Cinco origens/destinos tiveram no 1º Semestre aumentos acima de 100 mil passageiros em Lisboa

20-07-2015 (22h37)

As ligações com outras cidades portuguesas e os voos de/para França, Reino Unido, Alemanha e Itália foram os principais motores do crescimento do Aeroporto de Lisboa no primeiro semestre, todos com aumentos acima dos cem mil passageiros, alcançando em conjunto mais 745,4 mil, o que equivale a 70,2% do aumento global do período.




As rotas domésticas foram as que tiveram o maior aumento de passageiros, com mais 172,9 mil (+18,5%, para 1,1 milhões), seguindo-se os voos de/para a Alemanha, com mais 142,1 mil (+21,8%, para 871,6 mil), França, com mais 142,1 mil (+13,1%, para 1,22 milhões), Reino Unido, com mais 138,8 mil (+17,5%, para 929,7 mil), e Itália, com mais 135,7 mil (+30,7%, para 577,9 mil).
Assim, França manteve-se a primeira origem/destino de passageiros do Aeroporto de Lisboa, com 13,2% do total do primeiro semestre, à frente dos voos domésticos, com 12%, e, depois, Espanha, com 10,4%, tendo um total de 960 mil passageiros, +9,3% ou mais 81,5 mil que há um ano.
O Top5 completa-se com o Reino Unido, com 10% do total de passageiros do primeiro semestre, e Alemanha, com 9,4%.
Estas cinco origens/destinos concentraram 55% do total de passageiros do Aeroporto de Lisboa no primeiro semestre, com 5,096 milhões, +15,7% ou mais 691,2 mil que no período homólogo de 2014.
As seguintes cinco maiores origens/destinos foram Itália, com 6,2% do total do semestre, Suíça, com 4,8%, Holanda, com 4,2%, Bélgica, com 3,6%, e Irlanda, com 1,1%.
O crescimento mais modesto neste grupo foi dos voos de/para a Suíça, em 3% ou 13 mil, para 440,2 mil, e o mais forte foi das rotas da Irlanda, em 33% ou 25,9 mil, para 104,6 mil.
O maior foi dos voos de/para Itália, com mais 135,7 mil (+30,7%, para 577,9 mil), e seguiram-se as ligações com a Holanda, com mais 46,6 mil (+13,6%, para 390,6 mil), e com a Bélgica, com mais 44,4 mil (+15,3%, para 224,2 mil).
Os dados do Aeroporto de Lisboa mostram que a grande maioria dos voos de/para países europeus tiveram crescimento do número de passageiros nos primeiros seis meses do ano, e em grande número de casos a dois dígitos, o que levou a que o crescimento médio em voos intra-europeus tenha atingido os 15,9%, com um aumento em 1,042 milhões, para 7,59 milhões.
A Europa foi assim a origem/destino de 82,1% dos passageiros do Aeroporto de Lisboa no primeiro semestre, em alta de 2,1 pontos em relação ao período homólogo de 2014, que teve por base o reforço do peso das ligações entre de/para países da União Europeia, que subiu 2,5 pontos, para 75,4%, com um aumento de passageiros em 16,7% ou um milhão, para 6,97 milhões.
Os dados a que o PressTUR teve acesso mostram, aliás, que em voos intra-europeus apenas se verificaram duas excepções significativas à tendência de crescimento, a Dinamarca, com uma queda em 19% ou 18,6 mil, para 79 mil, e a Rússia, com -16,6% ou menos 5,3 mil, para 26,8 mil.
Por rotas, esse dados mostram que o Porto teve o maior aumento (mais 90,3 mil ou +44,1%, para 295,4 mil) e entrou para o Top10 (subiu de 11º para 7º), seguido por Londres Stansted, com mais 72,2 mil (+63,8%, para 185,6 mil), que já ultrapassou Londres Gatwick (+14% ou mais 17,8 mil, para 144,9 mil), e Madrid, que mantém a liderança em total de passageiros no semestre, com quase 554 mil, mais 71,1 mil ou +14,7% que nos primeiros seis meses de 2014.
O quarto maior aumento do semestre foi em voos de para Ponta Delgada, com mais 67,5 mil passageiros (+50,6%, para 201 mil), que assim subiu de 18ª rota no primeiro semestre de 2014 para 12ª este ano, e seguidamente veio o aumento de 54,6 mil (+19,5%, para 334,1 mil) na rota de Bruxelas, que entrou para o Top5, superando Amesterdão, que teve uma ligeira queda, em 0,3% ou cerca de 950 para 316,2 mil.
Entre as rotas com maiores aumentos de passageiros no primeiro semestre contaram-se ainda Hamburgo, com mais 51,3 mil (+75,4%, para 119,4 mil), Eindhoven, com mais 47,7 mil (+183,9%, para 73,6 mil), Marselha, com mais 33,6 mil (+60,5%, para 89,3 mil), Dublin, com mais 31 mil (+42,2%, para 104,5 mil), e Paris Orly, com mais 31 mil (+6,6%, para 498,7 mil).
Por total de passageiros, depois de Madrid, que é a única rota a somar mais de meio milhão de passageiros no primeiro semestre, com cerca de 554 mil, vieram Paris Orly, com 498,7 mil (+6,6% ou mais 31 mil), Funchal, com 401,9 mil (+0,7% ou mais 2,6 mil), Londres Heathrow, com 356,8 mil (+0,9% ou mais 3,1 mil), e Bruxelas, com 334,1 mil (+19,5% ou mais 54,6 mil).
Na segunda metade do Top10 ficaram Amesterdão, com 316,2 mil (-0,3% ou menos cerca de 950), Porto, com 295,4 mil (+44,1% ou mais 90,3 mil), Barcelona, com 282,7 mil (+5,4% ou mais 14,4 mil), Frankfurt, com 281,6 mil (+1,5% ou mais quatro mil), e Paris Charles de Gaulle, com 265,2 mil (+1,8% ou mais 4,7 mil).
Em rotas intercontinentais, Luanda foi a primeira, com 191,4 mil passageiros (+1,5% ou mais 2,8 mil), seguindo-se São Paulo, com 133,9 mil (-0,9% ou menos 1,2 mil), Rio de Janeiro, com 122 mil (-3,9% ou menos 4,9 mil), Dubai, com 117,1 mil (+14,6% ou mais 14,9 mil), e Nova Iorque (Newark), com 110 mil (+2,8% ou mais três mil).

