Companhia aérea indonésia cancela encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX

22-03-2019 (14h30)

A companhia aérea indonésia Garuda anunciou hoje o cancelamento de uma encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX, aparelho ligado a dois acidentes, o mais recente dos quais a 10 de Março, na Etiópia.

"Enviámos uma carta à Boeing a socilitar o cancelamento do pedido", indicou o porta-voz da empresa, Ikhsan Rosan, à agência de notícias France-Presse (AFP).

"Os passageiros da Garuda perderam a confiança e não querem mais voar com a MAX", disse.

O Boeing 737 MAX da Ethiopian Airlines despenhou-se a 10 de Março, poucos minutos depois de ter descolado de Adis Abeba para a capital do Quénia, Nairobi. O acidente provocou a morte das 157 pessoas que seguiam a bordo.

Desconhecem-se as causas do acidente, o segundo com um Boeing 737 MAX em cinco meses. Em 29 de Outubro, 189 pessoas morreram na queda de um aparelho idêntico ao largo da Indonésia.

No passado Domingo, o governo etíope afirmou que as "caixas negras" do Boeing 737 MAX 8, que caiu no país, mostraram “semelhanças claras” com a queda em outubro do aparelho do mesmo tipo da companhia indonésia Lion Air.

Também a agência francesa de investigação sobre segurança da aviação civil (BEA) concluiu que há "semelhanças claras" entre a queda dos Boeing 737 MAX da Ethiopian Airlines e da Lion Air.

A Boeing anunciou já estar prestes a finalizar uma correção ao sistema MCAS nos aparelhos 737, depois de a agência reguladora do transporte aéreo norte-americana ter dado ao fabricante até Abril para proceder às melhorias.

Perto de 60 países já interditaram o espaço aéreo ou suspenderam temporariamente a utilização de aeronaves Boeing 737 Max e o gigante aeronáutico norte-americano acumulou, na semana passada, uma perda de mais de 27 mil milhões de dólares (23,8 mil milhões de euros) no valor das acções.

(PressTUR com Agência Lusa)

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Empresas & Negócios

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Angolana BestFly contrata dois ATR 72-600 para charters de negócios

18-06-2019 (13h58)

A companhia de aviação angolana BetFly anunciou no salão aeronáutico de Paris a contratação em leasing de dois ATR 72-600 para voos charter de negócios em Angola, de acordo com o seu CEO, Nuno Pereira, citado pela imprensa internacional.

Qatar Airways eleita melhor companhia de aviação do mundo nos prémios Skytrax

18-06-2019 (15h27)

A Qatar Airways, que na próxima semana começa a voar para Lisboa, foi eleita, pela quinta vez, “companhia de aviação do ano” dos prémios Skytrax, nos quais a TAP ficou no 76º lugar, quatro abaixo da votação de 2018, em que fora 72ª.

IAG anuncia “carta de intenções” de mega encomenda à Boeing

18-06-2019 (19h09)

O IAG, grupo de companhias de aviação de que fazem parte nomeadamente a British Airways, a Vueling e a Level, anunciou hoje ter apresentado uma “carta de intenções” de aquisição de 200 aviões Boeing B737-8 e B737-10.

IAG anuncia Iberia e Aer Lingus como companhias de lançamento do novo Airbus A321XLR

18-06-2019 (19h38)

O IAG, grupo de companhias aéreas iniciado com a fusão entre a British Airways e a Iberia, anunciou hoje estar a comprar 14 Airbus A321XLR para a Iberia e a Aer Lingus, que diz “estarão entre as companhias de lançamento” do novo avião narrowbody de maior alcance.

American Airlines introduz 6º voo diário Miami - Havana

18-06-2019 (16h34)

Apesar das mais recentes medidas do presidente dos Estados Unidos contra as viagens turísticas a Cuba, a American Airlines, maior companhia de aviação do mundo, vai aumentar para seis voos diários a sua oferta de ligações entre Miami, Florida, e a capital cubana, Havana.

Noticias mais lidas