Azul confirma doze voos por semana entre Viracopos e Lisboa a partir de Dezembro

14-06-2018 (13h14)

Foto: ANA Aeroportos
Foto: ANA Aeroportos

E conexão com voos da Beijing Capital para Pequim

A Azul, companhia de aviação brasileira presidida por David Neeleman que também é o accionista de referência da TAP, confirmou que a partir de 15 de Dezembro terá doze voos por semana entre Viracopos, no interior estado de São Paulo, e Lisboa, onde dará conexão com os voos da Beijing Capital para Pequim.

Uma informação divulgada pela companhia no Brasil indica que com o reforço da sua operação para Lisboa, terá dois voos para a capital portuguesa às segundas, quartas, sextas, Sábados e Domingos, com um voo diário a sair de Viracopos às 6h25 (hora local) e um segundo nesses dias às 9h20 (hora local).

As partida de Lisboa são diariamente às 10h00 e às segundas, quartas, sextas, Sábados e Domingos às 23h10.

Este reforço segue-se ao anúncio em meados de Março de que a companhia tinha programado subir a frequência de voos entre Viracopos e Lisboa a partir de 1 de Junho, passando de sete para dez por semana este mês e em Julho e 11 em Agosto e Setembro (para ler mais clique: Azul aumenta número de voos entre Viracopos e Lisboa este Verão).

As notícias dizem que simultaneamente a Azul reforça a parceira com a Beijing Capital, tendo concretizado no dia 11 um acordo de code-share, pelo qual o código da Azul passa a figurar nos voos da Beijing Capital de Lisboa para Pequim e o código desta passa a figurar nos voos da brasileira de Lisboa para Viracopos, tal como a chinesa do grupo HNA, também accionista da Azul e parceiro de Neeleman na Aigle Azur, já faz com a TAP (para ler mais clique: Beijing Capital já pode vender voos da China para sete destinos brasileiros, via Lisboa com a TAP).

“A nova parceria com a Beijing Capital Airlines para code-share será muito importante, pois reforça nossa imagem internacional, especialmente para cientes da Ásia que queiram conhecer o Brasil", diz uma declaração do director de Alianças da Azul, Marcelo Bento, citado pelo Panrotas.

 

Clique para mais notícias: Azul

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: Beijing Capital

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Pilotos alemães da Ryanair pronunciam-se sobre greve a partir de Agosto

22-06-2018 (16h26)

O sindicato de pilotos alemães Vereiningung Cockpit (VC) vai promover uma votação entre os seus cerca de 400 associados que trabalham na low cost Ryanair sobre desencadear uma greve a partir de Agosto.

CEO da TAP defende direito a sonhar com liderar tráfego entre a Europa e a América do Norte

20-06-2018 (17h57)

Embora tenha pela frente concorrentes como a British Airways, que ainda em 4 de Maio começou a voar de Londres-Heathrow para Nashville, sua 26ª cidade nos Estados Unidos, o CEO da TAP reivindicou hoje no Porto o direito a da companhia a “sonhar grande em relação a ser a principal companhia aérea que liga a Europa à América do Norte”.

CEO da TAP garante aposta no Porto e ironiza: “a concorrência que se cuide”

20-06-2018 (17h51)

O Aeroporto Francisco Sá Carneiro "é historicamente um dos alicerces da TAP", que tem um "compromisso total e absoluto" com o Porto, garantiu hoje o CEO da companhia, Antonoaldo Neves, que rematou com um: "Queremos ter uma posição dominante no Porto, e a concorrência que se cuide".

Antonoaldo Neves reconhece pontualidade como “problema gravíssimo” da TAP

20-06-2018 (17h48)

"Temos um problema gravíssimo de pontualidade na ponte aérea e na TAP em geral", reconheceu hoje o CEO da companhia, Antonoaldo Neves, na sessão de balanço da operação da companhia aérea no Porto admitiu, que assegurou tratar-se de um "desafio" a superar nos próximos tempos.

Exportações portuguesas de transporte aéreo de passageiros voltam a crescer acima de 20% em Abril

20-06-2018 (16h28)

As empresas portuguesas de transporte aéreo de passageiros, as maiores das quais a TAP, a Azores Airlines, a euroAtlantic e a Hi Fly, aumentaram em Abril as vendas ao estrangeiro em 23,2%, alcançando assim um aumento médio em 15,3% no quadrimestre.