Faro volta a ter em Fevereiro o crescimento mais forte dos aeroportos portugueses

11-03-2019 (16h02)

Foto: ANA/Vinci
Foto: ANA/Vinci

O Aeroporto de Faro voltou a ser em Fevereiro o aeroporto português com o aumento mais forte do número de passageiros, à semelhança do que já tinha acontecido em Dezembro de 2018 e Janeiro deste ano, sempre com aumentos a dois dígitos.

O Aeroporto de Faro teve em Fevereiro um aumento de passageiros em 16,6%, tendo somado 306,6 mil, depois de +21,9% em Janeiro, para 264,5 mil, e +19% no último mês de 2018, para 278,7 mil.

Apesar dessa evolução em Dezembro, o Aeroporto de Faro ainda terminou o ano de 2018 com uma quebra de passageiros em 0,5% ou 41,5 mil, para 8,68 milhões.

Aliás, mesmo tendo no primeiro bimestre deste ano um aumento médio de passageiros em 19% ou cerca de 91 mil, atingindo um total de 571,1 mil, o aumento médio do Aeroporto de Faro nos 12 meses terminados em Fevereiro não vai além de 0,8%.

Os dados dos aeroportos portugueses a que o PressTUR teve acesso mostram que os dez aeroportos sob gestão da ANA, subsidiária do grupo francês Vinci, tiveram em Fevereiro 3,34 milhões de passageiros, com um aumento em 5,6% ou 177,3 mil em relação ao mês homólogo de 2018, no qual tinham registado um crescimento em 10,2%.

A comparação entre os dois meses evidencia que o Porto subiu a aeroporto português com o maior aumento de passageiros, com mais 69,9 mil (+9,5%, para 803,8 mil), seguido por Faro, com mais 43,5 mil (+16,6%, para 306,6 mil), enquanto Lisboa, que um ano antes liderava o crescimento com um aumento de passageiros em 14,9%, este ano tem o crescimento mais fraco, em 2,2%, significando ainda assim um aumento de 41,1 mil passageiros.

Lisboa é, aliás, a causa do crescimento médio dos aeroportos portugueses não chegar em Fevereiro a 6%, pois é o único dos maiores aeroportos portugueses a ter crescimento abaixo do aumento médio em 5,6%, já que além do Porto, com +9,5%, e Faro, com +16,6%, também tiveram aumentos superiores o Funchal, com +6,3%, e Ponta Delgada, com +7,6%.

Dessa forma, com 1,89 milhões de passageiros, Lisboa teve este Fevereiro 56,6% do total de passageiros em aeroportos geridos pela ANA/Vinci, quando há um ano tinha 58,4%, enquanto o Porto subiu de 23,2% para 24%, com 803,8 mil, Faro subiu de 8,3% para 9,2%, com 306,6 mil, e o Funchal subiu de 6,4% para 6,5%, com 217 mil passageiros, e Ponta Delgada subiu de 2,9% para 3%, com 99,2 mil.

No conjunto dos primeiros dois meses deste ano o panorama é idêntico, com Lisboa, que no período homólogo de 2018 liderava o crescimento, com um aumento de passageiros em 15,1%, enquanto o Porto tinha +10,2%, Faro estava com -3,4%, o Funchal estava com 1,6% e Ponta Delgada estava com +3,1%, este ano o aumento mais forte regista-se em Faro, com +19%, seguido pelo Porto, com +9,6%, Ponta Delgada, com +8,9%, o Funchal, com +4,2%, e só depois Lisboa, com +2,7%.

Assim, Lisboa, que concentrava 58,8% dos passageiros dos aeroportos portugueses no primeiro bimestre de 2018, este ano cai para 57,1%, com 3,87 milhões, enquanto o Porto sobe de 23,3% para 24,1%, com 1,637 milhões, Faro sobe de 7,5% para 8,4%, com 571,1 mil, o Funchal baixa de 6,6% para 65%, com 443,5 mil, e Ponta Delgada sobe de 3% para 3,1%, com 208,4 mil.

Os dados a que o PressTUR teve acesso indicam que os aeroportos portugueses geridos pela ANA/Vinci somaram 6,786 milhões de passageiros nos primeiros dois meses deste ano, +5,9% ou mais 373,6 mil que no período homólogo de 2017.

Esse aumento resultou de aumentos de 141,4 mil no Porto (+9,6%), de 103,3 mil em Lisboa (+2,7%), de 91 mil em Faro (+19%), de 17,8 mil no Funchal (+4,2%) e 17 mil em Ponta Delgada (+8,9%).

Ainda assim, nos 12 meses terminados em Fevereiro deste ano o aumento médio de passageiros nos aeroportos portugueses está em 6,2%, ‘puxado’ pelos aumentos em 10,6% no Porto e em 7,3% em Lisboa, enquanto Faro tem um aumento médio em 0,8%, Funchal ainda está ‘no vermelho’, com -0,3%, e Ponta Delgada tem +3,6%.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Ryanair quer que tripulantes da base de Faro aceitem alterar contratos para sazonais

18-09-2019 (18h13)

A low cost Ryanair admitiu em “nota” de distribuição restrita recuar no encerramento da base de Faro, mas dizendo que a sua continuação “poderá agora ser possibilitada pelo acordo das tripulações baseadas” na infra-estrutura “em mudar para contratos sazonais, para reflectir a natureza sazonal do tráfego de e para o Algarve”.

Ryanair invoca “razões comerciais” para cessar voos entre Lisboa e Porto

18-09-2019 (18h07)

A Ryanair decidiu abandonar a rota entre o Porto e Lisboa “por razões comerciais”, segundo fonte oficial da low cost citada pela Agência Lusa, a qual realçou que, ainda assim, continuará a “operar 57 rotas do Porto e 30 de Lisboa”.

Sindicato dos pilotos da British Airways desconvoca greve de 27 de Setembro

18-09-2019 (17h52)

O sindicato dos pilotos da British Airways (BALPA) desconvocou a greve prevista para 27 de Setembro e pretende iniciar “novas negociações” com a empresa sobre as condições laborais, segundo anunciou hoje.

SATA abre programa de pré-reformas para funcionários com mais de 59 anos

18-09-2019 (17h39)

A Administração do grupo SATA abriu um programa de reformas antecipadas para os trabalhadores com mais de 59 anos, no âmbito do processo de reestruturação da companhia aérea açoriana, noticiou a Lusa, que cita uma comunicação interna a que teve acesso.

Ryanair cessa voos entre Lisboa e Porto

18-09-2019 (17h03)

A low cost Ryanair, que já em Abril tinha reduzido a sua oferta de voos entre Lisboa e o Porto, vai deixar mesmo de operar essa rota, a partir de 25 de Outubro, início do chamado Inverno IATA.

Noticias mais lidas