Falência da Germania realça mais uma vez relevância das agências quando viagem corre mal

06-02-2019 (12h37)

A falência da companhia de aviação leisure alemã Germania trouxe de novo para primeiro plano a diferença que é para os passageiros comprarem voos directamente às companhias ou através de agências de viagens riscos quando algo ‘corre mal’, como o demonstra a informação publicada hoje pela Autoridade de Aviação Civil (ANAC) portuguesa.

Diz a ANAC que os passageiros que adquiriram viagem junto de agência de viagens “deverão contactar a agência de viagens contratada no sentido de encontrar uma alternativa”.

Aqueles que compraram directamente à companhia, a ANAC diz que os que já se encontrarem no destino “deverão de adquirir novos bilhetes de regresso, uma vez que os adquiridos à Germania deixaram de ser válidos”, acrescentando que “foram criadas tarifas especiais para os passageiros afectados em várias transportadoras aéreas”.

A informação nada diz explicitamente quando aos passageiros que compraram directamente com a companhia mas ainda não viajaram, deixando apenas a informação que “todos os passageiros mantêm os direitos no âmbito do Regulamento n.º 261/2004”, dó que, neste caso, “assegurados num contexto de insolvência, pelo que o procedimento a adoptar será determinado aquando da nomeação do administrador de falência”, o que significa que perderam o seu dinheiro, pelo menos nos tempos mais próximos.

Para aceder à informação da ANAC clique aqui

 

Para ler mais clique:

Germania Airlines anuncia falência e cancelamento de todos os voos

 

Clique para mais notícias: Germania

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Vueling vai ter voos Tenerife - Lisboa

15-02-2019 (16h56)

A Vueling, low cost do IAG, grupo de que fazem parte também a British Airways, a Iberia, a Aer Lingus e a Level, vai ter voos entre Tenerife e Lisboa a partir de Abril.

TAP transporta menos passageiros este Janeiro nas suas rotas espanholas

15-02-2019 (15h47)

A TAP, que em meados do ano passado retirou A Coruña, Astúrias e Vigo da sua rede de destinos em Espanha, começou 2019 com uma quebra de passageiros nas ligações com o país vizinho em 3,4% ou cerca de 4,7 mil, de acordo com dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, recolhidos pela AENA.

Passageiros em voos entre Espanha e Portugal aumentam 10,8% em Janeiro

15-02-2019 (15h33)

Os aeroportos espanhóis somaram este Janeiro 357,6 mil passageiros de voos de/para Portugal, +10,8% ou mais 34,9 mil que no primeiro mês de 2018, de acordo com dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, recolhidos pelo PressTUR.

Aeroportos espanhóis começam 2019 com aumento de um milhão de passageiros

15-02-2019 (15h08)

Os 49 aeroportos espanhóis somaram 16,58 milhões de passageiros no primeiro mês deste ano, com um aumento em 7% ou 1,08 milhões em relação a Janeiro de 2018, cerca de metade do qual em Madrid Barajas e em Barcelona El Prat, de acordo com a AENA, gestora dos aeroportos espanhóis.

Lucro da Finnair baixa 11% para 150,7 milhões de euros em 2018

15-02-2019 (14h37)

A Finnair, que voa de Helsínquia para Lisboa e tem programado voar também para o Porto, obteve um lucro líquido de 150,7 milhões de euros em 2018, menos 11% do que no ano anterior, apesar de um aumento da facturação.