Dionísio Barum é o novo responsável de vendas da TAP no mercado português

29-10-2018 (12h32)

Foto: Jornal da TAP
Foto: Jornal da TAP

Paulo Cunha regressa ao Brasil, “como responsável do Loyalty ”

Dionísio Barum, que já foi director mundial de Vendas da TAP e tem-se mantido director de Vendas África, acumulará a partir de 1 de Novembro com a direcção Vendas no mercado português, o segundo maior mercado da companhia depois do Brasil.

Dionísio Barum que já nos anos 90 tinha sido responsável pelas vendas no mercado português, substitui Paulo Salles Cunha, que vai regressar ao Brasil, de onde é natural e saiu para liderar as vendas em Espanha, a partir de 1 de Abri de 2014, primeiro, e, depois, também em Portugal.

As alterações constam de uma comunicação à empresa subscrita por Abílio Martins, Chief Marketing & Sales Officer desde a última reestruturação, na qual passou a assumir também as vendas (para ler mais clique: Antonoaldo Neves ‘arruma' a TAP ‘à sua maneira').

De acordo com a comunicação a que o PressTUR teve acesso "Paulo Salles Cunha, que cessa funções em Portugal, regressa ao Brasil e assumirá funções como responsável do Loyalty para esse mercado, posição crucial numa altura de relançamento e rebranding do actual Programa Victoria a nível mundial".

Dionísio Barum assumirá designadamente o relacionamento da companhia com as agências de viagens, que atravessam uma fase de alguma tensão nomeadamente por força da evolução tecnológica na área da distribuição, como pela tentativa das companhias aéreas de se assenhorarem da relação com o cliente, que apesar de todos os prognósticos catastrofistas tem continuado a privilegiar a compra nas agências de viagens.

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Grupo TAP prepara-se para entrar em bolsa a partir de 2020

22-03-2019 (18h21)

A TAP SGPS está a trabalhar para, a partir de 2020, estar pronta a avançar com uma IPO (Oferta Pública Inicial), com uma percentagem entre 15% e 30%, anunciou hoje o presidente da Comissão Executiva do grupo.

Grupo TAP tem prejuízo de 118 milhões de euros em “ano necessário”

22-03-2019 (18h06)

O Grupo TAP passou de um lucro de 21,2 milhões de euros em 2017 para um prejuízo de 118 milhões de euros em 2018, um ano de transformação necessária para preparar o futuro, segundo descreveram hoje Miguel Frasquilho, Antonoaldo Neves e David Neeleman.

TAP quer acabar com “dependência” do Brasil através da diversificação de mercados

22-03-2019 (16h42)

A TAP está a trabalhar na diversificação de mercados para acabar com a “dependência” do Brasil, um mercado que representa quase 25% das vendas totais da companhia e que no ano passado teve uma quebra de receitas de 10%, em euros.

TAP vai investir “cada vez mais” nas vendas directas

22-03-2019 (15h13)

As vendas da TAP através dos seus canais directos, como o seu website e o contact center, representaram 41% das vendas da companhia aérea em 2018, e o objectivo é chegar a 50%, disse hoje Raffael Quintas, Chief Financial Officer (CFO) da companhia.

Companhia aérea indonésia cancela encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX

22-03-2019 (14h30)

A companhia aérea indonésia Garuda anunciou hoje o cancelamento de uma encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX, aparelho ligado a dois acidentes, o mais recente dos quais a 10 de Março, na Etiópia.