Emirates reduz mais voos para a China

26-02-2020 (11h27)

Imagem: Emirates
Imagem: Emirates

A Emirates, que é uma das companhias que vende voos para a China em Portugal, via o seu hub no Dubai, reviu em baixa as operações no segundo trimestre em quatro rotas para aeroportos chineses, em consequência do impacto do novo coronavírus nas viagens de/para a China.

A informação nos sistemas globais de reservas indica que na rota Dubai – Beijing Capital, em Pequim, a companhia reduz de dois para um voo diário, em Airbus A380, entre 29 de Março e 31 de Maio.

Para a rota Dubai – Guangzhou, a companhia prolongou o cancelamento de voos para 30 de Abril.

A rota Dubai – Hong Kong tem uma redução de três voos diários para apenas um até 30 de Abril, mas a partir de 1 de Abril a companhia terá um Airbus A380 na linha em lugar do Boeing B777-300ER.

Para Hong Kong a companhia mantém, no entanto, um voo diário do Dubai com escala em Banguecoque.

A ligação Dubai – Xangai Pu Dong tem o cancelamento de voos prolongado até 30 de Abril, com a previsão de as ligações serem retomadas com um voo diário em Airbus A380 a que se somará um segundo voo diário a partir de 1 de Junho.

 

Clique para mais notícias: Emirates

Clique para mais notícias: Coronavírus

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Airlines for Europe apoia adiamento das taxas de controlo de tráfego aéreo

02-04-2020 (18h15)

A associação de companhias aéreas europeias Airlines for Europe manifestou o seu apoio em relação à proposta da Organização Europeia para a Segurança da Navegação Aérea Eurocontrol que sugere o adiamento das taxas de controlo de tráfego aéreo.

LATAM reduz operação em Abril em 95%

02-04-2020 (17h06)

O Latam, grupo que engloba a chilena LAN e a brasileira TAM, que é uma das companhias brasileiras com voos para Lisboa, informou hoje que em Abril reduz a operação em 95%, tendo em conta as restrições às viagens e a quebra da procura devido à pandemia de covid-19.

Aviação mundial foi “atingida por uma marreta chamada Covid-19”, IATA

02-04-2020 (16h41)

A IATA informou hoje que em Fevereiro a aviação mundial teve a maior quebra de tráfego desde os atentados às torres gémeas de Nova Iorque em 11 de Setembro de 201, provocada essencialmente por quebras das companhias da região Ásia e Pacífico.

Responsabilidades das companhias de aviação com bilhetes não voados ascendem a 35 mil milhões de dólares, IATA

02-04-2020 (16h06)

As responsabilidades das companhias de aviação com bilhetes de avião vendidos e não voados devido às restrições provocadas pela pandemia de covid-19 elevam-se a 35 mil milhões de dólares.

Emirates retoma “um número limitado” de voos a partir de segunda-feira

02-04-2020 (13h58)

A companhia aérea Emirates anunciou que recebeu autorização para retomar “um número limitado de voos” a partir de segunda-feira, dia 6 de Abril.

Noticias mais lidas