CEO da TAP afirma que investidores “acreditam na capacidade da TAP e vêem um futuro” na companhia

03-12-2019 (14h20)

A TAP reuniu mais de uma centena de investidores internacionais num roadshow para lhes apresentar a sua mais recente emissão obrigacionista e concluiu que “acreditam na capacidade da TAP e vêem um futuro” na empresa, segundo o CEO Antonoaldo Neves.

A conclusão consta de uma comunicação interna citada pela Agência Lusa, na qual o gestor indicou que o roadshow passou por Londres, EUA, Itália, Alemanha e França.

“Conversamos com mais de 100 investidores globais qualificados, alguns que estão há muito tempo a investir em aviação e outros que não investem desde 2011 pela volatilidade do sector”, diz a comunicação de Antonoaldo Neves, citada pela Agência Lusa.

“Falamos da transformação da frota, dos acordos de paz social, do esforço de expandir para os EUA e retirar um pouco da volatilidade do [mercado] africano e brasileiro”, informou o gestor, que acrescenta: “e os investidores acreditam na capacidade da TAP e vêem um futuro” na empresa.

O objectivo principal da emissão, no montante de 375 milhões de euros, “foi alongar o prazo da nossa dívida”, de acordo com a mesma informação do CEO da TAP, que indicou ainda à empresa: “Vamos usar esses mais de 300 milhões de euros investidos na TAP por investidores internacionais para pagar as dívidas que iam vencer em média no próximo ano e meio” e com isso “fortalecer o balanço”.

Antonoaldo Neves ‘responde’ ainda nessa informação a críticas de que a gestão tem sido alvo, nomeadamente de que a TAP iria pagar juros muito altos.

“Conseguimos uma dívida sem nenhum tipo de garantia e com juros muitos competitivos, em condições mais favoráveis do que grandes grupos internacionais na mesma semana, em áreas menos de risco”, diz o executivo, que assegura também que a emissão foi favorável para a TAP.

Em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a companhia de aviação deu conta da conclusão da operação, “tendo emitido obrigações sénior 5,625% com o valor nominal agregado de 375 milhões de euros com maturidade em 2024”.

O grupo anunciou o lançamento desta nova oferta de obrigações sénior no dia 15 de Novembro, com o valor indicativo, nessa altura, de 300 milhões de euros e maturidade até 2024, de acordo com um comunicado.

No dia 22 de Novembro, a empresa liderada por Antonoaldo Neves indicou que as receitas resultantes da oferta serão para a “antecipação do reembolso de determinados empréstimos no âmbito do passivo existente da TAP e extensão do respectivo prazo médio de maturidade”, para “o pagamento de comissões e despesas relacionadas com a oferta das obrigações" e “para financiar as necessidades decorrentes da actividade normal da sociedade”, que está a entrar na época baixa, em que a tesouraria atinge mínimos.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Chinesa Hainan Airlines vai chegar ao Porto com a Iberia via Madrid

13-12-2019 (15h25)

O Porto é um dos 14 destinos europeus para onde a companhia de aviação chinesa Hainan Airlines já abriu reservas, através de code-share com a espanhola Iberia, do IAG, que fará o trajecto Madrid - Porto.

Aeroportos portugueses melhoram pontualidade em Novembro

12-12-2019 (16h14)

Os seis aeroportos portugueses com indicadores de pontualidade da OAG para o mês de Novembro melhoraram todos o desempenho em relação ao mês homólogo de 2018, mas sem saírem do lote dos piores entre os 1.200 com dados publicados pela consultora.

TAP melhora pontualidade em Novembro para 74% e fica 8,8 pontos melhor que Aeroporto de Lisboa (OAG)

12-12-2019 (16h11)

A TAP teve um índice de pontualidade em Novembro de 74%, que é 7,5 pontos melhor do que tivera no mês homólogo de 2018 e fica 8,8 pontos melhor que a pontualidade média do Aeroporto de Lisboa, seu hub, onde é a companhia com mais movimentos de aviões.

Finnair prevê ocupação acima de 90% nos voos Helsínquia-Porto em 2020

12-12-2019 (11h12)

A Finnair, que irá voar entre o Porto e Helsínquia em 2020 mais cerca de quatro meses que em 2019, prevê ter uma ocupação média acima de 90% nesses voos, disse ao PressTUR o director-geral da companhia para o Sul da Europa, Javier Roig.

Volotea programa voos de Bordéus para Faro no próximo Verão

12-12-2019 (10h30)

A companhia de aviação espanhola Volotea tem programado realizar voos entre Bordéus e Faro de 9 de Abril até 4 de Outubro, duas vezes por semana.

Ultimas Noticias

Noticias mais lidas