easyJet escolhe veterano da operação turística para CEO

12-11-2017 (20h33)

Johan Lundgren, novo CEO da easyJet (Foto: easyJet)
Johan Lundgren, novo CEO da easyJet (Foto: easyJet)

A partir de 1 de Dezembro, a easyJet, segunda maior low cost europeia, terá um novo CEO, o sueco Johan Lundgren, com mais de 30 anos de experiência na operação turística, onde chegou a vice CEO do maior grupo mundial de organização e comercialização de viagens, o grupo TUI.

Johan “tem comprovada experiência nas viagens na Europa”, destacou o Chairman da easyJet, John Barton, em declaração publicada no comunicado em que é anunciado o sucessor de Carolyn McCall, que, como anunciou em Julho, vai para o grupo de televisão ITV (para ler mais clique: CEO da easyJet deixa companhia aérea para liderar a cadeia de televisão ITV).

A declaração de Barton descreve o novo CEO da companhia, que nos últimos 12 anos foi quadro do grupo TUI onde também foi o ‘patrão’ dos operadores nos mercados emissores (Chief Executive Officer, Mainstream Markets), como um profissional “estratégico mas focado operacionalmente” e que “provou ser focado nos clientes (customer-centric), carismático e um líder bem sucedido”.

A imprensa internacional refere que a escolha de Johan Lundgren foi uma surpresa, porque estava inactivo desde que saiu do grupo TUI em Maio de 2015 e o seu nome não figurava entre os potenciais sucessores de Carolyn McCall, que deixa de ser CEO da easyJet a 30 de Novembro, mas mantém-se na companhia até 31 de Dezembro para apoiar a transição.

O comunicado da easyJet sobre a nomeação de Johan Lundgren esclarece que a política salarial da companhia em relação ao CEO é proporcionar-lhe uma remuneração competitiva, com foco na componente variável.

Assim, o salário anual do CEO designado é de 740 mil libras com um bónus anual que no máximo será 200% desse salário, um terço do qual é em acções não transaccionáveis por um período de três anos.

Adicionalmente, a companhia tem o que designa como plano de incentivos de longo prazo para incentivar a atingir objectivos estratégicos e a criação sustentável de valor para os accionistas.

A avaliação baseia-se no desempenho de três exercícios e o prémio previsto é “normalmente” o equivalente a 250% do salário, com dois anos de carência.

O comunicado diz que a companhia espera que o CEO reúna e mantenha por cinco anos desde a sua nomeação uma participação accionista equivalente a 200% do seu salário.

Com a nomeação do sueco Johan Lundgren, como assinala o “The Independent” a aviação britânica está a ficar mais parecida com as equipas de futebol da Premier League, que vão buscar ‘craques’ ao estrangeiro, já que a British Airways é dirigida actualmente pelo espanhol Alex Cruz e a Flybe pela francesa Christine Ourmieres-Widener.

 

Clique para mais notícias: easyJet

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP: A330-900neo vão reforçar ligação Lisboa-São Paulo

25-03-2019 (18h03)

O mais recente Airbus A330-900neo da TAP, o quinto da companhia portuguesa, já voou para São Paulo à saída de Lisboa, uma ligação que vai ser reforçada com este modelo.

Programa de Interline da APG Portugal já conta com a Hong Kong Express Airways

25-03-2019 (17h30)

A Hong Kong Express Airways, companhia low cost com base no Aeroporto Internacional de Hong Kong, passou a fazer parte do programa de emissão de bilhetes interline da APG Portugal, que actualmente conta com 82 companhias.

Voos para Lisboa representam “um marco na nossa expansão europeia”, CEO da Qatar Airways

25-03-2019 (14h44)

“Esta nova ligação representa um marco na nossa expansão europeia”, afirmou o CEO da Qatar Airways, Akbar Al Baker, citado num comunicado sobre os novos voos entre Doha e Lisboa que a companhia aérea fará a partir de 24 de Junho.

Primeira Conferência Ministerial sobre Transporte Aéreo e Turismo em África decorre na Ilha do Sal

25-03-2019 (12h45)

A Ilha do Sal, do Arquipélago de Cabo Verde, vai receber a I Conferência Ministerial sobre o Transporte Aéreo e o Turismo em África entre 27 e 29 de Março, que vai contar com a presença de ministros do turismo e transporte aéreo de 54 países africanos.

Hangar da Hi Fly em Beja deverá começar a funcionar no 4º trimestre de 2020

25-03-2019 (12h03)

A Mesa, do grupo Hi Fly, já começou a construir o hangar para manutenção de aviões no aeroporto de Beja, que prevê ter a funcionar no 4º trimestre de 2020, revelou hoje Paulo Mirpuri, presidente do grupo.