easyJet escolhe veterano da operação turística para CEO

12-11-2017 (20h33)

Johan Lundgren, novo CEO da easyJet (Foto: easyJet)
Johan Lundgren, novo CEO da easyJet (Foto: easyJet)

A partir de 1 de Dezembro, a easyJet, segunda maior low cost europeia, terá um novo CEO, o sueco Johan Lundgren, com mais de 30 anos de experiência na operação turística, onde chegou a vice CEO do maior grupo mundial de organização e comercialização de viagens, o grupo TUI.

Johan “tem comprovada experiência nas viagens na Europa”, destacou o Chairman da easyJet, John Barton, em declaração publicada no comunicado em que é anunciado o sucessor de Carolyn McCall, que, como anunciou em Julho, vai para o grupo de televisão ITV (para ler mais clique: CEO da easyJet deixa companhia aérea para liderar a cadeia de televisão ITV).

A declaração de Barton descreve o novo CEO da companhia, que nos últimos 12 anos foi quadro do grupo TUI onde também foi o ‘patrão’ dos operadores nos mercados emissores (Chief Executive Officer, Mainstream Markets), como um profissional “estratégico mas focado operacionalmente” e que “provou ser focado nos clientes (customer-centric), carismático e um líder bem sucedido”.

A imprensa internacional refere que a escolha de Johan Lundgren foi uma surpresa, porque estava inactivo desde que saiu do grupo TUI em Maio de 2015 e o seu nome não figurava entre os potenciais sucessores de Carolyn McCall, que deixa de ser CEO da easyJet a 30 de Novembro, mas mantém-se na companhia até 31 de Dezembro para apoiar a transição.

O comunicado da easyJet sobre a nomeação de Johan Lundgren esclarece que a política salarial da companhia em relação ao CEO é proporcionar-lhe uma remuneração competitiva, com foco na componente variável.

Assim, o salário anual do CEO designado é de 740 mil libras com um bónus anual que no máximo será 200% desse salário, um terço do qual é em acções não transaccionáveis por um período de três anos.

Adicionalmente, a companhia tem o que designa como plano de incentivos de longo prazo para incentivar a atingir objectivos estratégicos e a criação sustentável de valor para os accionistas.

A avaliação baseia-se no desempenho de três exercícios e o prémio previsto é “normalmente” o equivalente a 250% do salário, com dois anos de carência.

O comunicado diz que a companhia espera que o CEO reúna e mantenha por cinco anos desde a sua nomeação uma participação accionista equivalente a 200% do seu salário.

Com a nomeação do sueco Johan Lundgren, como assinala o “The Independent” a aviação britânica está a ficar mais parecida com as equipas de futebol da Premier League, que vão buscar ‘craques’ ao estrangeiro, já que a British Airways é dirigida actualmente pelo espanhol Alex Cruz e a Flybe pela francesa Christine Ourmieres-Widener.

 

Clique para mais notícias: easyJet

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Angolana BestFly contrata dois ATR 72-600 para charters de negócios

18-06-2019 (13h58)

A companhia de aviação angolana BetFly anunciou no salão aeronáutico de Paris a contratação em leasing de dois ATR 72-600 para voos charter de negócios em Angola, de acordo com o seu CEO, Nuno Pereira, citado pela imprensa internacional.

Qatar Airways eleita melhor companhia de aviação do mundo nos prémios Skytrax

18-06-2019 (15h27)

A Qatar Airways, que na próxima semana começa a voar para Lisboa, foi eleita, pela quinta vez, “companhia de aviação do ano” dos prémios Skytrax, nos quais a TAP ficou no 76º lugar, quatro abaixo da votação de 2018, em que fora 72ª.

IAG anuncia “carta de intenções” de mega encomenda à Boeing

18-06-2019 (19h09)

O IAG, grupo de companhias de aviação de que fazem parte nomeadamente a British Airways, a Vueling e a Level, anunciou hoje ter apresentado uma “carta de intenções” de aquisição de 200 aviões Boeing B737-8 e B737-10.

IAG anuncia Iberia e Aer Lingus como companhias de lançamento do novo Airbus A321XLR

18-06-2019 (19h38)

O IAG, grupo de companhias aéreas iniciado com a fusão entre a British Airways e a Iberia, anunciou hoje estar a comprar 14 Airbus A321XLR para a Iberia e a Aer Lingus, que diz “estarão entre as companhias de lançamento” do novo avião narrowbody de maior alcance.

American Airlines introduz 6º voo diário Miami - Havana

18-06-2019 (16h34)

Apesar das mais recentes medidas do presidente dos Estados Unidos contra as viagens turísticas a Cuba, a American Airlines, maior companhia de aviação do mundo, vai aumentar para seis voos diários a sua oferta de ligações entre Miami, Florida, e a capital cubana, Havana.

Noticias mais lidas