Azul aumenta rentabilidade operacional em 17,5% no primeiro trimestre

11-05-2018 (16h27)

Foto: ANA Aeroportos
Foto: ANA Aeroportos

A operação da companhia de aviação brasileira Azul, accionista da TAP, foi 17,5% mais rentável no primeiro trimestre deste ano que no período homólogo de 2017, segundo indica no balanço publicado hoje.

A informação refere-se ao resultado operacional por unidade de transporte colocada no mercado, em ASK, do inglês para lugares x quilómetros voados, reflectindo um aumento da receita líquida por ASK em 5% face a um aumento dos custos operacionais em 3,4%.

A informação indica adicionalmente que a subida da receita unitária resultou de um aumento yield ou preço médio por quilómetro voado em 4,1% e uma subida da taxa média de ocupação em 0,8 pontos, para 82,2%.

Do lado dos custos, os factores que mais contribuíram para a subida do custo unitário foram os combustíveis, com um aumento em 10,4% e as tarifas aeroportuárias, com +12,3%.

Em sentido contrário, com os maiores contributos para conter o aumento do custo unitário estiveram as despesas com manutenção, que baixaram 24,8%, reflectindo nomeadamente a incorporação de novos aviões.

A Azul terminou assim o primeiro trimestre, que no Brasil é época alta, com um aumento das receitas de passagens em 18%, para 2.111,8 milhões de reais, e uma subida do lucro operacional (EBIT ou resultado antes de juros e impostos) em 31,9%, para 275,9 milhões.

Esta evolução e uma redução em 35,8% dos encargos financeiros geraram um aumento em 318,7% do lucro antes de impostos, para 270,1 milhões de reais, e um aumento do lucro líquido em 260,8%, para 210,5 milhões, que representa uma margem líquida de 9,5%, +6,4 pontos que no primeiro trimestre de 2017.

 

Para ler mais clique:

Azul contabiliza ganho de 53,8 milhões de reais com a TAP

 

Clique para mais notícias: Azul

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Ryanair prevê quebra entre 100 e 200 milhões de euros nos lucros de 2019

21-05-2018 (13h16)

A Ryanair prevê uma quebra do lucro entre 100 e 200 milhões de euros para o ano fiscal que termina a 31 de Março de 2019, devido a uma previsão de subida acentuada do preço do combustível e dos custos com pessoal.

Lucros da Ryanair aumentam 10% para 1.450 milhões de euros

21-05-2018 (11h01)

Os lucros da companhia aérea Ryanair aumentaram 10% no ano fiscal encerrado a 31 de Março, para 1.450 milhões de euros, período em que transportou 130 milhões de passageiros, mais 9% que um ano antes.

Emirates vai ter um voo diário em A380 para Atenas na segunda quinzena de Junho

20-05-2018 (16h23)

A Emirates deu a indicação aos sistemas de reservas que na segunda quinzena de Junho irá voar diariamente também em Airbus A380 entre o seu hub de Dubai e Atenas.

Air China vai reduzir frequência de voos para Barcelona

18-05-2018 (12h44)

A companhia chinesa Air China, parceira da TAP na Star Alliance, vai reduzir o número de voos na rota Pequim - Barcelona, de quatro para três por semana, em Airbus A330-200, a partir de 28 de Outubro, início do Inverno IATA.

Alitalia programa mais voos em B777 de Roma para São Paulo e Rio de Janeiro

18-05-2018 (12h21)

A companhia de aviação italiana Alitalia indicou aos sistemas de reservas que no próximo Inverno IATA, que começa em finais de Outubro, irá colocar mais capacidade nas suas ligações entre Roma e os dois maiores aeroportos internacionais brasileiros, São Paulo Guarulhos e Rio de Janeiro Galeão.