euroAtlantic garante continuidade dos voos para São Tomé, mesmo vendendo STP Airways

25-09-2019 (11h16)

O fundador e presidente da companhia de aviação euroAtlantic, Tomaz Metello, garantiu que ainda que a companhia venda a participação que tem na são-tomense STP Airways e saia da sua gestão, a empresa vai manter os voos para São Tomé e Príncipe que iniciou em 2008, mas ‘em nome próprio’.

A euroAtlantic começou a voar entre Lisboa e São Tomé quando da constituição da STP Airways, de que se tem mantido accionista de referência e responsável pela gestão.

“Iniciámos os voos há cerca de 12 anos completamente independentes no contexto de uma verticalização do negócio com os hotéis do grupo Pestana. Lançamos voos charter regulares e tivemos bastante sucesso. Mais tarde é que vieram ter connosco para lançarmos uma companhia de aviação”, assinalou Tomaz Metello em declarações à Lusa, nas quais acrescentou que já o comunicou às autoridades portuguesas e de são-tomenses.

“Informámos as aviações civis portuguesas e de São Tomé de que, se porventura saíssemos do capital da STP Airways, iríamos continuar [o voo] como euroAtlantic Airways”, o que significará que Portugal terá três companhias a operarem voos entre Lisboa e São Tomé, pois também a TAP faz essa ligação.

“Neste momento estamos a aguardar e dependentes de que o Governo de São Tomé diga se quer ou não avançar”, sublinhou Tomaz Metello, que insistiu que na origem do diferendo está a decisão das autoridades são-tomenses de retirarem a parte do handling do acordo de gestão da STP.

O presidente da euroAtlantic, Tomaz Metello, disse hoje à Lusa estar disponível para vender a participação de 40% na STP Airways, por acordo com o Governo são-tomense.

Tomaz Metello indicou que chegou a um acordo com o Governo são-tomense para a saída até final de Outubro, mediante a venda da participação na STP.

“Chegámos a um acordo com o Governo de que sairíamos no fim de Outubro... Fizemos um levantamento do que achávamos que a empresa valia e fizemos a proposta” de venda dos 40% que a euroAtlantic tem na STP, disse Tomaz Metello, sem especificar o valor pedido.

Tomaz Metello adiantou que o Governo são-tomense, por sua vez, pediu uma auditoria à empresa antes de tomar qualquer decisão.

“A auditoria vai começar em breve, mas não temos mais informações sobre se têm ou não capacidade financeira para comprar”, acrescentou.

O Governo de São Tomé e Príncipe anunciou em Junho a intenção de terminar, até final de Outubro, o contrato que mantinha com a euroAtlantic para a gestão da STP Airways, tendo assinado, entretanto, um acordo com a companhia Ceiba, da Guiné Equatorial, que irá colocar aviões ao serviço da STP Airways operados pela empresa portuguesa White (para ler mais clique: Governo de São Tomé escolhe Ceiba/White para substituir euroAtlantic na STP Airways).

A euroAtlantic acusou as autoridades de São Tomé e Príncipe de terem assinado o memorando com os novos parceiros, ignorando o maior parceiro privado e sem levar o acordo a assembleia-geral de accionistas.

O Governo, por sua vez, assegurou ter comunicado oficialmente à euroAtlantic a sua decisão de negociar com a Guiné Equatorial sobre a gestão da STP Airways, depois de a empresa portuguesa ter manifestado a intenção de abandonar o projecto STP Airways por deixar de incluir o handling.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: euroAtlantic

Clique para mais notícias: STP Airways

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: África

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP baptiza novo A321 LR com nome de Jorge de Sena

13-11-2019 (13h08)

A TAP baptizou um dos seus novos aviões A321 Long Range com o nome Jorge de Sena, em homenagem ao “poeta português que se naturalizou brasileiro e estreitou as relações culturais e literárias entre Portugal e o Brasil”.

Azul recebe primeiro A321neo do Brasil

13-11-2019 (07h53)

A companhia de aviação brasileira Azul recebeu o primeiro A321neo do Brasil, um modelo da Airbus de que tem encomendadas 13 aeronaves.

Nove países da UE querem aumentar impostos sobre as companhias aéreas

12-11-2019 (15h06)

Nove países da União Europeia juntaram-se para exigir uma aviação mais limpa na Europa, um dos meios de transporte mais poluentes que consideram que está a ser taxado abaixo do que devia.

Câmara de Lisboa vai promover estudo sobre os impactos do aeroporto da capital

12-11-2019 (15h01)

A Câmara de Lisboa aprovou na semana passada em reunião privada a realização de um estudo sobre os diversos impactos da exploração do aeroporto da capital, nomeadamente ao nível da poluição, ruído e tráfego.

Boeing espera retomar voos do 737 Max no início do próximo ano

12-11-2019 (14h54)

A Boeing anunciou que prevê que os voos comerciais com aviões 737 Max, retirados de circulação desde meados de Março após dois acidentes que fizeram 346 mortos, recomecem no início do próximo ano e não em Dezembro.

Noticias mais lidas