Fernando Pinto quer acompanhar o futuro da TAP, “nem que seja como accionista”

19-12-2017 (18h51)

Sobre a liderança da TAP “não há nada definido”, garantiu hoje o actual CEO da companhia aérea, Fernando Pinto, mas salienta que, independentemente da decisão, quer acompanhar o futuro da empresa, “nem que seja como accionista”.

“Obviamente que não é uma decisão minha”, são os accionistas que escolhem os principais responsáveis da companhia aérea, começou por dizer Fernando Pinto hoje num almoço com a imprensa.

O executivo chegou à TAP há 17 anos com a missão de privatizar a companhia aérea portuguesa. “Isso foi feito há dois anos” e a partir daí manteve-se na companhia para “dar uma continuidade por algum tempo, para estabilizar justamente o processo de transição”.

“Foram 15 anos de sobrevivência e crescimento, foram dois anos de transição extremamente importantes”, resumiu Fernando Pinto, enfatizando que 2017 foi um ano de “um grande resultado”.

“Olhando para 2018 e vendo que a empresa está no bom caminho, eu estou absolutamente realizado”, salientou.

A sua visão é que “a empresa tem que continuar a crescer, tem que apostar em novos talentos”, mas cortar ligações com a TAP não está nos seus planos.

“O meu mandato termina no final desse ano e tem aí um período de discussão”, sobre o qual Fernando Pinto diz que “o importante é que seja de comum acordo com todos”.

“Não quero me desligar da TAP”, disse, acrescentando que quer acompanhar o futuro da companhia aérea “nem que seja como accionista”.

“Estou aqui para apostar no futuro da TAP e eu acho que ela tem muito futuro”, concluiu.

Em Novembro, num intervalo do Congresso da APAVT em Macau, Diogo Lacerda Machado, administrador não executivo da TAP, afirmou que Fernando Pinto “é uma pessoa que merece toda a nossa admiração e reconhecimento”, admitindo contudo que “Antonoaldo Neves no futuro possa ser uma opção por parte dos privados” (clique para ler: Estado não deverá opor-se a que Antonoaldo Neves seja futuro CEO da TAP).

 

 

Ver também:

TAP prevê receber seis novos A330-900neo até ao final de 2018

CEO da TAP anuncia voos de Lisboa para a capital da Mauritânia

Fernando Pinto confirma planos da TAP para novas rotas do Porto

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP vai voar Porto – Lisboa só com aviões A320 a partir de Janeiro

19-11-2018 (13h07)

A TAP anunciou hoje que a partir de Janeiro vai passar a operar a ponte aérea Porto – Lisboa só com aviões A320, o que permitirá aumentar a oferta de lugares em 50%, para um total de 220 mil por ano, embora com menos voos por dia.

Governo ‘queixa-se’ das “muitas vantagens” da ANA nas negociações sobre o Montijo

16-11-2018 (18h15)

O secretário de Estado das Infra-estruturas, Guilherme d'Oliveira Martins, lamentou-se hoje das "muitas vantagens" atribuídas pelo anterior Governo à ANA e que classificou como "instrumentos fortes" que têm atrasado as negociações sobre o aeroporto complementar do Montijo.

Algarve precisa de voos de longo curso para compensar quebra do Reino Unido – Chitra Stern, Martinhal Hotels

16-11-2018 (18h01)

Chitra Stern, proprietária e fundadora da Martinhal Hotels & Resorts, defendeu hoje no Congresso da AHP a diversificação de mercados de origem para compensar a quebra do mercado britânico no Algarve, designadamente através da criação de rotas de longo curso de/para Faro.

Lisboa teve até Setembro o 7º maior aumento de passageiros dos aeroportos europeus

16-11-2018 (17h26)

O Aeroporto de Lisboa, sobre o qual praticamente só se comenta que está esgotado, ao ponto de alguns dirigentes do turismo argumentarem ser essa a causa da queda de dormidas na hotelaria da capital, alcançou, no entanto, o 7º maior aumento de passageiros entre os 237 maiores aeroportos da Europa, nos primeiros nove meses deste ano, de acordo com os dados publicados pelo Airports Council International (ACI).

Lisboa voltou a alcançar o Top5 de crescimento dos maiores aeroportos europeus em Setembro, ACI

16-11-2018 (14h36)

O Aeroporto Humberto Delgado, alegadamente ‘esgotado', teve, ainda assim, o 4º mais forte crescimento de passageiros dos grandes aeroportos europeus no mês de Setembro, indica o ranking publicado pelo Airports Council Internacional (ACI).