ásia e +11% nas rotas internacionais intra-europeias.

As rotas da América do Norte também tiveram crescimento, em 10,2%, e as rotas domésticas tiveram um decréscimo em 4%.

Nos nove meses de Janeiro a Setembro, inclusive, o aumento das receitas em 10,1%m para 1.923,1 milhões de euros, compreendeu subidas das receitas de passagens em 11%, para 1.529,5 milhões, dos ancillary em 14,5%, para 107,4 milhões, e da carga em 9,8%, para 140,2 milhões.

O aumento das receitas de passagens compreendeu, por sua vez, aumentos em 18,7% das receitas do sector Ásia, para 669,2 milhões, das rotas internacionais intra-europeias em 10%, para 636,5 milhões, da América do Norte em 0,1%, para 92,9 milhões, e do doméstico em 4,3%, para 124,6 milhões.

O aumento das receitas de passagens em 11% compara com uma subida do tráfego em RPK em 11,6%, se bem que o sector com mais peso, das ligações com a Ásia, o crescimento das receitas em 18,7% tenha sido face a um aumento do tráfego em 15,2%.

Já na Europa o crescimento das receitas foi de 10% e o aumento do tráfego foi de 9,6%, no Atlântico Norte as receitas aumentaram 0,1% face a um aumento do tráfego em 3,2% e no doméstico as receitas aumentaram 4,3% face a um aumento do tráfego em 2,5%.

Assim, o grupo teve no terceiro trimestre uma subida do yield em 0,8%, mas nos nove meses desde o início do ano ainda tem um decréscimo em 0,5%.

Apesar desta descida, via taxa de ocupação, que nos nove meses sobe 4,1 pontos, para 84,3%, o grupo tem um aumento da receita unitária (por lugar voado um quilómetro) em 3,7%.

No terceiro trimestre, o aumento da receita unitária foi de 3,3%, com uma subida da taxa de ocupação em três pontos, para 87,2%, a somar-se à subida do yield em 0,8%.

O grupo Finnair transportou 3,27 milhões de passageiros no terceiro trimestre e nos nove meses desde o início do ano soma 8,95 milhões, com aumentos face aos períodos homólogos de 2016 respectivamente em 9,6% e em 8,2%.

 

Clique para mais notícias: Finnair

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Singapore Airlines integra soluções do Amadeus Altéa NDC e Anytime Merchandising

17-12-2018 (18h24)

A Singapore Airlines assinou um acordo para integrar as soluções Amadeus Altéa NDC e Amadeus Anytime Merchandising (AAM), para “acelerar a transformação digital e melhorar as suas capacidades de retalho”.

Turkish Airlines vai ter 20 voos/semana para Hurghada e Sharm el Sheik

17-12-2018 (17h54)

A companhia de aviação turca Turkish Airlines, que é uma das mais utilizadas pelos operadores turísticos portugueses para ligações com destinos do Médio e Extremo Oriente para os quais não há voos directos de Portugal, tem programado atingir 20 voos por semana do seu hub de Istambul para os destinos turísticos egípcios de Hurghada e Sharm El Sheik.

Embraer e Boeing aprovam acordo para criar nova empresa que absorve a brasileira

17-12-2018 (16h33)

As fabricantes de aeronaves brasileira Embraer e norte-americana Boeing anunciaram hoje que aprovaram os termos da parceria para criar uma nova empresa de aviação comercial, cuja execução depende de aprovação do Governo brasileiro.

Ryanair lança-se na venda de bilhetes para eventos desportivos

14-12-2018 (17h12)

A Ryanair anunciou que começou a comercializar bilhetes para eventos desportivos, designadamente para jogos de futebol das primeiras divisões espanhola e francesa.

Brasil autoriza estrangeiros a ter 100% do capital das companhias aéreas do país

14-12-2018 (16h59)

O Presidente do Brasil, Michel Temer, assinou uma medida provisória que abre espaço para que estrangeiros assumam 100% do controlo do capital das companhias aéreas do país.