Para ver mais clique:
Aeroporto de Lisboa voltou em Junho ao crescimento a dois dígitos
Aeroporto de Lisboa soma pela primeira vez mais de 9 milhões de passageiros no 1º Semestre
Voos domésticos crescem 18,5% em Lisboa apesar de queda das vendas BSP Portugal
Voos de Marrocos e Brasil penalizam tráfego intercontinental de/para Lisboa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Pilotos da KLM ameaçam com greve por reivindicações salariais

14-08-2018 (18h28)

Os pilotos da companhia de aviação holandesa KLM, que faz parte do mesmo grupo que a francesa Air France e a low cost Transavia, ameaçaram hoje fazer greve caso não tenham resposta até sexta-feira para as suas reivindicações salariais, segundo o jornal holandês “De Telegraaf”.

Governo dos Açores considera “prematuro” falar da proposta de compra da Azores Airlines

14-08-2018 (18h21)

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores afirmou ontem ser “absolutamente prematuro” pronunciar-se sobre o processo de alienação de 49% do capital da Azores Airlines, uma vez que a proposta apresentada se encontra em análise.

SATA tem nova Administração a partir de segunda-feira

10-08-2018 (16h10)

A nova Administração da companhia de aviação açoriana SATA, presidida por António Luís Gusmão Teixeira, toma posse na segunda-feira, informou hoje o Governo Regional dos Açores.

Ryanair prevê transportar 400 mil passageiros hoje apesar da greve de pilotos na Europa

10-08-2018 (12h07)

A low cost Ryanair, segunda maior companhia de aviação em Portugal, garantiu que vai transportar hoje mais de 400 mil passageiros em mais de dois mil voos, apesar de enfrentar uma greve dos pilotos na Irlanda, Suécia, Alemanha e Bélgica.