euroAtlantic e STP Airways mantêm ‘bagagem a dobrar’ até 31 de Março

30-01-2017 (23h26)

Foto: euroAtlantic
Foto: euroAtlantic

Os passageiros dos voos para São Tomé e Guiné Bissau que viajem até 31 de Março na euroAtlantic ou na STP Airways podem transportar, sem custos adicionais, até 80 Kgs se em classe executiva e até 60 Kg se em económica.

Com esta campanha, que prolonga a iniciativa com que avançaram pela é poca do Natal e Ano Novo, a euroAtlantic Airways e a STP Airways incentivam as compras e o comércio nos três países, "numa época em que Portugal é abrangido pela tradicional época de Saldos, aportando benefícios às bolsas das famílias", salienta um comunicado das companhia.

A euroAtlantic e a sua parceira STP Airways, da qual é accionista de referência, lançaram a campanha duplicação da franquia de bagagem dos voos de/para Guiné Bissau e São Tomé em meados de Dezembro, então por ocasião do Natal e Ano Novo (para ler mais clique: STP Airways e euroAtlantic (EAA) duplicam franquia de bagagem para São Tomé e Bissau pelo Natal e Ano Novo).

http://www.presstur.com/empresas---negocios/aviacao/stp-airways-e-euroatlantic-duplicam-franquia-de-bagagem-para-sao-tome-e-bissau-pelo-natal-e-ano-novo/

Ontem, em comunicado, a companhia fundada por Tomaz Metello anunciou que "reactivou a Campanha Natal" e que a prolonga até 31 de Março.

"A EAA ao oferecer esta oportunidade, visa em particular retribuir às populações da Guiné Bissau e São Tomé e Príncipe, como à generalidade dos passageiros, a preferência pela marca da companhia, aumentando, sem custos para os passageiros, o peso da bagagem permitida em ambas as rotas", salienta o comunicado.

A informação especifica que, com esta campanha, os passageiros de executiva tanto para Bissau como para São Tomé podem transportar até 80 Kgs, incluindo uma bagagem de mão de até 8 Kgs e até mais três volumes no porão com peso máximo unitário de 32 Kgs.

Os passageiros de económica, por sua vez, podem transportar até 60 Kgs, incluindo uma bagagem de mão e três volumes no porão com um peso máximo de 32 Kgs.

A STP Airways é actualmente a única companhia a oferecer voos regulares sem escalas entre Lisboa e São Tomé e a euroAtlantic é a que há mais tempo mantém voos regulares diurnos para a Guiné Bissau.

Dados do Aeroporto de Lisboa a que o PressTUR teve acesso indicam que em 2016 a euroAtlantic, incluindo as suas operações charter para Cayo Coco, Cuba, transportou de/para Lisboa 30.071 passageiros, com um aumento em 7,9%.

A STP Airways, com a qual a euroAtlantic passou a operar em code-share, transportou, por sua vez, 20.526 passageiros, com um aumento em 37,5%.

 

Clique para mais notícias: euroAtlantic

Clique para mais notícias: STP Airways

Clique para mais notícias: Guiné Bissau

Clique para mais notícias: São Tomé

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Pilotos da KLM ameaçam com greve por reivindicações salariais

14-08-2018 (18h28)

Os pilotos da companhia de aviação holandesa KLM, que faz parte do mesmo grupo que a francesa Air France e a low cost Transavia, ameaçaram hoje fazer greve caso não tenham resposta até sexta-feira para as suas reivindicações salariais, segundo o jornal holandês “De Telegraaf”.

Governo dos Açores considera “prematuro” falar da proposta de compra da Azores Airlines

14-08-2018 (18h21)

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores afirmou ontem ser “absolutamente prematuro” pronunciar-se sobre o processo de alienação de 49% do capital da Azores Airlines, uma vez que a proposta apresentada se encontra em análise.

SATA tem nova Administração a partir de segunda-feira

10-08-2018 (16h10)

A nova Administração da companhia de aviação açoriana SATA, presidida por António Luís Gusmão Teixeira, toma posse na segunda-feira, informou hoje o Governo Regional dos Açores.

Ryanair prevê transportar 400 mil passageiros hoje apesar da greve de pilotos na Europa

10-08-2018 (12h07)

A low cost Ryanair, segunda maior companhia de aviação em Portugal, garantiu que vai transportar hoje mais de 400 mil passageiros em mais de dois mil voos, apesar de enfrentar uma greve dos pilotos na Irlanda, Suécia, Alemanha e Bélgica.