British Airways e Iberia anunciam acordos de utilização do seu NDC

09-10-2017 (09h15)

As duas maiores companhias do IAG, a British Airways e a Iberia, anunciaram que mais uma TMC e duas redes de agências de lazer aderiram à sua distribuição via NDC, evitando pagar a taxa de 9,50 euros que passarão a aplicar a partir de 1 de Novembro às reservas via GDS.

A informação identifica a TMC como sendo o Hogg Robinson Group (HRG), com o qual tem um acordo que exclui os mercados do Reino Unido, Itália e Suíça, mas o seu CEO Bill Brindle assegurou que a empresa está a trabalhar no sentido de ter idêntico acordo para o mercado brutânico.

A edição electrónica do “Travel Weekly” noticia, no entanto, que não é certo que o HRG utilize desde já conexões NDC como exigem as companhias do IAG, escrevendo que lhe bastou mostrar vontade de “estabelecer as conexões técnicas requeridas pelo NDC”.

Relativamente às redes de agências de viagens de lazer, a informação da British Airways e Iberia indica tratar-se do Lotus Group, que opera as marcas DialFlight e Supertravel, e do grupo Travel Up, ambos baseados no Reino Unido.

Em Espanha, entretanto, as duas companhias do IAG anunciaram um acordo com a associação que reúne os principais fornecedores de software de gestão para agências de viagens, a ATICAV, para “facilitar o desenvolvimento da integração no sistema NDC”.

O acordo evidencia os custos em que as agências de viagens têm que incorrer para adoptarem as conexões NDC ao assinalar que um dos objectivos é facilitar o acesso exigido por British Airways e Iberia pelas agências que não tenham possibilidade de desenvolver por si próprias as conexões necessárias.

Em Maio passado, British Airways e Iberia anunciaram que a partir de 1 de Novembro cobrarão 9,50 euros por reserva que as agências de viagens façam através dos GDS, mas que essa taxa poderá ser evitada se as reservas forem efectuadas em conexões baseadas em NDC ( do inglês para New Distribution Capability), um conjunto de standards que têm estado a ser impulsionados pela IATA.

As duas maiores companhias do IAG juntaram-se assim à Lufthansa, que desde 1 de Janeiro de 2015 aplica uma Distribution Cost Charge (DCC) de 16 euros por reserva em GDS, para obrigar as agências de viagens a utilizarem o seu sistema de reservas directas.

 

Para ler mais clique:

British Airways e Iberia vão cobrar taxa nas reservas em GDS a partir de Novembro

Lufthansa confirma taxa GDS desde hoje e anuncia aposta novos canais directos

 

Clique para mais notícias: IAG

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aeroportos em todo o mundo tomam precauções contra surto de coronavírus

23-01-2020 (17h34)

Aeroportos à volta do mundo começaram hoje a tomar precauções com o fluxo de turistas chineses que tiram férias pelo Ano Novo Lunar, dado o surto de um novo tipo de coronavírus com origem na China.

Wamos Air quer captar mais portugueses para os seus voos

23-01-2020 (10h48)

A Wamos Air assina esta quinta-feira um acordo para formalizar a sua representação em Portugal pela ATR, disse ao PressTUR David Blázquez, commercial routes manager, que assume o objectivo de captar mais passageiros no mercado português.

Construção de aeroporto no Montijo depende da aprovação do projeto de execução e respetivo relatório ambiental

22-01-2020 (18h05)

A construção de um aeroporto civil no Montijo, declarada na terça-feira ambientalmente viável pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), só pode avançar após aprovação dos respetivos projecto de execução e relatório de conformidade ambiental.

Portugal é “um mercado muito importante” onde a Globalia quer crescer — Javier Hidalgo, CEO

22-01-2020 (14h32)

A Globalia, dona da Air Europa e dos hotéis Be Live, entre outras empresas de turismo, como o operador Travelplan, presente em Portugal, vê o país como um mercado "muito importante" onde ambiciona crescer em várias áreas de negócio, disse ao PressTUR Javier Hidalgo, CEO do grupo.

Wizz Air começa a voar de Viena para Faro a partir de Julho

22-01-2020 (13h46)

A Wizz Air, que se apresenta como a maior low cost da Europa Central e do Leste, lança este ano a rota Viena – Faro, bem como prevê reforçar o número de voos das rotas Viena – Porto, que iniciou em meados de Dezembro passado, e Viena – Lisboa.

Noticias mais lidas