Furacão Lorenzo deverá afectar 900 passageiros do Grupo SATA

30-09-2019 (14h08)

Foto: SATA Azores Airlines
Foto: SATA Azores Airlines

A passagem do furacão Lorenzo pelos Açores esta quarta-feira deverá afectar cerca de 900 passageiros das companhias aéreas do Grupo SATA, segundo uma estimativa da empresa avançada à Lusa.

O Grupo SATA reuniu hoje o seu gabinete de emergência para tomar medidas que visam minimizar os eventuais impactos que a passagem do furacão Lorenzo pelos Açores venha a provocar nos voos programados.

Segundo o porta-voz do grupo SATA, António Portugal, em função do provável percurso do furacão - que “deverá afectar maioritariamente” as ilhas do grupo Central (Faial, Pico, São Jorge, Graciosa e Terceira) e Ocidental (Flores e Corvo) -, foram tomadas medidas de precaução em termos de instalações aeroportuárias e da frota da Azores Airlines e da SATA Air Açores.

Além de estarem já “quantificados os voos e passageiros que poderão ser afectados por essas irregularidades operacionais”, já está “providenciada a respectiva protecção ou reencaminhamento ainda no dia e nos dias subsequentes”, avançou António Portugal.

Estima-se que, no caso da Azores Airlines, que assegura as ligações do arquipélago com o exterior, sejam afectados 500 passageiros nos voos com as ilhas do Pico e Faial, nos dois sentidos.

No caso da SATA Air Açores, que garante as ligações interilhas, Flores, Corvo, Faial, Pico, Graciosa e São Jorge deverão ser atingidas, estimando-se que 400 passageiros sejam afectados.

O Grupo SATA prevê a possibilidade de se realizarem “alterações no plano operacional que visam colocar rapidamente nos seus destinos os passageiros dos voos que eventualmente possam ser afetados pelo furacão”.

O furacão Lorenzo, que hoje passou à categoria 2 na escala de Saffir-Simpson, encontrava-se de manhã a aproximadamente 1.800 quilómetros a Sudoeste dos Açores, mas está prevista uma “diminuição da intensidade nos próximos dias”.

Segundo um comunicado emitido esta manhã pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), às 09h o furacão – que na noite de Domingo era descrito como de categoria 4 e já teve outras classificações - deslocava-se “para Norte/Nordeste a uma velocidade de 20 quilómetros por hora".

A escala de Saffir-Simpson mede a intensidade dos furacões entre os níveis 1 e 5, sendo 5 o nível mais intenso.

"Mantendo-se as previsões da trajectória, o centro do furacão deverá passar muito próximo do grupo Ocidental (Flores e Corvo), afectando assim todo o arquipélago na próxima quarta-feira", lê-se no comunicado assinado pela meteorologista Elsa Vieira, da delegação dos Açores do IPMA.

No entanto, "devido à distância a que o furacão se encontra", o IPMA reitera que "existe ainda incerteza relativamente à trajetória exata e à respectiva intensidade com que poderá atingir o arquipélago".

Um novo comunicado do IPMA será emitido esta noite às 21h locais (mais uma hora em Lisboa).

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: SATA

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP baptiza novo A321 LR com nome de Jorge de Sena

13-11-2019 (13h08)

A TAP baptizou um dos seus novos aviões A321 Long Range com o nome Jorge de Sena, em homenagem ao “poeta português que se naturalizou brasileiro e estreitou as relações culturais e literárias entre Portugal e o Brasil”.

Azul recebe primeiro A321neo do Brasil

13-11-2019 (07h53)

A companhia de aviação brasileira Azul recebeu o primeiro A321neo do Brasil, um modelo da Airbus de que tem encomendadas 13 aeronaves.

Nove países da UE querem aumentar impostos sobre as companhias aéreas

12-11-2019 (15h06)

Nove países da União Europeia juntaram-se para exigir uma aviação mais limpa na Europa, um dos meios de transporte mais poluentes que consideram que está a ser taxado abaixo do que devia.

Câmara de Lisboa vai promover estudo sobre os impactos do aeroporto da capital

12-11-2019 (15h01)

A Câmara de Lisboa aprovou na semana passada em reunião privada a realização de um estudo sobre os diversos impactos da exploração do aeroporto da capital, nomeadamente ao nível da poluição, ruído e tráfego.

Boeing espera retomar voos do 737 Max no início do próximo ano

12-11-2019 (14h54)

A Boeing anunciou que prevê que os voos comerciais com aviões 737 Max, retirados de circulação desde meados de Março após dois acidentes que fizeram 346 mortos, recomecem no início do próximo ano e não em Dezembro.

Noticias mais lidas